Compartilhar:

Concurso Bacen: Instituição tem déficit de 2,7 mil servidores!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 23 ago 2019

Sem autorização para realizar o concurso Bacen (Banco Central do Brasil), o déficit chegou a mais de 2,7 mil cargos vagos em sua estrutura no quadro de servidores.

⇒ Confira todas as informações na página do concurso!

Déficit no concurso Bacen

O Banco Central do Brasil atingiu a marca de 2.771 cargos vagos em sua estrutura no quadro de servidores. Segundo o levantamento publicado no mês de junho, faltam 2.251 Analistas (nível superior), 136 Procuradores (nível superior em Direito) e 384 Técnicos (nível médio).

Mediante a falta de autorização para realizar um novo concurso, a instituição não tem como repor a carência desses profissionais com a chamada de aprovados.

A Lei n° 9.650, prevê que o Bacen tenha pelo menos 6.470 servidores em seu quadro. Porém, apenas 58% estão preenchidos. Os outros 42% estão vagos seja por aposentadorias, mortes, exonerações ou desligamentos em geral.

Para reverter uma parte da situação, o Bacen solicitou autorização de um novo concurso ao Ministério da Economia. Segundo dados, via Acesso à Informação, o pedido foi solicitado para 260 vagas. Desse total, 30 vagas seriam para o cargo de Técnico, 200 vagas para Analista e 30 vagas para a carreira de Procurador.

Essa foi uma complementação ao pedido feito no ano de 2018 pelo órgão, entretanto com a inclusão das oportunidades de Técnico. As vagas solicitadas são para o preenchimento em 2020, e agora dependem do aval pela equipe do Governo Federal.

Para o cargo de Técnico, a exigência é que o candidato tenha nível médio completo. O salário inicial tem o valor de R$ 7.741,31, já incluso o benefício de auxílio-alimentação de R$ 458,00. Já para a carreira de Analista, é necessário ter nível superior em qualquer área de formação, com remuneração de R$ 19.655,06.

O cargo de Procurador do Banco Central do Brasil, é destinado para candidatos que possuem bacharel em Direito. Para pleitear a uma vaga, também é necessário comprovar o exercício de 2 (dois) anos de prática forense. Inicialmente, os aprovados recebem o valor de R$ 21.472,49.

Caso o aval para o novo concurso Bacen seja concedido, o número de convocações para posse poderá ser superior ao de vagas imediatas. Uma vez que o déficit na instituição é crescente.

Em comparação com o levantamento divulgado no mês de setembro de 2018, quando eram 2.688 cargos vagos, a vacância aumentou em 83 servidores.

Autonomia pode agilizar novo concurso Bacen

A autonomia do Banco Central do Brasil pode ser favorável para abertura de um novo certame. Isso porque, caso seja aprovada pelo Congresso Nacional, a instituição não dependerá mais do aval do Ministério da Economia para estar realizando concursos.

No mês de abril deste ano, o presidente Jair Bolsonaro assinou o PL (Projeto de Lei) complementar que prevê a autonomia do Bacen. Já existe um projeto no Senado Federal (PLP 19/2019), de autoria do senador Plínio Valério (PSDB-AM) que está em tramitação.

Atualmente, o Bacen é uma instituição vinculada ao Ministério da Economia. Sua diretoria tem mandados coincidentes aos do presidente da República.

O atual presidente do Bacen, Roberto Campos Neto, também defende a independência da instituição. No dia 01 de abril, quando o assunto foi pauta no Congresso Nacional, ele destacou a importância da ação para a economia brasileira.

» Prepare-se para o concurso Bacen + BÔNUS (GRÁTIS) «

Saiba mais sobre o Concurso BACEN: Déficit superior 2,7 mil cargos!

Ganhe 5% de desconto na primeira compra!

Acompanhe nossas

redes sociais