Concurso IJF Fortaleza – CE

Saiu o edital do novo concurso IJF – Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza, no Ceará! São 176 vagas destinadas para cargos de níveis técnico e superior de escolaridade, com salários chegando a R$ 3,4 mil. A oferta de vagas é para os cargos de Técnico em Higiene Dental, Técnico em Imobilização Ortopédica, Advogado, Dentista, Médicos...

Status do concurso: Encerrado

Materiais disponíveis

Saiu o edital do novo concurso IJF – Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza, no Ceará! São 176 vagas destinadas para cargos de níveis técnico e superior de escolaridade, com salários chegando a R$ 3,4 mil.

A oferta de vagas é para os cargos de Técnico em Higiene Dental, Técnico em Imobilização Ortopédica, Advogado, Dentista, Médicos, dentre outros.

Como fazer a inscrição no concurso IJF Fortaleza?

As inscrições estarão disponíveis a partir do dia 5 de março até o dia 29 de março de 2020. Os interessados deverão se inscrever por meio do site da banca organizadora, a Prefeitura de Fortaleza .

A taxa de inscrição tem os seguintes valores:

  • Nível Técnico: R$ 95,00;
  • Nível Superior: R$ 160,00
  • Médicos: R$ 240,00.

O pagamento poderá ser efetuado até o dia de vencimento no boleto.

Vagas concurso IJF Fortaleza

As oportunidades são as seguintes:

Nível Técnico

  • Técnico em Higiene Dental;
  • Técnico em Imobilização Ortopédica.

Nível Superior

  • Advogado;
  • Cirurgião-Dentista;
  • Enfermeiro;
  • Fonoaudiólogo;
  • Médico Cirurgião Pediátrico;
  • Médico Cirurgião Torácico;
  • Médico Clínico;
  • Médico Intensivista;
  • Médico Microcirurgião/Cirurgião de Mão;
  • Médico Pediatra;
  • Médico Psiquiatra;
  • Psicólogo Hospitalar;
  • Psicólogo Organizacional.

Os salários iniciais variam entre R$ 947,57 e R$ 3.405,44, em jornadas de trabalho de 120 a 180 horas mensais.

Quais são os requisitos para investidura no cargo do concurso IJF Fortaleza?

  • ter sido aprovado no Concurso Público, na forma estabelecida neste Edital;
  • ter nacionalidade brasileira e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com o reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do disposto no art. 13 do Decreto Federal nº 70.436, de 18 de abril de 1972, e no §1º, do art. 12, da Constituição Federal de 1988; no caso de estrangeiros de outras nacionalidades, deverá ser observado o disposto no art. 37, I, da Constituição Federal de 1988;
  • gozar dos direitos políticos;
  • estar quite com as obrigações eleitorais;
  • estar quite com as obrigações do serviço militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • comprovar os requisitos exigidos, de acordo com a opção de cargo realizada no ato da sua inscrição;
  • ter idade mínima de 18 (dezoito) anos à época da nomeação;
  • ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovadas por perícia médica oficial da Prefeitura de Fortaleza;
  • estar registrado em seu conselho e em gozo do exercício da profissão;
  • não estar suspenso do exercício profissional, nem cumprindo qualquer outra penalidade disciplinar aplicada pelo órgão de fiscalização da profissão (em nível estadual ou federal);
  • apresentar certidão dos foros criminais, em níveis estadual e federal, no âmbito de competência jurisdicional dos estados onde tenha residido nos últimos 05 (cinco) anos, expedida, no máximo, há 06 (seis) meses;
  • apresentar folha de antecedentes da Polícia Federal e da polícia dos estados onde tenha residido nos últimos 05 (cinco) anos, expedida, no máximo, há 06 (seis) meses;
  • não possuir vínculo com a administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, inclusive o de Fortaleza, bem como com suas subsidiárias e/ou controladas, salvo nos casos de acumulação lícita de cargos/empregos;
  • havendo acumulação lícita de cargo, emprego e/ou função públicos, deverão ser observadas as disposições contidas nos incisos XVI e XVII do art. 37 da Constituição Federal de 1988 e, nestes casos, será exigida a compatibilidade de horário entre os cargos (ou empregos) exercidos, devendo existir, entre o final de um expediente de trabalho e o início do outro, um intervalo de tempo mínimo que permita o deslocamento, a alimentação e o repouso do servidor;
  • ter disponibilidade para o exercício do cargo de acordo com a carga horária prevista no Edital.

Como será a prova do concurso IJF-CE?

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, prevista para o dia 19 de abril de 2020 para os cargos de nível técnico e médicos, e para o dia 26 de abril para os cargos de nível superior.  na cidade de Fortaleza (CE).

A estrutura da prova será:

  • Nível Técnico: Língua Portuguesa (10 questões), Conhecimentos Específicos (40 questões), Atualidades (5 questões);
  • Nível Superior: Língua Portuguesa (10 questões), Conhecimentos Específicos (50 questões);
  • Médicos: Língua Portuguesa (10 questões), Conhecimentos Específicos (50 questões).

O conteúdo programático abrange as seguintes disciplinas:

Nível Técnico

  • Língua Portuguesa: 1. FONÉTICA 1.1. Fonemas – vogais – consoantes – semivogais 1.2. Encontros vocálicos (ditongo – tritongo – hiato) 1.3. Encontros consonantais 1.4. Dígrafos 1.5. Classificação dos vocábulos quanto à posição do acento tônico 1.6. Divisão silábica 2. ORTOGRAFIA 2.1. Emprego de letras 2.2. Acentuação gráfica 2.3. Emprego de inicial maiúscula 3. MORFOLOGIA 3.1. Substantivo 3.2. Artigo 3.3. Adjetivo 3.4. Numeral 3.5. Pronome 3.6. Verbo 3.7. Advérbio 3.8. Preposição 3.9. Conjunção 4. SINTAXE 4.1. Termos da oração 4.2. Orações coordenadas 4.3. Orações subordinadas 4.4. Concordância nominal 4.5. Concordância verbal 5. SEMÂNTICA 5.1. Sinonímia 5.2. Antonímia 5.3. Paronímia 5.4. Homonímia 6. TEXTO 6.1. Interpretação de texto.
  • Técnico em Higiene Dental: 1. Sistema Único de Saúde (SUS): princípios e diretrizes. 2. Programa Nacional de Humanização. 3. Segurança do paciente em serviços de saúde. 4. Saúde do trabalhador: aspectos de biossegurança, uso correto de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, manuseio e descarte de resíduos sólidos e materiais biológicos. 5. Noções de anatomia e fisiologia bucal. 6. Noções de microbiologia. 7. Controle de infecção cruzada na prática odontológica. 8. Recepção do paciente. 9. Ergonomia da clínica odontológica. 10. Técnicas de instrumentação, aspiração e isolamento do campo operatório. 11. Métodos de higienização e manutenção das próteses removíveis. 12. Materiais dentários: manipulação, acondicionamento e conservação. 13. Instrumental e equipamento: utilização, emprego e conservação. 14. Noções de Radiologia. 15. Métodos de limpeza, esterilização e desinfecção: normas e rotinas, expurgo e preparo de material. 16. Conservação e manutenção de equipamento e instrumental odontológico. 17. Noções de primeiros socorros. 18. Relação paciente-profissional. 19. Comunicação em saúde. 20. Trabalho em equipe. 21. Manejo de criança.
  • Técnico em Imobilização Ortopédica: 1. Sistema Único de Saúde (SUS): princípios e diretrizes. 2. Programa Nacional de Humanização. 3. Segurança do paciente em serviços de saúde. 4. Saúde do trabalhador: aspectos de biossegurança, uso correto de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, manuseio e descarte de resíduos sólidos e materiais biológicos. 5. Princípios de ortopedia e traumatologia. 6. Procedimentos e técnicas de imobilização ortopédica. 7. Lesões traumáticas da coluna cervical. 8. Materiais de gesso e ortopedia. 9. Aberturas no gesso (janelas, fendas com alargamento ou estreitamento, cunhas corretivas no gesso). 10. Retirada de talas, gessos ou trações. 11. Aparelho locomotor: membros superiores, inferiores e coluna vertebral. 12. Complicações das imobilizações. 13. Conhecimentos básicos de anatomia e fisiologia. 14. Conhecimentos básicos do instrumental específico. 15. Distúrbios ortopédicos principais: contusões, entorses, luxações, fraturas, feridas, distensão ou estiramento muscular, roturas de músculo, tendão ou ligamento. 16. Distúrbios osteoarticulares relacionados ao trabalho: tendinites, tenossinovites, mialgias, sinovites e bursites. 17. Noções gerais sobre primeiros socorros. 18. Noções sobre tratamento: tratamento conservador ou incruento ou não cirúrgico. Redução incruenta. Tratamento cruento ou cirúrgico. Redução cruenta mais osteossíntese. Osteotomias. 19. Artroplastias. 20. Imobilizações provisórias ou definitivas: materiais utilizados. 21. Técnicas de imobilização e confecção de aparelho gessado (gessos circulares). 22. Enfaixamentos e bandagens. 23. Talas ou goteiras gessadas. 24. Trações cutâneas ou esqueléticas. 25. Denominações conforme região ou segmentos imobilizados. 26. Principais ossos, músculos, tendões, vasos, nervos e articulações (cartilagem articular, cápsula e ligamentos). 27. Sinais e sintomas comuns dos distúrbios ortopédicos: dor, parestesia, palidez, cianose, ausência de pulso, paralisia sensitivo motora. 28. Tipo e órteses e suas indicações. 29. Trações esqueléticas e aparelhos gessados. 30. Tumefação, edema, hematoma, equimose, crepitação óssea, deformidades. 31. Mobilidade anormal. 32. Incapacidade funcional incompleta ou completa. 33. Imagenologia. 34. Processo de Trabalho em Ortopedia e Traumatologia. 35. Fisiopatologia do Trauma. 36. Semiologia Ortopédica.

Nível Superior

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. Domínio da ortografia oficial; Emprego da acentuação gráfica. Domínio dos mecanismos de coesão textual; Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e outros elementos de sequenciação textual; Emprego/correlação de tempos e modos verbais. Domínio da estrutura morfossintática do período; Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração; Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração; Emprego dos sinais de pontuação; Concordância verbal e nominal; Emprego do sinal indicativo de crase; Colocação dos pronomes átonos. Reescritura de frases e parágrafos do texto; Substituição de palavras ou de trechos de texto. Análise do Discurso: pressupostos, subentendidos e implícitos.

Médicos

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. Domínio da ortografia oficial; Emprego da acentuação gráfica. Domínio dos mecanismos de coesão textual; Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e outros elementos de sequenciação textual; Emprego/correlação de tempos e modos verbais. Domínio da estrutura morfossintática do período; Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração; Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração; Emprego dos sinais de pontuação; Concordância verbal e nominal; Emprego do sinal indicativo de crase; Colocação dos pronomes átonos. Reescritura de frases e parágrafos do texto; Substituição de palavras ou de trechos de texto. Análise do Discurso: pressupostos, subentendidos e implícitos.
Acompanhe nossas

redes sociais