Compartilhar:

Reconhecimento de terreno

icone calendario 25 mar 2019

como-estudar-para-concurso Apesar do ainda recente anúncio de suspensão, os concursos continuam acontecendo, independente da crise em que esteja inserido o país, e é necessário estar preparado para eles. Por conta disso, na coluna de hoje, falei sobre tipos de prova, oferecendo um panorama do terreno em que o concurseiro travará as batalhas mais importantes de sua vida.

Cada banca organizadora possui seu próprio estilo, mas o mecanismo de avaliação, a prova, tem características bastante definidas e, para ter um bom resultado é necessário saber esse básico com muita clareza. Nesse sentido existem três tipos de prova: objetivas de múltipla escolha, dissertativas e orais.

A prova de Múltipla escolha é muito utilizada nas primeiras fases dos concursos, o provão; seleciona os candidatos que têm nível de conhecimento semelhante, tornando a disputa, na segunda fase, mais equilibrada. Na maioria dos casos, aborda os aspectos mais relevantes dos assuntos, sem se aprofundar muito.

Para ter sucesso nessa avaliação é necessário, em um primeiro instante, fazer uma avaliação geral da prova, passar os olhos pelas perguntas sem se preocupar com as respostas. A seguir, comece a resolver as questões. Recomendo separar a prova por matéria e fazer primeiro as que você domina, aquelas que você estudou mais. Este deve ser seu ponto de partida para a realização da prova.

É sempre importante lembrar de reservar um tempo razoável no final da sua prova para a marcação do cartão de respostas; isso evitará as inúmeras indas e vindas entre caderno de prova e respostas durante a prova que faz com que percamos o ritmo. Para não se perder, utilize a folha de prova como régua.

Já as provas Dissertativas, costumam ser as provas específicas. É a hora de o candidato mostrar seus conhecimentos pela redação. O texto, tendo ele um ou cinco parágrafos, deve ter inicio, desenvolvimento e conclusão, e sustentar o seu argumento.

Para não se perder, anote os tópicos referentes a cada uma de suas respostas. Organize-os logicamente. Faça um roteiro da resposta. Controle bem o espaço que foi destinado para aquela questão. Reduza o tamanho das letras e utilize siglas, se necessário; o que importa é respeitar o direcionamento.

As provas Orais, por sua vez, acontecem em um número bem reduzido de concursos. Ela pode ser do tipo entrevista ou prova de tribuna (em caso de concursos jurídicos) e é eliminatória na maioria dos casos. São provas que, mais do que avaliar o conteúdo, medem como você o apresenta. Essencialmente, é uma avaliação de sua postura e de sua segurança ao falar.

Para ser bem sucedido nesta etapa o candidato tem de prestar muita atenção às perguntas. É essencial responder ao que foi proposto pela banca. Responda de modo simples e claro; a projeção de voz é importante. Não tente enrolar o examinador. Caso você não saiba especificamente um assunto, fale sobre os conceitos básicos que norteiam seus princípios.

Você já conhece um pouco mais sobre tipos de prova, agora é colocar a mão na massa e prativar! Reveja o conteúdo do edital atentamente e refaça provas recentes como se estivesse prestando o concurso, analisando o gabarito e medindo sua estatística de erros e acertos. No final, conte-me sobre sua experiência em www.williamdouglas.com.br .

William Abraços fraternos,

William Douglas

 

Ganhe 5% de desconto na primeira compra!

Acompanhe nossas

redes sociais