Concursos Federais: Confira as vagas previstas para o ano de 2021!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 13 ago 2020

Fique por dentro sobre os pedidos de concursos federais para o ano de 2021, que foram encaminhados para autorização do Ministério da Economia.

Novos pedidos de concursos federais 2021

No dia 31 de maio, se encerra o prazo para os órgãos do Poder Executivo Federal encaminharem ao Ministério da Economia os pedidos de concursos federais 2021.

Quer Receber Todas Movimentações de Concursos Federais?

Receba em seu e-mail todas oportunidades de Concursos Federais

Três órgãos já haviam confirmado novas solicitações para preencher cargos efetivos: Funai, CGU e ANS. Além desses, outros pedidos tramitam no Ministério da Economia desde o ano de 2019, sendo, portanto, válidos.

São eles: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Receita Federal e Agências Reguladoras, entre outros. Existem ainda, aqueles órgãos que possuem autonomia administrativa e não precisam esperar o aval do Governo, como DPU, por exemplo.

Mediante o término do prazo para protocolar pedidos, novas solicitações devem ser publicadas nos próximos dias. Vale ressaltar, que em janeiro deste ano o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei Orçamentária Anual de 2020, que prevê 51.391 vagas para concursos, sendo 45.816 para provimento e 5.575 para criação.

O texto é apenas uma previsão e não uma autorização para esses concursos. Porém, caso o aval seja concedido, o governo reserva verba para provimento e criação dos cargos. E poderá aplicá-la a depender da necessidade de cada órgão.

Órgãos que confirmaram novos pedidos

Concurso Funai

A Fundação Nacional do Índio, é um dos órgãos que já confirmou que vai encaminhar um novo pedido de concurso público. O órgão está finalizando o projeto que será encaminhado ao Ministério da Economia.

Os números de vagas solicitadas serão informados posteriormente, mas já se sabe que serão para cargos de níveis médio e superior. Os salários iniciais são de R$ 5.349,07 e R$ 6.420,87, respectivamente.

Concurso CGU

A Controladoria-Geral da União, possui um déficit superior a 3.000 cargos, também enviará ao Ministério da Economia um novo pedido de concurso para este ano.

O órgão informou os cargos que serão ofertados: Técnico Federal de Finanças e Controle, de nível médio, e Auditor Federal de Finanças e Controle, de nível superior. As remunerações iniciais são de R$ 6.150,36 e R$ 15.461,70, respectivamente.

Concurso ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que não possui nenhum concurso público válido, também confirmou que vai realizar um novo pedido. A última demanda havia sido encaminhada ao Governo Federal no ano de 2018.

Apesar da grande necessidade, a solicitação não foi concedida na ocasião. E, tendo em vista as novas regras para autorização de concursos estabelecidas no ano passado, a ANS informou que vai adequar o pedido feito anteriormente e irá encaminhar novamente.

Concurso Receita Federal

De acordo com informações do portal de Acesso à Informação do Governo, a Receita Federal vai manter o pedido de concurso feito em 2019. A demanda é para 3.314 vagas efetivas para níveis médio e superior.

Foram solicitadas 1.453 vagas para o cargo de Analista Tributário e 700 vagas para a carreira de Auditor Fiscal, para o quadro da própria Receita. Ambos os cargos são destinados a graduados em qualquer área.

As outras 1.161 vagas foram solicitadas para a Secretaria de Fazenda nos cargos de Assistente Técnico Administrativo (904 vagas) e Analista (257 vagas), de níveis médio e superior, respectivamente. A maior parte desses servidores atua na Receita Federal.

Outros órgãos que podem realizar concursos federais em 2021

Concurso BACEN

Foi informado pelo Ministério da Economia, que não existe pedido de novo concurso para o BACEN (Banco Central) em tramitação na pasta. Isso porque, a última solicitação protocolada em 2018, foi negada.

Mas, uma nova demanda ainda poderá ser encaminhada para o concurso BACEN 2021, até o dia 31 de maio.

Na última solicitação, a instituição que já conta com um déficit de 2.800 cargos, solicitou 260 vagas que seriam preenchidas em 2020. Sendo 30 vagas para Técnico (nível médio), 30 vagas para Procurador (nível superior) e 200 vagas para Analista (nível superior).

Além de pedir concursos, o BACEN também tem expectativa de ter sua autonomia aprovada. Caso isso aconteça, o banco poderá realizar seus concursos públicos sem a necessidade de autorização do Ministério da Economia.

Concurso INSS

O concurso INSS é um dos mais aguardados. O presidente do órgão, Leonardo Rolim, informou que após a força tarefa, o INSS irá estudar suas reais necessidades para abrir novos concurso públicos.

O último pedido de concurso INSS foi feito em 2018, para mais de 10.000 vagas. Mais de 2.000 vagas seriam para convocar excedentes do edital anterior e outras 7.888 vagas para serem abertas em um novo edital, em cargos de Técnico, Analista e Perito (nível médio e superior).

Concurso PF e PRF

A Polícia Federal trabalha com a previsão de realizar um novo concurso PF ainda em 2020. Mas o projeto de Lei (PLP 39/2020) e o inquérito do STF, podem atrasar o aval.

É previsto que sejam ofertadas 3.000 vagas nos cargos de Escrivão, Agente, Papiloscopista e Delegado. O pedido de concurso enviado para o governo foi dividido em duas partes, sendo um para a área policial e um para a área administrativa.

O concurso para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), também precisa ser autorizado pelo Ministério da Economia. O pedido encaminhado prevê a oferta de 4.435 vagas. De acordo com o presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, há uma promessa do governo de realizar concursos com 1.000 vagas anualmente, até 2022.

Concurso Tesouro Nacional

Há pouco mais de um ano, a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) solicitou um novo concurso público com 170 vagas. Seriam 110 vagas para Auditor e 60 vagas para Técnico. As funções exigem níveis superior e médio, respectivamente.

O Tesouro Nacional é mais um dos órgãos que solicita novos provimentos de vagas quase que anualmente. Por esse motivo, existem chances de que este ano uma nova demanda seja enviada ao Ministério da Economia.

Concurso Ibram

O Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) tinha um pedido de concurso que tramitava no extinto Ministério do Planejamento, em 2018. Desde então, novas solicitações para editais não foram divulgadas.

Tendo em vista que o órgão não realiza concursos há 10 anos (último foi em 2010), um novo pedido pode ser feito em 2020. O requerimento anterior contemplava 313 vagas para cargos de níveis médio e superior.

Concurso Funarte

Outro pedido de concurso que tramitava em 2018, era o da Fundação Nacional de Artes, atualmente vinculada ao Ministério do Turismo. A solicitação contemplava 138 vagas, das quais 104 vagas eram em cargos de níveis médio e técnico, e 34 vagas para o nível superior.

Caso o requerimento seja enviado este ano, é provável que contemple um número ainda maior de vagas, devido ao déficit ocorridos nos últimos anos.

Concurso INMETRO

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia protocolou um pedido de concurso em 2018, mas não informou quantas vagas foram solicitadas. Mas, no ano anterior o requerimento contemplava 435 vagas.

Em 2020, a autarquia poderá encaminhar um novo pedido, já que não possui outro concurso válido. O último foi realizado em 2014, com 80 vagas, sendo 58 vagas para o Rio de Janeiro, 12 vagas para o Rio Grande do Sul e 12 vagas para Goiás. As oportunidades foram para Assistente, Técnico, Analista, Pesquisador-Tecnologista e de Pesquisador Especialista.

Concurso INPI

O INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), não realiza concurso público há cerca de 6 anos. O último pedido para abri uma nova seleção foi feita em 2017, mas a resposta foi negativa.

Este ano o INPI ainda não confirmou se vai encaminhar nova demanda ao Ministério da Economia, mas é possível que isso aconteça. Já que o órgão não possui nenhum resultado de concurso vigente, impedido novas contratações, e um déficit superior a 800 cargos.

Concurso ICMBio

O ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), solicitou concurso ao Governo em 2019 para 1.179 vagas. Seriam 524 vagas para cargos de nível médio e 655 vagas para cargos de nível superior.

O aval também não foi concedido, mas no ano passado o Ministério Público Federal (MPF) solicitou que a reposição de pessoal fosse determinada pela Justiça. Enquanto isso, o órgão segue sem um edital vigente.

Concurso DPU

Alguns órgãos federais não precisam esperar autorização do Ministério da Economia para abrirem novos concursos, é o caso da Defensoria Pública da União. Mas, o concurso DPU ainda espera a aprovação de um projeto de lei que cria as carreiras própria do órgão.

O último concurso realizado preencheu cargos do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (PGPE), redistribuídos para a DPU pelo antigo Ministério do Planejamento.

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais