Concurso AGU: 10 dicas importantes de como estudar!

icone calendario 26 dez 2017

O novo concurso público da Advocacia Geral da União (AGU) já está autorizado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) e deve divulgar edital já no início de 2018.

O certame enviou pedido inicial de 1.364 vagas, contudo a autorização do Ministério do Planejamento é para o preenchimento de 100 vagas imediatas, além da possibilidade de formar cadastro reserva para os diversos cargos.

As oportunidades serão para candidatos de nível médio, médio/técnico e superior com salário inicial de até R$ 6,2 mil!

Saiba dos detalhes sobre o novo concurso AGU e ainda conheça 10 dicas de como se preparar!

Projeto cria mais 3 mil novas vagas

No dia 8 de novembro de 2017, o deputado Covatti Filho (PP/RS) foi designado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, como relator do projeto de lei 6788/2017, do Poder Executivo, que reestrutura as carreiras de tecnologia da informação e cargos de suporte de atividades tributárias e aduaneiras da Receita Federal e reestrutura o quadro de pessoal da Advocacia Geral da União (AGU).

A proposta cria 3.000 vagas na AGU, sendo 2.000 para o cargo de Analista Técnico de Apoio à atividade jurídica e 1.000 para a carreira de Técnico de Apoio à Atividade Jurídica.

Agora, cabe ao relator dar um parecer para que a comissão possa votar a proposta que, caso aprovada, ainda deve passar pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votada definitivamente no plenário da casa.

Vagas e salários

A distribuição das 100 vagas autorizadas ainda não foi confirmada, mas sabe-se que serão para áreas de apoio às carreiras jurídicas do órgão.

No pedido de 1.364 postos encaminhado ao Ministério do Planejamento, as oportunidades estavam distribuídas entre cargos de nível médio (782) e superior (582). A expectativa é de que sejam ofertadas 349 oportunidades para os cargos de Assistente Técnico Administrativo e 433 para Técnico em Contabilidade, nível médio.

Para nível superior as vagas serão de 170 para Administrador, 38 Analista de Sistemas, 20 Analista Técnico Administrativo, 17 Arquivista, 18 Bibliotecário, 15 Engenheiro, 258 Contador, 16 Estatístico, 9 Médico, 10 Técnico em Assuntos Educacionais e 11 Técnico em Comunicação Social.

A remuneração inicial varia conforme o cargo escolhido de R$ 4.100,92 e R$ 6.252,19.

Último concurso AGU

O último certame aconteceu em 2014 e contemplou os quadros da AGU e da Secretaria de Portos da Presidência da República. Para a AGU, os cargos ofertados foram Técnico em Contabilidade (médio/técnico e R$ 3.953,92), além de Técnico em Comunicação Social, Bibliotecário e Analista de Sistemas, com exigência de nível superior nas devidas áreas.

Houve chances ainda para Analista Técnico Administrativo, para quem tem qualquer formação. Os ganhos dos analistas são de R$ 5.752,52. Para a Secretaria de Portos, as funções contempladas foram Agente Administrativo (nível médio e R$ 3.276,02) e Técnico em Contabilidade (médio/técnico e R$ 3.276,02). No nível superior, as oportunidades foram para administrador, contador e economista, para formados nessas áreas.

Também houve a oferta de vagas para Analista Técnico Administrativo, cargo destinado a graduados em qualquer área. A remuneração desses analistas é de R$ 4.705,82, exceto economistas, que têm ganhos de R$ 5.792,90. Em todos os valores já está somado o auxílio-alimentação de R$ 458,00.

Ao todo, o certame de 2014 ofereceu 100 vagas, sendo 60 para a AGU e 40 para a Secretaria de Portos. Os candidatos foram avaliados por meio de duas provas objetivas, sendo uma de Conhecimentos Básicos (50 questões) e outra de Específicos (30). A organização coube ao Cebraspe (antigo Cespe/UnB).

Para todos os cargos (exceto Analista de Sistemas), o exame objetivo contou com as seguintes disciplinas:

Língua Portuguesa (15 questões), Raciocínio Lógico (15), Noções de Informática (10) e Conhecimentos Gerais (10), na parte de Conhecimentos Básicos, e Conhecimentos Específicos (30).

Para Analista de Sistemas, as disciplinas foram:

Língua Portuguesa (15 questões), Raciocínio Lógico (15), Inglês (10) e Conhecimentos Gerais (10), em Conhecimentos Básicos, além de Conhecimentos Específicos (30).

10 Dicas

Se você pretende começar 2018 como servidor público do AGU, o melhor caminho é estudar muito!

Não é segredo que uma das maiores dificuldades encontradas pelos concurseiros, que não são advogados, é estudar Legislação e Regimento Interno.

Isso se dá pelo fato de que, entender bem sobre regimentos, leis orgânicas, direito administrativo, direito constitucional, pode ser simples para estudantes de direito ou advogados, mas para a grande maioria é complicado compreender e assimilar um assunto tão específico, que possui linguagem própria.

Pensando nisso, a Nova Concursos traz 10 importantes dicas que poderão te ajudar na hora dos estudos, confira!

1 – Tenha foco e objetivo! Evite ideias dispersas e busque fazer sua vida realmente girar em torno do seu sonho. Para isso concentração e foco são essenciais.

2 – Crie um cronograma de estudos eficaz e otimizado! Existem diversas metodologias para se criar um plano de estudos. O ideal é que você encontre seu próprio método. Algumas perguntas podem ajudar na hora de criar seu cronograma, são elas: Qual é o melhor horário e local para que você tenha total concentração? Quantas horas você está determinado a estudar? Qual é o número de matérias que você precisa estudar e quanto tempo resta até a data da prova? Anote suas respostas e procure adaptá-las a sua rotina. A dica para facilitar a visualização das suas metas e horários, procure criar tabelas. Elas podem ser facilmente feitas no word ou, se preferir, em uma cartolina colada na parede.

3 – Material de estudos! Na internet é possível encontrar uma grande quantidade de materiais para concursos públicos. Contudo, muitos deles estão desatualizados, o que certamente irá prejudicar sua preparação. O ideal é adquirir material de qualidade que esteja de acordo com os últimos editais publicados. Principalmente se tratando da disciplina de legislação, onde é comum haverem mudanças. A Nova Concursos possui excelentes materiais, eles são elaborados de acordo com o que foi cobrado nas últimas provas e resumem os tópicos mais importantes. Confira as apostilas acessando o nosso site!

4 – Leitura do edital! Ler atentamente o edital e se familiarizar com todos os seus detalhes irá ajudar a ampliar sua visão de todo o conteúdo.

5 – Estude pelas provas anteriores! Estudar pelas provas dos concursos anteriores é essencial para uma boa preparação. São importantes como material de consulta, tendo em vista que as empresas que elaboram os processos de seleção mantêm uma constância nos temas abordados. Então, as provas dos 3 ou 4 últimos concursos podem ajudar bastante. No entanto, elas devem ser usadas como um complemento e não como fonte primária de estudos, pois podem haver surpresas, assim como atualizações das leis.

6 – Aprenda a estudar jurisprudência! Ler informativos sobre um assunto que você não estudou ou conhece pouco vai mais confundir sua cabeça do que ampliar seus conhecimentos. Saiba estudar cada coisa no tempo devido.

7 – Estude por etapas! De nada adianta querer dominar os assuntos na primeira leitura ou ainda fazer provas complexas quando você está amadurecendo nos estudos. A dica é dar um passo de cada vez e saber evoluir seus conhecimentos aos poucos.

8 – Leitura! O principal erro dos concurseiros é ler por duas horas uma lei e, ao final da leitura perceber que de fato nada foi assimilado. Isso se dá pela complexidade da linguagem utilizada nos textos das leis. A dica é ler com atenção o conteúdo, destacando os pontos que serão mais difíceis de serem lembrados. Lembrando que a primeira medida que se deve tomar ao iniciar seus estudos de leis é imprimir o regimento (leis) e estudá-lo no original, desde o primeiro dia.

9 – Anote tudo! Outra dica importantíssima de estudo é sempre fazer anotações sobre a compreensão do tópico. Procure usar suas próprias palavras para um entendimento maior e também para fixar maneiras diferentes de se referir a um mesmo tema.

10 – Faça muitas questões: Treinar questões não só é um dos métodos mais eficientes de estudo como também te deixa habilitado a ler e entender as questões com mais rapidez, o que te oferecerá melhor administração do tempo na hora da prova. Não desdenhe das questões fáceis: Elas são uma ótima forma de manter o que você já sabe. E não se preocupe com as questões que errar, pois graças a esse erro seu cérebro vai gravar com muito mais força aquele conteúdo.

​Bons estudos!

Para mais informações acesse a página do Concurso AGU

Nova Concursos  tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar as suas chances de passar, conheça os nossos materiais, acessando o nosso site!

Saiba mais sobre o Concurso AGU: Comissão aprova edital com 200 vagas para Advogado e Procurador!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais