Banco do Brasil: Como estudar Matemática Financeira | Nova Concursos

Concurso Banco do Brasil 2021: Como estudar Matemática Financeira?

icone calendario 13 jul 2021

O concurso Banco do Brasilestá aberto. As inscrições vão até o dia 28 de julho e podem ser feitas por meio do site da Fundação Cesgranrio , banca organizadora.

O salário inicial também é atrativo, sendo R$ 3.022,37 para Escriturário nas áreas de Agente Comercial e Agente de Tecnologia, cargos que exigem apenas o ensino médio completo do candidato. A jornada de trabalho é de 30 horas semanais.

Além disso, a taxa de inscrição é R$ 38,00. Entretanto, o candidato poderia pedir isenção da taxa, desde que comprovasse a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, bem como sendo membro de família de baixa renda.

Cabe lembrar, que o concurso oferta 4.480 vagas, sendo essas divididas igualmente para entrada imediata e cadastros reservas. Ademais, confira a seguir como se preparar para este concurso, em especial, para a matéria de Matemática Financeira que será cobrada.

Por onde começar em Matemática para o concurso Banco do Brasil?

O candidato precisa conhecer primeiro como será a prova, estudar avaliações antigas do concurso Banco do Brasil e entender como a matéria cairá na sua prova. Veja a seguir quais são as disciplinas:

  • Português (10 questões);
  • Inglês (5 questões);
  • Matemática + Raciocínio Lógico + Matemática Financeira (10 questões);
  • Conhecimentos Bancários (10 questões);
  • Atualidades do Mercado Financeiro (5 questões);
  • Noções de Informática (15 questões);
  • Vendas e Negociação (15 questões).

No total, teremos 70 questões, e dessas, nosso foco principal é em Matemática Financeira, que ofertará 5 questões.

O que esperar de Matemática Financeira no concurso Banco do Brasil?

Geralmente, essa disciplina fica por conta de concursos bancários, que é o caso do Banco do Brasil. O conteúdo programático dessa disciplina é:

  • Conceitos do Valor do Dinheiro no Tempo;
  • Capital, Juros, Taxas de Juros;
  • Capitalização, Regimes de Capitalização;
  • Fluxos de Caixa e Diagramas de Fluxo de Caixas;
  • Equivalência Financeira;
  • Juros Simples;
  • Juros Compostos;
  • Sistemas de Amortização (PRICE e SAC).

Conceito do Valor do Dinheiro no Tempo

Uma das bases da Matemática Financeira, é a seguinte frase: “O dinheiro no presente vale mais que o dinheiro no futuro”.

Isso quer dizer que, se você tem R$ 100,00 hoje, amanhã esse valor será menor que hoje. Ou seja, é melhor investir um dinheiro para que se tenha um valor maior amanhã.

Capital, Juros e Taxas de Juros

Vamos lá, se você faz um empréstimo no banco, ao longo do tempo você paga um valor maior para compensar o tempo em que o dinheiro emprestado desvalorizou.

Nesse caso, os juros são uma compensação financeira, para reajustar os valores emprestados hoje, para não receber o dinheiro desvalorizado no futuro.

Juros Simples e Juros Compostos

Na teoria, para calcular os juros simples e compostos, é necessário usar a fórmula: M = C + J (Montante igual a Capital mais Juros) onde você precisa ter 2 valores para descobrir o terceiro.

Os juros simples, são calculados em relação ao Capital, e não acumulativo no tempo. (J = C . i . t)

  • J = Juros;
  • C = Capital;
  • i = Taxa de juros, expressa em %;
  • t – Tempo transcorrido.

É importante lembrar de que a Taxa (i) e Tempo (t) devem ser compatíveis entre si. Geralmente os cálculos trabalham com o tempo ao mês ou ao ano. Ou seja, a taxa deve estar relacionada à unidade correta.

Ademais, no caso de Juros Compostos, são calculados sempre em função do valor presente no período (juros sobre juros). A fórmula de cálculo muda, sendo: M = C . (1 + i) elevado a T

Além disso, é usado a equivalência de taxa em algumas questões de juros compostos, usando uma relação de radiciação.

Sistemas de Amortização – PRICE e SAC

A princípio, Sistemas de Amortização são sistemas de pagamento. Por exemplo: um valor emprestado, é pagado mensalmente, assim como um produto parcelado. Um carro ou um imóvel. Para realizar esse cálculo, é usado um sistema de amortização.

Todo sistema de amortização possui a seguinte característica: R = A + J

  • R = Valor da Parcela;
  • A = Amortização (valor que abate a dívida);
  • J = Juros (calculado em função do saldo devedor).

PRICE (Sistema francês): Sistema onde as parcelas são fixas, em todo período. É o mais comum na compra de produtos em geral, destacando-se os automóveis.

SAC (Sistema de Amortização Constante): Sistema onde a amortização é fixa e as parcelas vão diminuindo ao longo do tempo. É muito utilizado em financiamento imobiliário.

Para mais detalhes sobre Matemática Financeira do concurso Banco do Brasil, confira o vídeo abaixo. Bons estudos!

Saiba mais sobre o Concurso Banco do Brasil 2021: Edital publicado com 4.480 vagas nível médio!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais