Concurso PC MG: Deficit na corporação chega a 7,4 mil cargos; edital é urgente!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 10 nov 2020

À espera do novo concurso PC MG (Polícia Civil de Minas Gerais), o deficit na corporação é de 41,8% no quadro efetivo, chegando a 7,4 mil cargos vagos. Novo edital é urgente!

Mediante essa situação, foi confirmado o pedido para realização do concurso PC MG. ⇒ Saiba mais ⇐

Concurso PC MG é urgente para sanar deficit

O pedido para realizar o novo concurso PC MG com oferta de 1.514 vagas, aguarda autorização do Estado. Mas, enquanto isso, a vacância nas carreiras policiais da corporação já ultrapassa dos 7 mil cargos.

De acordo com informações do chefe da Polícia Civil, Wagner Pinto de Souza, são 7.444 cargos vagos. Isso representa uma defasagem de aproximadamente 41,8% do quadro efetivo.

As funções com maiores defasagens são as de Investigador e Escrivão, que possuem 4.696 e 1.448 cargos vagos, respectivamente. Mas também faltam 895 Delegados, 99 Médicos Legistas e 306 Peritos.

Quer Receber Todas Oportunidades para Polícia Civil?

Receba em seu e-mail todas oportunidades para o cargo de policial civil

Para sanar essa carência, a Polícia Civil de Minas Gerais aguarda autorização para abrir um novo concurso PC MG. Além disso, a Câmara de Orçamento e Finanças do Estado (COFINS) estuda a nomeação dos candidatos excedentes do certame realizado no ano de 2018, sendo 65 Delegados e 152 Escrivães de Polícia.

Isso ainda não será o suficiente para acabar totalmente com o deficit de pessoal, mas dará uma amenizada até que se possa realizar o novo concurso PC MG e contratar mais pessoas. A ALMG (Assembleia Legislativa do Estado), já havia informado que todo o trâmite poderá levar entre 18 e 24 meses.

PC MG tem servidores sobrecarregados de demanda

Apesar das carreiras com maior deficit serem as de Investigador e Escrivão, os outros cargos também possuem uma defasagem que preocupa. Principalmente na função de Delegado.

Já foi relatado por sindicalistas e servidores da Segurança estadual, que há Delegados que chegam a ficar responsáveis por três ou quatro delegacias ao mesmo tempo. Há também unidades funcionando sem nenhum Escrivão efetivo sequer.

Outra situação complicada, que inclusive já foi tema de audiência na ALMG, é a da Perícia Criminal do Estado. Por conta da falta de recursos materiais e de infraestrutura, mas também de recursos humanos, existe uma séria precariedade no serviço.

A chefe da Divisão de Medicina Legal do Interior da Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) da Polícia Civil, Tatiana Telles, disse na Assembleia Legislativa de Minas Gerais que tem buscado investimentos e espaços adequados à atividade, mas, no momento, não há recursos financeiros e humanos para que ocorra essa melhoria.

A crítica foi feita em audiência na ALMG. Na mesma ocasião, o chefe da Polícia Civil, Wagner Pinto, disse que o problema não é exclusivo da Perícia Técnica.

“Temos muitos problemas estruturais, de recursos. É difícil dividir um bolo pequeno para uma grande família”, informou Wagner Pinto.

Saiba mais sobre o Concurso PC MG: Corporação solicita novo edital ofertando 1.514 vagas para níveis médio e superior!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais