Concurso INSS: Confira todas as novidades!

O novo concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é previsto para o ano de 2020! São mais de 20 mil cargos vagos no órgão, causando atrasos e prejuízos a quem precisa de seus serviços. Por tantos motivos, um novo concurso INSS é muito esperado! Fique por dentro de todos os detalhes! Foi anunciado pelo secretário especial...

Status do concurso: Previsto

BAIXE GRÁTIS: KIT Aprovação 2020!

PDF com Previsões para 2020 + Cronograma de Estudos (Vídeos + Arquivo Modelo) + Aulas para começar HOJE!

Última Notícia

Imagem Concurso INSS: TRF2 determina reforço de pessoal no órgão em até 90 dias!

Concurso INSS: TRF2 determina reforço de pessoal no órgão em até 90 dias!

Foi determinado pelo TRF2 que a autarquia admita servidores em até 90 dias, mediante a falta de um novo concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Continuar Lendo

Histórico de Notícias

12/02/2020

Concurso INSS: Representantes da autarquia admitem necessidade de certame!

Em audiência realizada no Ministério Público Federal, representantes da diretoria da autarquia admitem a necessidade da realização do concurso INSS.

Continuar lendo
05/02/2020

Concurso INSS: Candidatos aprovados remanescentes pedem nomeação na Justiça!

Os candidatos aprovados em cadastro reserva do concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) realizado em 2015, vão à Justiça solicitando a nomeação.

Continuar lendo
31/01/2020

Concurso INSS: Justiça retoma ação do MPF que cobra edital!

A justiça retomou o pedido de ação do Ministério Público Federal, que solicita a realização do concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Continuar lendo
30/01/2020

Concurso INSS: Após medidas emergenciais, solução definitiva é essencial!

Após as medidas emergenciais, Governo irá precisar adotar medidas efetivas para regularizar situação da autarquia e poderá abrir o novo concurso INSS.

Continuar lendo
29/01/2020

Concurso INSS: Governo admite recrutar aposentados para o órgão!

Em reunião realizada, integrantes se reuniram para fechar acordo sobre a contratação de aposentados, mediante a falta da realização do concurso INSS.

Continuar lendo
28/01/2020

Concurso INSS: IBDP vê contratação de militares como inútil!

A Presidente do IBDP critica a contratação de militares da reserva, e defende medidas para a realização do concurso INSS.

Continuar lendo
27/01/2020

Concurso INSS: Medida Provisória será editada para contratação de aposentados!

Mourão informa que Governo deve editar medida provisória para contratar servidores aposentados do órgão, mediante a falta de realização do concurso INSS.

Continuar lendo
24/01/2020

Concurso INSS: Mourão assina decreto para admissão de militares no órgão!

O vice-presidente, Hamilton Mourão, assinou o decreto para admissão de militares inativos para reforçar o atendimento no INSS.

Continuar lendo
22/01/2020

Concurso INSS: Após críticas, convocação de militares pode ser revista!

Após entidades se mobilizarem contra a chamada de miliares por falta do concurso INSS, governo pode estar revendo decisão.

Continuar lendo
21/01/2020

Concurso INSS: Fonacate despreza recrutamento de Militares no órgão!

Fonacate critica decisão do Governo de recrutar militares da reserva, ao invés de realizar o novo concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Continuar lendo
20/01/2020

Concurso INSS: MP solicita suspensão da contratação de Militares!

Solicitado pelo MP ao TCU, a suspensão da contratação de militares para trabalharem no INSS, medida adotada pelo governo por falta de concurso no órgão.

Continuar lendo
17/01/2020

Concurso INSS: Autarquia vai receber funcionários da Dataprev!

Por falta de concurso INSS e ainda procurando medidas para normalizar a concessão de benefícios, governo autoriza a movimentação de pessoal da Dataprev.

Continuar lendo
16/01/2020

Concurso INSS: Após medidas temporárias, governo é cobrado por certame!

Após o anúncio do Governo de medidas para reduzir a fila no órgão, profissionais da área cobram para realização do concurso INSS.

Continuar lendo
15/01/2020

Concurso INSS: Governo contará com 7 mil militares para agilizar benefícios!

Enquanto o concurso INSS não é realizado, Governo Federal contará com 7 mil militares para agilizar concessão dos benefícios e zerar filas nas agências.

Continuar lendo
14/01/2020

Concurso INSS: Medidas para reduzir atrasos, serão anunciadas no dia 15!

Mediante o grave déficit de servidores por falta do concurso INSS, governo quer chamar militares da reserva para atuarem nas agências da Previdência Social.

Continuar lendo
13/01/2020

Concurso INSS: Atrasos nos serviços irão pautar reunião na Economia!

Nesta semana o ministro da Economia Paulo Guedes, irá realizar reuniões para debater prioridades do governo, entre elas, a realização do concurso INSS.

Continuar lendo
10/01/2020

Concurso INSS: Após decisão da Justiça, candidata é nomeada!

Mais de um ano após o encerramento do prazo de validade, o concurso INSS de 2015, tem candidata excedente nomeada após determinação da Justiça.

Continuar lendo
06/01/2020

Concurso INSS: Mediante aposentadorias, déficit dobra na autarquia!

Mais de 6.000 servidores da autarquia se aposentaram em 2019. Sem a realização do novo concurso INSS, vagas não poderão ser repostas.

Continuar lendo
23/12/2019

Concurso INSS: Após atrasos nos benefícios, Justiça intervém prazo!

Mediante atrasos na concessão de benefícios por falta de servidores, Justiça determina prazo de 30 dias ao INSS para conceder um parecer aos beneficiários.

Continuar lendo

O novo concurso do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é previsto para o ano de 2020! São mais de 20 mil cargos vagos no órgão, causando atrasos e prejuízos a quem precisa de seus serviços.

Por tantos motivos, um novo concurso INSS é muito esperado! Fique por dentro de todos os detalhes!

Foi anunciado pelo secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, que 7.000 militares da reserva vão reforçar o atendimento no INSS. O principal objetivo do governo, é zerar a fila de pedidos até o mês de setembro, motivada pelo déficit de mais de 20.000 servidores na autarquia.

Portanto, esta é mais uma tentativa do Governo Federal na solução do problema, enquanto não autoriza um novo concurso INSS.

Junto a essa medida, o presidente Jair Bolsonaro, já transferiu funcionários da Infraero para a autarquia e iniciou um processo de digitalização no instituto. Por enquanto, nada resolveu o problema em definitivo.

No momento, 2,3 milhões de pessoas estão na fila para concessão de benefícios, como aposentadoria, salário maternidade ou licença saúde. Desse total, 1,3 milhão de solicitações já extrapolaram o prazo limite de 45 dias para análise. A maioria dos atrasos é por falhas no sistema do Instituto Nacional do Seguro Social.

Após o governo anunciar as medias emergenciais para regularizar a situação do INSS, diversos especialistas criticam as decisões implantadas. Entre eles, Adriane Bramante, presidente do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), que considera o concurso INSS necessário.

Em entrevista, Bramante afirmou que uma série de medidas são necessárias para regularizar a fila de benefícios. Entre elas, a contratação de servidores efetivos, além de melhorias na estrutura como um todo.

Questionada sobre a chamada de 7.000 militares para atuarem em agências, a presidente relatou que a proposta não faz sentido. Para ela, este será um investimento inútil.

É lembrada pela especialista em previdência, a complexidade da legislação previdenciária e a importância de haver pessoas capacitadas nessa legislação para atuar nos atendimentos.

A demissão do presidente do INSS, Renato Vieira, é vista como uma resposta do governo ao desgaste provocado pela espera de 1,9 milhão de pedidos que precisam ser analisados.

No dia 28 de janeiro, Marinho se reuniu com integrantes do TCU para fechar um acordo sobre a contratação temporária de servidores aposentados para reduzir a fila. Essa medida deve demorar ainda cerca de dois meses para começar a surtir efeito.

A ideia é contratar militares da reserva, aposentados do INSS e aposentados de outros órgãos da União para trabalhar diretamente com o atendimento ao público. Já a análise sobre a concessão de novos benefícios, ficaria restrita a aposentados do INSS que venham a ser contratados para essa atividade específica.

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, retomou a Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal contra a autarquia sobre a necessidade do concurso INSS 2020.

No andamento do processo, a União e a autarquia foram convocadas a se manifestarem até o dia 13 de fevereiro de 2020, a respeito da petição do MPF.

Em uma Ação Civil Pública, movida pelo Ministério Público Federal (MPF), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) determinou parcialmente que o Instituto Nacional do Seguro Social disponibilize em 90 dias (mês de maio), “pessoal capacitado” nas agências da Previdência.

Segundo informações na nota enviada pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, esse “pessoal capacitado” deverá efetuar o atendimento físico de todos os segurados que não consigam ou não saibam utilizar o sistema informatizado “Meu INSS”, em todas as agências do INSS.

Caso o Governo Federal e o órgão não cumprirem a decisão, a pena é uma multa diária de R$ 20.000,00.

A autarquia também deverá adotar as providências necessárias para a conclusão, desde que cumpridas as exigências atribuídas aos segurados, da análise do requerimento de concessão do benefício dentro do prazo de 45 dias, a teor do disposto no §5º, do Art. 41-A, da Lei 8.213/91 e no Art. 1º, parágrafo único, da Resolução nº 695, de 08 de Agosto de 2019.

Entretanto, na visão de especialistas, a melhor forma é contratar “pessoal capacitado” via concurso público, já que o problema do INSS não é pontual, mas de anos sem concursos periódicos. Desde o ano de 2018, o INSS aguarda autorização para preencher 7.000 vagas em cargos de níveis médio e superior.

    1. INSS conta com servidores realocados;
    2. Fim do prazo: Recomendação do MPF ;
    3. Documento pede novo concurso INSS;
    4. Serviços do INSS por telefone e internet ;
    5. Déficit de servidores;
    6. Vagas Concurso INSS;
    7. Requisitos básicos;
    8. O que faz um Analista do Seguro Social?;
    9. O que faz um Técnico do Seguro Social?;
    10. Posso prestar o concurso para os dois cargos?;
    11. Último Concurso INSS.

INSS conta com servidores realocados

Foram realocados 319 servidores da Infraero para desempenhar funções na autarquia enquanto o novo concurso não é liberado, em detrimento de um acordo firmado após a audiência de Ação Civil Pública realizada em outubro de 2019.

Estes servidores deverão realizar atividades que sejam similares às do órgão de origem, de fato que não ocorra desvio de função.

Após rejeição do Ministério da Economia à recomendação do MPF para que fosse autorizado o concurso INSS, o órgão de fiscalização levou o caso à justiça.

Foi confirmado no começo desta semana, que a ação inicial já está sendo elaborada por uma das procuradoras responsáveis pelo caso.

A informação foi transmitida pela Procuradoria da República no Distrito Federal (PRDF), são necessários ainda alguns documentos e o levantamento de dados para subsidiar a ação civil pública.

A recomendação do Ministério Público Federal para autorização do concurso INSS, foi assinada em conjunto pelas procuradoras Deborah Macedo Duprat de Britto Pereira, da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) e Eliane Pires Rocha, da PRDF.

Fim do prazo recomendado pelo MPF

No dia 11 de junho de 2019, terminou o prazo estipulado pelo Ministério Público Federal na recomendação enviado ao Ministério da Economia sugerindo que a pasta tomasse providências para a realização de um novo concurso para o INSS. A recomendação foi enviada ao Ministério da Economia no fim do mês de abril.

Segundo a recomendação assinada pela procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Macedo Duprat, foi estipulado ao Ministério da Economia o prazo de 30 dias para que a pasta autorizasse a realização do concurso para o INSS. A recomendação indica ainda que o cronograma do concurso não ultrapassasse o prazo de 180 dias entre a autorização e a nomeação dos candidatos aprovados.

Na segunda-feira (04/06), foi anexado um ofício ao processo que tramita no Ministério Público Federal do Distrito Federal, o documento faz parte de um inquérito civil que foi aberto em janeiro de 2017 e está sob o comando da procuradora regional dos Direitos do Cidadão, Eliana Pires.

Documento pede novo concurso INSS

Com a finalidade de sanear irregularidades e prevenir responsabilidades por atos ilícitos, o Ministério Público Federal, com base no art. 6º, XX, da Lei Complementar n. 75/1993, RECOMENDA aos titulares do Ministério da Economia e do Instituto Nacional do Seguro Social que:

1) A fim de imprimir, em REGIME DE URGÊNCIA, prazo RAZOÁVEL na resolução dos processos administrativos de competência da autarquia previdenciária, que o Ministério da Economia e o INSS PROMOVAM, no âmbito das suas esferas de poder, os atos necessários à REPOSIÇÃO da força de trabalho da autarquia em quantitativo não inferior às vagas/cargos em aberto acusados pelo Instituto;

2) Que o Ministério da Economia AUTORIZE, em prazo não superior a 30 dias, a realização de concurso público para a REPOSIÇÃO da força de trabalho da autarquia em quantitativo não inferior às vagas/cargos em aberto e para a formação de Cadastro de Reserva destinado ao preenchimento de vagas/cargos surgidos ao longo da validade do certame, inclusive resultantes da aposentadoria dos servidores que se encontram em abono de permanência;

3) Autorizado o concurso público pelo Ministério da Economia, que o INSS ELABORE cronograma para a realização do certame cujo prazo processual até a posse dos aprovados NÃO ultrapasse 180 dias.

Fixa-se o prazo de 30 dias úteis para que seja informado ao MPF quais foram as providências adotadas pelo Ministério da Economia em cumprimento à presente Recomendação e encaminhadas cópias dos atos delas resultantes ou as razões para o seu não acatamento.

Serviços do INSS podem ser acessados por telefone e internet

O INSS informou que a maioria dos serviços prestados pela autarquia podem ter atendimento remoto.

À medida que passou a valer a partir do dia 10 de julho, contempla 90 dos 96 serviços prestados pelo INSS. Os usuários poderão receber atendimento pelo aplicativo Meu INSS ou pelo número de telefone 135.

Em virtude das peculiaridades, seis serviços terão atendimento exclusivamente presencial. Os segurados ainda terão que comparecer obrigatoriamente ao INSS nos seguintes casos:

  • Avaliação Social;
  • Devolução de Documentos;
  • Prova de Vida;
  • Perícia Médica;
  • Outros Cumprimentos de Exigências;
  • Vista ou Carga de Processos.

O atendimento pelo telefone 135 será prestado de segunda-feira a sábado das 7h às 22h. O Meu INSS pode ser acessado pelo navegador ou pelo aplicativo de celular. O cadastro pode ser realizado diretamente no Meu INSS ou nos bancos: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú, Mercantil do Brasil, Santander, Sicoob e Sicredi.

O INSS é o primeiro órgão público federal que completou a meta de informatização de serviços. Com um grande déficit de pessoal, a autarquia acumula em 2019 mais de 22 mil cargos vagos e a automatização dos serviços é um dos métodos encontrados pelo órgão para solucionar a falta de pessoal.

Déficit de servidores INSS

O INSS passa por uma situação drástica, com cerca de 19.638 cargos em vacância no seu quadro de servidores.

O alto número de déficit ocasiona atrasos no trabalho desempenhado pelo INSS. Por exemplo, o número de mães que tem direito ao salário-maternidade e estão aguardando passa dos 211 mil! Segundo a Federação, “(…) o INSS vem passando por um verdadeiro caos, principalmente em virtude da insuficiência de servidores e a proposta de solucionar tais dificuldades com a implantação de ferramentas digitais”.

No atual quadro de servidores, 34,3% podem se aposentar, o que corresponde a 11.369 do total de 33.133 servidores. O órgão pode passar por uma imensa defasagem em 2019, pois a grande maioria destes servidores aguarda apenas a incorporação de uma gratificação de desempenho ao salário para entrar com o pedido da aposentadoria.

Além disso, o superintendente do órgão no Piauí, Ney Ferraz, confirmou que a portaria de autorização no Diário Oficial da União pode ser publicada a qualquer momento, atribuindo ao ex-presidente do INSS, Edison Aguiar, por ter dado o “pontapé inicial” nos trâmites.

O Instituto Nacional do Seguro Social, no ano de 2019 registrou 3.362 servidores a menos em seu quadro. O déficit supera os números de 2018, onde foram registrados 2.263 servidores que deixaram o instituto.

O número de cargos vagos teve um significativo aumento nas unidades localizadas no Sudeste do país, a região concentra certa de 45% dos déficits contabilizados neste ano, chegando ao total de 1.533 cargos vagos.

O Estado de São Paulo registra o maior déficit verificado por Unidade da Federação, as unidades perderam 552 servidores, seguidas pelo Rio de Janeiro que registra 441 servidores a menos e Minas Gerais que chega ao número de 426 servidores a menos.

Depois do Sudeste, a região que registra o maior número de vacâncias em 2019 é o Nordeste, com 802 servidores a menos, entre os meses de janeiro e maio deste ano. A região Sul é a terceira colocada, com déficit de 519 servidores a menos em seu quadro.

Vagas Concurso INSS 2020

Foram solicitadas 7.580 vagas para os cargos de Técnico do Seguro Social, Analista do Seguro Social e Perito Médico.

A relação de vagas é a seguinte:

Técnico do Seguro Social:
Vagas solicitadas: 3.984; requisito de nível médio e salários de R$ 5.344,87;

Analista do Seguro Social:
Vagas solicitadas: 1.692; requisito de nível superior em Serviço Social e salários de R$ 7.954,09;

Perito Médico:
Vagas solicitadas: 2.212; requisito de nível superior em Medicina e salários de R$ 10.616,14.

Requisitos básicos para ser um servidor do INSS

  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos;
  • Estar em gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.

O que faz o Analista do Seguro Social do INSS?

Prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS nas Agências da Previdência Social (APS) e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de Serviço Social e Reabilitação Profissional; supervisionar e homologar os programas profissionais realizados por terceiros ou instituições conveniadas; realizar avaliação social para fins de concessão de direitos previdenciários e benefícios assistenciais; promover estudos sociais e socioeconômicos, pesquisa e levantamento de informações visando à emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários e benefícios assistenciais, bem como à decisão médico pericial; e exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS.

O que faz um Técnico do Seguro Social do INSS?

Realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica; coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres; e, exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS.

Atividades comuns aos cargos de Analista e Técnico do Seguro Social

Atender ao público; assessorar os superiores hierárquicos em processos administrativos; realizar atividades inerentes ao reconhecimento de direitos previdenciários, direitos vinculados à Lei nº 8.742/1993 e outros sob a responsabilidade do INSS; realizar atividades inerentes à instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos; realizar estudos, pesquisas e levantamentos de informações; elaborar minutas de editais, contratos, convênios e demais atos administrativos e normativos; avaliar processos administrativos, oferecendo subsídios à gestão nos aspectos preventivos e para as tomadas de decisão; participar do planejamento estratégico institucional, de comissões, grupos e equipes de trabalho e dos planos de sua unidade de lotação; atuar na gestão de contratos, quando formalmente designado; controlar dados e informações, bem como executar a atualização em sistemas; executar atividades de orientação, informação e conscientização previdenciária; realizar atividades de gestão do patrimônio do INSS; subsidiar os superiores hierárquicos com dados e informações relacionadas à sua área de atuação, atuar no acompanhamento e avaliação da eficácia das ações desenvolvidas e na identificação e proposição de soluções para o aprimoramento dos processos de trabalho desenvolvidos; e atuar em atividades de planejamento, supervisão e coordenação de projetos e programas de natureza técnica e administrativa.

Posso prestar o concurso INSS para dois cargos diferentes?

Pode concurseiro! No último certame, os cargos de Técnico e Analista do Seguro Social foram avaliados em horários diferentes. Portanto, basta que você tenha os requisitos necessários para tentar os dois cargos.

O conteúdo programático tem três matérias que ‘batem’ nos dois cargos: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática.

Além disso, o candidato pode aproveitar outras disciplinas, como Direito Administrativo e Direito Constitucional, as quais são cobradas em totalidade para o cargo de Analista, enquanto que para o cargo de Técnico, são cobradas noções destas disciplinas.

Com essas cinco matérias sendo aproveitadas para dois cargos diferentes, você tem mais chances de conseguir sua tão sonhada vaga como servidor público do INSS.

Concurso INSS 2015

O último certame aconteceu no ano de 2015, tendo como organizador o Cebraspe (Cespe/UnB – Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos).

Confira o edital completo do último concurso INSS!

Foram ofertadas ao todo 950 vagas, sendo 800 para Técnico do Seguro Social e 150 para Analista do Seguro Social.

O número de inscritos foi de 1.087.789 candidatos, sendo 43.982 para Analista (relação de 293 candidatos/vaga) e 1.043.807 para o cargo de Técnico (1.304 candidatos/vaga).

Todos os aprovados foram nomeados.

Acompanhe nossas

redes sociais