Compartilhar:

Concurso TJ RJ: O que faz um Analista Judiciário!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 24 fev 2020

O concurso TJ RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) foi autorizado e tem previsão para divulgar o edital a qualquer instante.

Um dos cargos que serão ofertados é o de Analista Judiciário em diversas especialidades. Mas, você sabe o que faz um Analista Judiciário, quais os requisitos e atribuições da carreira?!

Pensando nisso, a Nova Concursos preparou com exclusividade esse artigo informando tudo sobre o cargo para que você possa se preparar nos estudos, e conquistar a tão sonhada vaga.

O que faz um Analista Judiciário do TJ RJ?

A partir do ano de 1988, criou-se uma nova profissão, a que hoje é denominada de Analista Judiciário. É comum haver discussões sobre as diferenças entre os cargos de Técnico Judiciário e Analista Judiciário.

Antes da Constituição Federal de 1988, as atribuições que hoje pertencem ao Analista Judiciário, eram privativas dos servidores que se destacavam na efetiva prestação de serviços públicos e investiam no aprimoramento de seus conhecimentos acadêmicos e profissionais.

Esses servidores prestavam um concurso interno e, se aprovados, davam sequência à carreira, agora como Analistas Judiciários. Funcionava como uma promoção, pois ao aumento de vencimentos correspondia um aumento de responsabilidades.

Presente no Poder Judiciário, a carreira é conhecida por exercer funções de assessoria a conteúdo jurídico ou por fazer parte das diversas profissões que contribuem para o funcionamento do tribunal.

O interessado no cargo, deve ter diploma devidamente registrado de conclusão de curso de nível superior na área competente, reconhecido pelo MEC e registro no Conselho Regional de profissionais da área pertinente.

Analista Judiciário/Execução de Mandados

  • Realizar diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, tais como: cumprir pessoalmente as ordens de citação, intimação, prisão, penhora, arresto e demais diligências próprias de seu ofício, certificando no mandado o ocorrido, com menção de lugar, dia e hora, na presença de duas testemunhas, sempre que possível; executar as ordens do magistrado a que estiver subordinado; entregar o mandado, depois de cumprido, na serventia, dentro do prazo estabelecido.

Analista Judiciário/Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso

  • Exercer funções de fiscalização, de garantia, de cunho socioeducativo em geral e de proteção dos direitos da criança, do adolescente e do idoso, desenvolver trabalhos de prevenção, aconselhamento, orientação, acompanhamento técnico à criança, ao adolescente e ao idoso, fornecer subsídios para instruir processos, judiciais e administrativos, que auxiliem na tomada de decisões.

Analista Judiciário/Psicólogo

  • Diagnóstico psicológico; a elaboração estudo psicológico em processos judiciais e administrativos, com vistas a subsidiar decisões, prestação de orientação e acompanhamento do jurisdicionado e/ou servidor, nos limites dos feitos judiciais ou administrativos.

Analista Judiciário/Assistente Social

  • Coordenar, elaborar, executar, supervisionar e avaliar estudos, pesquisas, planos, programas e projetos na área de Serviço Social; prestar assessoria e consultoria; realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre a matéria de Serviço Social; fornecer subsídios às decisões judiciais e administrativas que envolvam matéria de sua esfera de competência, prestar orientação social aos envolvidos nos feitos judiciais e administrativos, dentro dos limites dos processos.
Nova-TJ-RJ

Os salários para o cargo de Analista Judiciário variam entre R$ 6.373,89 e R$ 9.560,88. Valores que já estão inclusos, a Gratificação de Atividade Judiciário (GAJ) e do Adicional de Padrão Judiciário (APJ).

Para a carreira de Analista Judiciário, na especialidade de Execução de Mandatos, também é adicionada uma Gratificação de Locomoção, que varia entre R$ 1.912,17 e R$ 2.868,26 conforme a classe e padrão na qual o servidor se encontra.

Além disso, ao ingressar no Quadro Único de Pessoal do Poder Judiciário, o servidor tem à sua disposição os seguintes benefícios:

  • Auxílio-Alimentação;
  • Auxílio-Locomoção;
  • Auxílio-Saúde;
  • Auxílio-Adoção;
  • Auxílio-Creche;
  • Auxílio-Doença;
  • Auxílio Educação;
  • Auxílio-Funeral;
  • Adicional por tempo de serviço.

» Prepare-se para o concurso TJ RJ + BÔNUS (GRÁTIS) «

Saiba mais sobre o Concurso TJ RJ: EDITAL oferta 160 vagas para nível médio e superior!

BAIXE GRÁTIS PDF com Previsões para 2020 + Cronograma de Estudos + Aulas para começar HOJE

Acompanhe nossas

redes sociais