ManausPrev: Novo edital é previsto para o 2º semestre | Nova Concursos

Concurso ManausPrev: Novo edital é previsto para o 2º semestre!

Segundo informações da publicação no Diário Oficial, foi escolhida a banca organizadora que será responsável pela execução do novo concurso ManausPrev (Manaus Previdência). A previsão é que o certame oferte 05 vagas de caráter imediato, mais formação de cadastro reserva, nos cargos de Técnico Previdenciário, de nível médio, Analista Pr...

Status do concurso: Previsto

Materiais disponíveis

Segundo informações da publicação no Diário Oficial, foi escolhida a banca organizadora que será responsável pela execução do novo concurso ManausPrev (Manaus Previdência).

A previsão é que o certame oferte 05 vagas de caráter imediato, mais formação de cadastro reserva, nos cargos de Técnico Previdenciário, de nível médio, Analista Previdenciário e Procurador Autárquico, ambos de nível superior!

Concurso ManausPrev: situação atual

No dia 21 de julho de 2021,  a Prefeitura de Manaus comemorou 16 anos de atividades da Manaus Previdência, instituição com um dos regimes próprios de seguridade social mais bem avaliados do país.

Segundo informações publicadas no site do município, o órgão alcançou ao longo dos últimos anos, grandes conquistas, tais como o mandato da diretoria por lei, que permite a continuidade do trabalho e profissionalização da gestão previdenciária.

Atualmente, o órgão conta com mais de 80 servidores. Ressaltando que, uma das metas da ManausPrev é que o edital do concurso público seja publicado ainda em 2021, com oferta para vagas em cadastro reserva. A seleção ocorrerá assim que houver liberação dos órgãos de controle.

Banca organizadora

A realização do novo concurso ManausPrev está cada vez mais perto. Em publicação no Diário Oficial do Município, foi definida a banca organizadora que será responsável pela execução do certame, sendo a FCC (Fundação Carlos Chagas).

Mediante a dispensa de licitação divulgada, o próximo passo é a assinatura do contrato com a empresa. Somente com o extrato de contrato publicado, o edital de abertura do certame será divulgado.

Segundo informações do órgão, o próximo edital do concurso ManausPrev irá ofertar 05 (cinco) vagas de caráter imediato, mais formação de cadastro reserva.

As oportunidades serão para os cargos de Procurador Autárquico (01 vaga mais cadastro reserva), Analista Previdenciário (02 vagas mais cadastro reserva), de nível superior. Já no nível médio, as chances serão para a carreira de Técnico Previdenciário (02 vagas mais cadastro reserva).

Confira as especialidades das carreiras de Analista Previdenciário e Técnico Previdenciário, no concurso ManausPrev:

Analista Previdenciário

– Administração (CR);
– Administrativa (CR);
– Arquivologia (CR);
– Auditoria (CR);
– Ciências Atuariais (01 vaga mais CR);
– Contabilidade (CR);
– Economia (CR);
– Psicologia (01 vaga mais CR);
– Serviço Social (CR);
– Tecnologia da Informação (CR).

Técnico Previdenciário

– Administrativa (02 vagas mais CR);
– Tecnologia da Informação (CR).

Foi ressaltado pelo setor responsável que, para qualquer decisão, serão levadas em conta as orientações das autoridades sanitárias, em razão da pandemia de Covid-19. Mas o esforço é para que o concurso ManausPrev aconteça ainda em 2020.

“Após a contratação, toda e qualquer medida relativa ao certame levará em conta as orientações das autoridades sanitárias em vigor relativas às medidas de enfrentamento à pandemia provocada pelo coronavírus, razão pela qual, no momento, não é possível estimar uma data provável para a publicação do edital ou de aplicação das provas. Seja como for, a Manaus Previdência está envidando esforços para que o concurso público seja realizado ainda em 2020, já contando, para tanto, com a autorização do Prefeito Arthur Virgílio Neto”.

Concurso ManausPrev: carreira

Remuneração

Conforme informações do último certame, os salários iniciais eram de R$ 6.000,00 para o cargo de Analista Previdenciário e de R$ 4.000,00 para a carreira de Técnico Previdenciário.

Conforme consta na Lei nº 2.419/2019, que dispõe sobre a estrutura organizacional do órgão, não houve reajuste nos valores. As remunerações para os cargos do órgão continuam as mesmas, sendo:

– Técnico Previdenciário: R$ 4.000,00;
– Analista Previdenciário: R$ 6.000,00;
– Procurador Previdenciário: R$ 6.000,00.

Requisitos

Analista Previdenciário – área administrativa: Diploma ou certificado de conclusão de nível superior, em nível de graduação, em qualquer área do conhecimento, devidamente registrado, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Analista Previdenciário – áreas específicas: Diploma ou certificado de conclusão de nível superior, em nível de graduação, em área específica, devidamente registrado, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no respectivo órgão de classe.

Técnico Previdenciário – área administrativa: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio ou de curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Técnico Previdenciário – Informática: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível médio ou de curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação.

Procurador Autárquico: Diploma ou certificado de conclusão de curso de graduação de nível superior em Direito devidamente registrado, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e inscrição na OAB.

Sobre a ManausPrev

MANAUSPREV – 2005 a 2013

O Fundo Único de Previdência do Município de Manaus (Manausprev) foi criado em 21 de julho de 2005, por meio da Lei nº 870, com a finalidade de gerir o Regime Próprio de Previdência do Município de Manaus, garantindo os benefícios previdenciários aos segurados e dependentes do Sistema de Previdência Municipal. Era uma instituição para administrativa, com natureza jurídica de serviço social autônomo.

Sucedeu ao Instituto Municipal de Previdência e Assistência Social (Impas), extinto devido a uma norma de abrangência nacional, com o Governo Federal determinando que os serviços previdenciários fossem realizados separadamente dos serviços de saúde. Com a extinção do Impas, a Prefeitura de Manaus criou órgãos específicos para a saúde e a previdência do servidor.

Funcionando como um ente de cooperação, esta situação não encontrava respaldo constitucional e nem atendia às diretrizes do Ministério da Previdência Social, assim como do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

Essa distorção foi corrigida pela Lei nº 1.803, de 29 de novembro de 2013, que extinguiu o Manausprev e criou a Manaus Previdência.

MANAUS PREVIDÊNCIA – 2014 a 2019

A Manaus Previdência foi criada como autarquia pela Lei nº 1.803, de 29 de novembro de 2013, integrante da administração indireta da Prefeitura de Manaus. É dotada de personalidade jurídica de direito público e de autonomia administrativa, contábil, financeira, orçamentária e patrimonial, com a finalidade de gerir o Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Manaus (RPPS). Vincula-se, para fins de controle finalístico, à Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef).

Em 2019 a Manaus Previdência passou a ser regida pela Lei nº 2.419, de 29 de março do mesmo ano. Essa Lei definiu a nova estrutura organizacional da Manaus Previdência, estabeleceu novas atribuições de cargos, entre outras providências.

Último concurso ManausPrev

O último concurso ManausPrev teve seu edital publicado no ano de 2015. Na ocasião, foram ofertadas 57 vagas em cargos de níveis médio e superior. Os salários iniciais variaram entre R$ 4.000,00 e R$ 6.000,00, respectivamente.

Do quantitativo total de oportunidades, 32 vagas foram destinadas para a carreira de Técnico Previdenciário, de nível médio, 20 vagas para o cargo de Analista Previdenciário (diversas especialidades), de nível superior, e 05 vagas para a função de Procurador Autárquico, também de nível superior.

A banca organizadora responsável pela execução do certame, foi a FCC (Fundação Carlos Chatas). Dessa maneira, o último edital pode ser usado como base para os estudos dos interessados.

Na época, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e, no caso do cargo de Procurador, também ocorreu provas discursivas.

A prova de múltipla escolha, para Técnicos e Analistas, englobou questões de: Conhecimentos Gerais, Conhecimentos Específicos, Língua Portuguesa e Raciocínio Lógico-Matemático.

Neste caso, a diferença entre o exame para Técnicos e Analistas foi o peso das questões, que variou de um a três. Todos os candidatos tiveram que responder a 60 questões, sendo 30 questões de Conhecimentos Específicas.

Para a carreira de Procurador, no entanto, a avaliação foi composta por 100 questões, que foram distribuídas pelas seguintes áreas do Direito:

– Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho, Direito Financeiro, Direito Tributário e Previdenciário. Além disso, a prova também contou com a disciplina de Legislação Municipal.

Para ter sido considerado aprovado no cargo de Procurador, foi necessário obter 50% ou mais de acertos na prova. Já para as carreiras de Técnico e Analista, precisaram obter média igual ou superior a 150 pontos e 200 pontos, respectivamente.

Histórico de Notícias

04/05/2021

Concurso ManausPrev: Banca contratada e edital em breve!

O concurso ManausPrev pode ter edital publicado a qualquer momento depois de o contrato com a banca organizadora ter sido assinado. Confira!

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais