Compartilhar:

Concurso PM TO: Mudança na comissão indica novo concurso!

icone calendario 26 ago 2019

Os concursos PM TO (Polícia Militar do Tocantins), para o cargo de Soldado e Oficial foram anulados em abril deste ano. E até o momento a Polícia Militar de Tocantins, segue sem edital em vigor para contratar novos candidatos ao cargo.

⇒ Confira todas as informações na página do concurso!

Porém, a comissão organizadora do concurso PM TO, foi alterada e isso pode indicar que uma nova seleção será iniciada para preencher a que não foi realizada.

Alteração da comissão do concurso PM TO

A alteração da comissão, foi publicada pelo Diário Oficial do Estado, na última quarta-feira (21). A mudança, aconteceu na presidência , com a entrada do coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça , com o intuito de substituir o antigo chefe do grupo. E segundo o comunicado, ele será responsável pela realização do concurso para o fornecimento de vagas, nos cursos de formação de Oficiais e de Soldados, sempre seguindo a legislação em vigor.

Sendo assim, o grupo da comissão, deverá dar continuidade aos estudos internos e deverá realizar novamente todos os trâmites pré-edital, bem como a escolha da banca organizadora e a elaboração do cronograma. Mesmo com a alteração da comissão, ainda não há previsão para a publicação do edital.

Motivo da anulação do concurso PM TO

Foi anunciado no dia 16 de abril neste ano, a anulação dos concursos da Polícia Militar do Tocantins, a revelação foi feita, durante a entrevista coletiva na sede do Comando Geral, em Palmas.

Jaizon Veras Barbosa, comandante geral da PM, optou pela rescisão do contrato com a banca organizadora. Os concursos estavam sendo organizados pela Assessoria em Organização de Concursos Públicos (AOCP).

No período, que ocorreu a anulação do concurso, o governo de Tocantins, informou que providenciaria a devolução dos valores pagos pelos candidatos, referentes a taxa de inscrição. Após a aplicação das provas, o concurso passou por um grande período, sem realizar nenhuma declaração, até que foi anunciado a anulação.

Foram investigadas supostas irregularidades desde 2018, no qual foram feitas denúncias relatando problemas com os polos das realizações das provas, aplicadas em março naquele mesmo ano. As reclamações eram destinadas aos envelopes que estavam violados e uso de aparelho celulares apreendidos com as repostas das provas.

Com a anulação do exame, a banca organizadora do concurso, se pronunciou, revelando que em momento algum descumpriu as cláusulas contratuais.

Sendo assim, a proposta de anulação do concurso, foi recomendada pelo Ministério Público do Estado do Tocantins. Com isso, a decisão do órgão, só veio após, conter várias reclamações sobre as devidas irregularidades que o concurso havia passado.

Necessidade de um novo concurso PM TO

Passado alguns dias, após a anulação do concurso, a deputada Vanda Monteiro, revelou que há uma necessidade de um novo edital. Na Assembleia legislativa, ela mostrou requerimentos que apresentam a urgência da realização de um novo concurso.

Além disso, a deputada, ainda revelou sobre uma nova realização de um concurso para a área da Saúde do Tocantins, no qual também foram apresentados requerimentos, entregues durante a sessão ordinária, na Casa Legislativa.

A deputada ainda afirmou, que é de extrema importância a realização de concursos públicos para o estado. Principalmente concursos voltados para a área da Saúde, no qual é uma área que necessita de profissionais.

Vagas ofertadas pelo concurso PM TO

Serão 1.040 vagas efetivas, sendo 1.000 vagas para Soldado e 40 para o cargo de Cadete I (oficial). Para participar do concurso, os candidatos devem obter níveis médio e superior e possuir idade entre 18 a 30 anos, e uma altura, mínima de 1,63m (homens) e 1,60m (mulheres).

Saiba mais sobre o Concurso PM TO

Ganhe 5% de desconto na primeira compra!

Acompanhe nossas

redes sociais