De escrevente do TJ a analista do MP, Luigi busca sua ascensão

icone calendario 15 set 2015

A trajetória do advogado Luigi Sestari é mais uma história de sucesso dentro do gigantesco grupo de pessoas que se interessam pela carreira pública. Atualmente, Luigi atua no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) como escrevente em segundo grau de direito público. Mas suas pretensões não param por aí. “Hoje, atuo como escrevente, mas estou na segunda fase do concurso do Ministério Público de São Paulo para o cargo de analista”, explica. Apesar de não ter em seu currículo muitas participações em processos seletivos, o escrevente consegue desempenhar um bom papel onde se arrisca. “Além do vestibular para ingressar na Faculdade de Direito da USP, eu prestei esse concurso para escrevente técnico judiciário, que é a função que exerço até hoje”, conta.

Symbol of law and justice in the empty courtroom, law and justice concept.

Luigi é escrevente do TJ de São Paulo e hoje tenta a função de analista do Ministério Público.

Após o contato com a magistratura na graduação, Luigi decidiu largar o emprego em um escritório de advocacia para se aventurar no setor público. “Eu trabalhava em um escritório de direito, mas já me interessava em ser um funcionário público desde a época da faculdade. Obviamente que existem outros fatores importantes para esse meu antigo interesse, como a estabilidade financeira”, confessa. “Começou a me despertar uma vontade em prestar concursos no final da faculdade e obtive sucesso nesse sonho, já estou nesse ramo há um ano e meio”. Agora, o foco do escriturário é atuar em ministérios estaduais. “Pretendo continuar evoluindo e não descarto Ministério Estadual”, finaliza o advogado.

Luigi enumera alguns pontos como bons incentivadores para se esforçar e conquistar a desejada aprovação. “No meu caso é uma carreira extremamente interessante do ponto de vista intelectual, além da (já citada) estabilidade financeira”. Entretanto, ele lembra que também existem alguns pontos negativos, como a “estagnação dos rendimentos do funcionalismo público”. Ou seja, apesar da boa remuneração, para conquistar promoções e maiores vencimentos o funcionário deve estudar muito e passar novamente por um processo seletivo.

Pillars of Law and Information at the United States Supreme Court in Washington DC

Luigi acredita que um dos pontos positivos da carreira pública é a estabilidade financeira; e um dos negativos é a estagnação desse valor.

Por fim, o futuro analista acredita que alguns truques podem ser fundamentais na hora da aprovação em uma prova, mesmo que não haja muitos truques. “É preciso estudar e se dedicar muito, sempre sozinho”. Além disso, “revisando e fazendo o maior número de exercícios possíveis é a forma mais eficaz”, encerra Luigi.

 

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais