Logo desconto Relógio
     horas                  minutos               segundos

Concurso INCA: Novo edital foi solicitado ao Ministério da Saúde!

Foi confirmado pelo órgão, que enviou um novo pedido de concurso INCA (Instituto Nacional do Câncer) para o Ministério da Saúde, que tem até o dia 31 de maio, para enviar a solicitação ao Ministério da Economia. Caso o aval seja positivo, o órgão poderá divulgar o edital já no primeiro semestre do ano que vem. A última seleção contou c...

Status do concurso: Previsto

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Última Notícia

Imagem Concurso INCA: Pedido de novo edital é solicitado ao Ministério da Saúde!

Concurso INCA: Pedido de novo edital é solicitado ao Ministério da Saúde!

Foi enviado um novo pedido do concurso INCA para o Ministério da Saúde, que tem até o dia 31 de maio, para enviar a solicitação ao Ministério da Economia.

Continuar Lendo

Foi confirmado pelo órgão, que enviou um novo pedido de concurso INCA (Instituto Nacional do Câncer) para o Ministério da Saúde, que tem até o dia 31 de maio, para enviar a solicitação ao Ministério da Economia.

Caso o aval seja positivo, o órgão poderá divulgar o edital já no primeiro semestre do ano que vem. A última seleção contou com vagas para os cargos de Analista em Ciência e Tecnologia Júnior, Analista em Ciência e Tecnologia Pleno, Tecnologista Júnior L, Técnico O-I e Técnico N.

Pedido do novo concurso INCA

O Instituto Nacional do Câncer, confirmou que enviou a solicitação para o seu novo concurso INCA 2021. O pedido foi enviado ao Ministério da Saúde, que deverá encaminhar a solicitação ao Ministério da Economia, até o dia 31 de maio.

Caberá ao ministro da Economia, Paulo Guedes, decidir pela aprovação ou não de um novo concurso INCA. Vale ressaltar, que o instituto é um órgão auxiliar do Ministério da Saúde e, por isso, as seleções ocorrem por meio de editais divulgados pela pasta e não pelo INCA.

As solicitações de novos concursos devem ser enviadas ao Ministério da Economia até o dia 31 de maio de 2020. Se aprovadas, elas irão ocorrer no ano de 2021. No ano passado, o INCA solicitou concurso para 2020, mas não recebeu o aval, enviando assim um novo pedido.

Preenchimento de vagas no INCA

No mês de março de 2019, o MPF (Ministério Público Federal) moveu uma ação civil pública, com pedido de liminar, para que a União realizasse a alocação e o preenchimento de, pelo menos, 269 cargos do INCA, no Rio de Janeiro.

De acordo com o Ministério Público, a medida tinha como intuito sanar o déficit de pessoal, que colocava em risco a continuidade dos serviços no instituto. Segundo o MPF, as vagas deveriam ser ocupadas pelos candidatos aprovados e não convocados no concurso INCA de 2014, cuja validade foi encerrada no ano passado.

Ainda em 2019, no último dia de validade do certame, o ministro Paulo Guedes autorizou as convocações. Mas o número ficou abaixo do solicitado pelo Ministério Público Federal, sendo chamados apenas 19 candidatos aprovados para as carreiras de Ciência e Tecnologia e Previdência, Saúde e Trabalho.

Foi informado pelo Ministério Público, que o déficit do INCA decorre da omissão ilegal da União, que, contrariamente à determinação do Acórdão nº 1.193/2006 do TCU, não alocou todas as vagas antes ocupadas por profissionais terceirizados da Fundação Ary Frauzino, que teve o contrato com o instituto extinto no ano de 2015.

Sobre o INCA

O INCA é o órgão auxiliar do Ministério da Saúde no desenvolvimento e coordenação das ações integradas para a prevenção e o controle do câncer no Brasil. Tais ações compreendem a assistência médico-hospitalar, prestada direta e gratuitamente aos pacientes com câncer como parte dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde, e a atuação em áreas estratégicas, como prevenção e detecção precoce, formação de profissionais especializados, desenvolvimento da pesquisa e geração de informação epidemiológica. O Instituto coordena vários programas nacionais para o controle do câncer e está equipado com o mais moderno parque público de diagnóstico por imagem da América Latina.

Nesta seção são divulgadas informações institucionais e organizacionais do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), compreendendo suas funções, competências, estrutura organizacional, relação de gestores, agenda da diretora, horários de atendimento e legislação relacionada ao Instituto.

Missão

– Promover o controle do câncer com ações nacionais integradas em prevenção, assistência, ensino e pesquisa.

Visão

– Exercer plenamente seu papel governamental como um Centro Integrado, de referência nacional e internacional, para o cuidado, ensino e pesquisa oncológica, com excelência na elaboração de políticas públicas para a prevenção e controle do câncer, contribuindo para o bem-estar da sociedade.

Valores

– Ética e Transparência;

– Valorização dos profissionais;

– Humanização e Integralidade;

– Respeito;

– Responsabilidade social e ambiental;

– Equidade;

– Inovação;

– Excelência.

Competências

Ao Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva compete:

I – Participar da formulação da política nacional de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer;

II – Planejar, organizar, executar, dirigir, controlar e supervisionar planos, programas, projetos e atividades, em âmbito nacional, relacionados à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento das neoplasias malignas e afecções correlatas;

III – Exercer atividades de formação, treinamento e aperfeiçoamento de recursos humanos, em todos os níveis, na área de cancerologia;

IV – Coordenar, programar e realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas e experimentais em cancerologia;

V – Prestar serviços médico-assistenciais aos portadores de neoplasias malignas e afecções correlatas.

Último concurso INCA

O último concurso INCA teve seu edital publicado no ano de 2016. Na ocasião, foram ofertadas 26 vagas, distribuídas pelos cargos de Analista em Ciência e Tecnologia Júnior, Analista em Ciência e Tecnologia Pleno, Tecnologista Júnior L, Técnico O-I e Técnico N. Para pleitear uma vaga, era necessário possuir formação nos níveis médio e superior.

A banca organizadora responsável pela execução do certame, foi o IDECAN (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional).

Na época, os salários ofertados para os cargos do concurso INCA eram de:

– Tecnologista: R$ 4.553,50;

– Técnico: De R$ 2.507,49 a R$ 3.099,46;

– Analista em Ciência e Tecnologia: De R$ 4.553,50 a R$ 5.166,95.

Além do vencimento básico, os servidores, também, tiveram direito à Gratificação de Desempenho de Atividade de Ciência e Tecnologia, Retribuição por Titulação e Gratificação de Qualidade.

O auxílio-alimentação ofertado para todos os cargos, na época, era de R$ 458,00.

A avaliação dos candidatos foi por meio de provas objetivas, provas discursivas e prova de títulos. No exame objetivo, foram cobradas as seguintes disciplinas:

– Língua Portuguesa;

– Legislação do SUS/Saúde Pública;

– Conhecimentos Específicos.

Em 2017, tanto o INCA quanto o Ministério da Saúde já tinham preenchido as vagas imediatas. Na época, o instituto chamou excedentes. No Ministério, foram nomeados 185 tecnologistas de nível superior.

Os candidatos aprovados tomaram posse, sendo 80 aprovados na Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), 64 aprovados na Secretaria de Ciência Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) e 41 aprovados na Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). Todas localizadas em Brasília/DF.

Acompanhe nossas

redes sociais