Como estudar para OAB

icone calendario 25 ago 2017

Para você que terminou o curso superior de Direito e agora se prepara para o universo do Exame de Ordem (OAB – Ordem dos Advogados do Brasil), a Nova Concursos traz um guia de como estudar e alcançar a tão sonhada carteirinha vermelha.

O que é o Exame da OAB?

O Estatuto da OAB, promulgado pela Lei n° 8.906/94, estabelece os requisitos para que bacharéis em Direito se inscrevam nos quadros da entidade. Um dos requisitos é a aprovação no denominado Exame da OAB.

O também conhecido como “Exame da Ordem” é aplicado em torno de três vezes por ano para todos os bacharéis em Direito, tendo como principal objetivo aferir a capacitação necessária para que o formado em direito possa exercer a sua profissão na advocacia.

O Exame é dividido em duas fases, sendo ambas de caráter eliminatório. A primeira fase é a prova objetiva, que possui cerca de 80 questões sobre os temas abordados em todas as disciplinas obrigatórias do curso de Direito.

A segunda é a prova prático-profissional, sendo aplicada apenas aos candidatos aprovados na primeira fase. A prova é composta de duas partes distintas, contemplando a área de opção do candidato, escolhida no ato de inscrição, podendo ser as seguintes áreas: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho ou Direito Tributário.

Preparo para a Prova da Ordem

O preparo para a Prova da OAB, assim como para os concursos públicos, exige planejamento, organização, disciplina e investimento! Além, é claro, de muitas horas de estudos.

Sabe-se que o Direito envolve leis e informações complexas, tudo apresentado numa linguagem específica para os iniciados. Vale lembrar que a Prova da OAB é composta por 17 disciplinas, que foram apresentadas e distribuídas ao longo de 5 anos da graduação em Direito.

Para um bom resultado no exame, sua preparação deve ser estratégica e metódica. Uma vez que o conteúdo é muito extenso e o tempo entre a publicação do edital OAB e a prova é muito curto.

Portanto, estudar tudo em poucos meses pode acabar gerando ansiedade e atrapalhar o rendimento dos estudos.

Para ajudá-los com este problema, confira importantes dicas que poderão fazer a diferença no resultado final!

Segundo as análises feitas por advogados e orientadores de cursos sobre o exame da Ordem, confira um infográfico sobre o número de questões e disciplinas das últimas provas:

infografico-numeros-questoes

Dicas

1) – Refazer as provas anteriores

Uma das melhores táticas, para a primeira fase do Exame, é resolver provas anteriores. A ideia é medir como foi o seu aproveitamento durante a graduação e principalmente para identificar quais são os seus pontos mais fracos, que necessitam de maior atenção e empenho.

2) – Escolha do material de estudo

Quando você tiver identificado em quais disciplinas possui mais dificuldade, é hora de buscar o material ideal para suas necessidades! O material correto é essencial para a completa assimilação e um entendimento real do conteúdo. O candidato deve estabelecer os vínculos entre os conceitos, teorias e a norma.

3) – Criação de um cronograma

Para conseguir um ritmo de estudos coerente e poder revisar todas as matérias, é necessário elaborar um plano de estudos completo. Onde devem constar todas as disciplinas, tempo de estudo para cada uma delas e os dias até a prova. Desta forma é possível manter o foco e também acompanhar sua evolução.

4) – Resumos de interpretação

É altamente recomendável a elaboração de pequenos resumos ao término de cada tópico do livro que está sendo estudado ou da legislação seca. A elaboração de resumos, feitos com suas próprias palavras, não só ajuda a delimitar o que não foi apreendido com a leitura inicial, como é uma importantíssima etapa de fixação do conteúdo.

5) – Como estudar?

Cada pessoa desenvolve seu próprio método de estudo, com o qual possui mais facilidade. Segundo especialistas, no caso do Direito, o estudo deve começar pela teoria e sempre incluir a leitura dos dispositivos normativos e a realização de muitas questões. A maioria das questões da prova da OAB exige o conhecimento da legislação, mas parte do exame aborda a jurisprudência predominante dos Tribunais Superiores. Por outro lado, a leitura das Súmulas Vinculantes do STF, Súmulas e Orientações Jurisprudenciais do TST (OJs), além do estudo de pontos mais relevantes da jurisprudência predominante do Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça são extremamente importantes.

6) – Revisão constante

O conteúdo estudado deve ser revisado constantemente. É aconselhável estipular um período específico para as revisões, por exemplo, uma vez por semana. Essa tática deve ser aplicada antes de se avançar no estudo do conteúdo, para que não se perca informações previamente estudadas. Ou seja, revisar ajudar a fixar as informações na memória.

7) – Disciplina

A aprovação na OAB não depende apenas do conhecimento, mas também da habilidade do candidato em saber executar um planejamento estratégico e evoluir ao longo de sua preparação. É imprescindível manter a disciplina, a organização do tempo e principalmente o controle emocional.

8) – Dica extra

Todas as dicas acima, significam que o estudo não pode se limitar apenas à leitura de livros e materiais. Trata-se de um processo lento e complexo de relembrar tudo o que foi visto durante a faculdade e, principalmente, de se adaptar ao sistema da prova. A dica é, a preparação é um conjunto que evolve a elaboração de esquemas, quadros, resumos objetivos, mapas mentais e, sempre, a realização de muitas questões das provas anteriores.

Bons estudos!

Nova Concursos  tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar as suas chances de passar, conheça os nossos materiais, acessando o nosso site!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais