Concurso Senado Federal: Provas para o cargo Policial terá novas disciplinas!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 05 ago 2020

O concurso Senado Federal está próximo de divulgar o edital, confira as novas disciplinas que serão cobradas na prova do cargo de Policial Legislativo.

Disciplinas das provas do concurso Senado Federal

O projeto de edital do concurso Senado Federal foi publicado, trazendo novas informações a respeito do cargo de Policial Legislativo. A carreira exige apenas o nível médio completo e oferece remunerações iniciais de R$ 20.410,07, já somando o benefício de auxílio-alimentação de R$ 982,28.

É informado no projeto básico, disciplinas diferentes das que foram cobradas nas últimas provas objetivas para o cargo. Ocorrerá cobrança, por exemplo, de Raciocínio Lógico, Língua Estrangeira e Noções de Direito.

Quer Receber Todas as Novidades do Senado?

Receba em seu e-mail todas as movimentações do Concurso do Senado

Segundo o projeto básico, que funciona como um espelho para o edital, os participantes que irão pleitear uma vaga no cargo de Policial Legislativo, serão submetidos a oito etapas avaliativas, sendo elas:

  • Prova Objetiva;
  • Prova Discursiva;
  • Prova de Títulos;
  • Exame de Sanidade Física e Mental;
  • Teste de Aptidão Física (TAF);
  • Exame Psicotécnico;
  • Sindicância de Vida Pregressa;
  • Investigação Social.

A cobrança da prova de título também é uma novidade no próximo certame para ingresso no Senado Federal. O último concurso para Policial Legislativo, realizado no ano de 2011, não foi composto por essa etapa.

Confira a diferença entre o conteúdo programático das provas objetivas do novo concurso Senado Federal, e da seleção realizada em 2011:

Concurso Senado Federal 2011

  • Língua Portuguesa;
  • Conhecimentos Gerais;
  • Noções de Informática;
  • Conhecimentos Específicos.

Concurso Senado Federal 2020

  • Língua Portuguesa, Literatura Nacional e Redação;
  • Línguas Estrangeiras: Inglês ou Espanhol;
  • Raciocínio Lógico;
  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Noções de Direito Civil e Processual Civil;
  • Noções de Direito Penal e Processual Penal;
  • Noções de Criminalística;
  • Noções de Direito Digital;
  • Noções de Direitos Humanos;
  • Noções de Administração;
  • Noções de Informática;
  • Atualidades;
  • Conhecimentos Específicos.

No ano de 2011, foram cobradas 70 questões de múltipla escolha. Já o projeto básico do novo concurso Senado Federal, informa que a prova objetiva será composta por 200 questões, no estilo CERTO ou ERRADO.

Em nota, é informado pela comissão examinadora da seleção que essa versão divulgada do projeto básico é simplificada. Dessa maneira, ainda poderá sofrer alterações até a publicação do edital.

“O Projeto Básico original sofreu ajustes para melhor adequação técnica aos objetivos pretendidos. Assim sendo, o documento divulgado deve ser visto com cautela pelos interessados. A divulgação oficial das etapas, provas, conteúdo programático e outros aspectos do certame somente ocorrerá depois da aprovação final do projeto básico e da contratação da instituição organizadora, ainda não definidos”.

Avaliações do concurso Senado Federal será em todas as capitais

Também é confirmado no projeto básico do concurso Senado Federal, que as provas objetivas serão realizadas em todas as 26 capitais dos estados e no Distrito Federal.

De acordo com o projeto básico, as provas objetivas e as provas discursivas serão aplicadas dois meses após a divulgação do edital de abertura.

O concurso Senado Federal foi autorizado com 40 vagas. Desse total, 24 vagas serão para a carreira de Policial Legislativo, com exigência do ensino médio completo.

Ainda serão oferecidas 04 vagas para a função de Advogado. Neste caso, é exigido graduação em Direito e conta com remuneração inicial de R$ 34.443,96.

O certame também terá 12 vagas para a carreira de Analista Legislativo, em especialidades com exigência de nível superior em ramos específicos. São eles: Administração (02 vagas), Arquivologia (01 vaga), Assistência Social (01 vaga), Contabilidade (01 vaga), Enfermagem (01 vaga).

Além de: Informática Legislativa (01 vaga), Processo Legislativo (02 vagas), Registro e Redação Parlamentar (01 vaga), Engenharia do Trabalho (01 vaga), Engenharia Eletrônica e Telecomunicações (01 vaga). Os salários atuais são de R$ 26.880,04. Todos esses valores já incluem o benefício de auxílio-alimentação de R$ 982,28.

Conforme o projeto básico, as etapas avaliativas da seleção para os cargos de Analista e Advogado, serão as seguintes:

  • Analista Legislativo: prova objetiva, prova discursiva, prova prática (para especialidade de Registro e Redação Parlamentar), prova de títulos;
  • Advogado: prova objetiva, prova discursiva, prova oral e prova de títulos.

As provas objetivas e provas discursivas serão aplicadas em todas as 26 capitais dos estados e no Distrito Federal. As demais etapas serão aplicadas apenas na cidade de Brasília/DF, inclusive a prova discursiva para o cargo de Advogado.

Ocorrerá ainda perícia médica e procedimento de heteroidentificação para candidatos inscritos com deficiência e concorrentes autodeclarados negros, respectivamente.

O valor mínimo para taxa de inscrição na seleção será de R$ 194,57 para o cargo de Policial Legislativo, R$ 258,97 para a carreira de Analista Legislativo e R$ 334,61 para a função de Advogado.

Saiba mais sobre o Concurso Senado Federal: Autorizadas 40 vagas para médio e superior!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais