Compartilhar:

Concurso INSS: Governo contará com 7 mil militares para agilizar benefícios!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 15 jan 2020

Enquanto o concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) não é realizado, Governo Federal contará com 7 mil militares para agilizar concessão dos benefícios e zerar filas nas agências.

BAIXE GRÁTIS: KIT Aprovação 2020!

PDF com Previsões para 2020 + Cronograma de Estudos (Vídeos + Arquivo Modelo) + Aulas para começar HOJE!

Governo recorre a militares por falta de concurso INSS

Foi anunciado pelo secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, que 7.000 militares da reserva vão reforçar o atendimento no INSS. O principal objetivo do governo, é zerar a fila de pedidos até o mês de setembro, motivada pelo déficit de mais de 20.000 servidores na autarquia.

Portanto, esta é mais uma tentativa do Governo Federal na solução do problema, enquanto não autoriza um novo concurso INSS.

Junto a essa medida, o presidente Jair Bolsonaro, já transferiu funcionários da Infraero para a autarquia e iniciou um processo de digitalização no instituto. Por enquanto, nada resolveu o problema em definitivo.

No momento, 2,3 milhões de pessoas estão na fila para concessão de benefícios, como aposentadoria, salário maternidade ou licença saúde. Desse total, 1,3 milhão de solicitações já extrapolaram o prazo limite de 45 dias para análise. A maioria dos atrasos é por falhas no sistema do Instituto Nacional do Seguro Social.

“Nós já prevíamos que com as mudanças nas regras para aposentadoria esta fila fosse aumentar, mesmo com as nossas precauções este número foi ainda maior, por isso a necessidade de novas medidas”, relatou Marinho.

O governo também quer restringir a cessão de servidores do INSS a outros órgãos, e instalar uma força-tarefa para fazer a perícia dos mais de 1.500 servidores da autarquia que estão afastados.

A informação sobre a utilização de militares no INSS foi divulgada após o Ministério da Economia convocar entrevista coletiva para falar sobre os problemas que atrasaram a concessão de benefícios no órgão.

Segundo o secretário, os militares que se voluntariarem terão um acréscimo de 30% em seus salários.

Entretanto, não se trata de convocação dos militares. As Forças Armadas farão fazer um processo seletivo, e a participação dos reservistas é voluntária.

Nova-INSS

Essas novas contratações deverão custar R$ 14 milhões por mês aos cofres públicos, durante a vigência do contrato.

Os militares só deverão começar os trabalhos no mês de abril, isso porque, de acordo com o calendário do governo, esses profissionais passarão por um treinamento entre os meses de fevereiro e março. Todas as mudanças serão divulgas em um decreto.

Mediante a falta da autorização para o concurso INSS, o instituto já estava estudando medidas para diminuir as análises de concessões.

O presidente do INSS, Renato Viera, disse que espera regularizar a situação do serviço nos próximos meses. Ou seja, até o mês de junho.

De acordo com a Agência Brasil, até o mês de agosto, o INSS pretende diminuir para 285.000 o estoque de benefícios em processamento. Em nota técnica, o Ministério da Economia informou que o aumento nas concessões terá impacto de R$ 9,7 bilhões nos gastos da Previdência Social em 2020.

Concurso INSS será tema de audiência pública do MPF

O Ministério Público Federal, às 10 horas do dia 11 de fevereiro de 2020, irá realizar uma audiência pública com o tema “Demora no INSS: Por quê?”, com o objetivo de debater a demora na análise de pedidos de concessão de benefícios pelo INSS no Rio de Janeiro, mais precisamente na Baixada Fluminense.

A audiência será realizada no auditório da Procuradoria da República em São João de Meriti, localizada na Avenida Automóvel Clube, n° 2.434, Vilar dos Teles.

O debate será conduzido pelo Procurador da República Júlio José Araújo Júnior. Irão compor a mesa, o presidente do INSS, Renato Rodrigues Vieira, o superintendente regional – Sudeste II, Paulo Eduardo Cirino, e o gerente executivo em Duque de Caxias, Marcos de Oliveira Fernandes.

Para participar da audiência, é necessário o interessado fazer a inscrição prévia através do e-mail prrj-sjm-gaboficio3@mpf.mp.br ou pelo telefone (21) 2753-7926, de acordo com a capacidade física do local.

No ato da inscrição, é necessário informar:

  • Nome completo;
  • Documento de identidade;
  • Entidade ou órgão público eventualmente vinculados.

Os interessados devem informar se desejam se manifestar oralmente nos debates.

Participantes não inscritos e manifestações não informadas anteriormente poderão ser aceitos, de acordo com a disponibilidade de vagas e tempo dos trabalhos.

» Prepare-se para o concurso INSS + BÔNUS (GRÁTIS) «

Saiba mais sobre o Concurso INSS: Confira todas as novidades!

Ganhe 5% de desconto na primeira compra!

Acompanhe nossas

redes sociais