Concurso PM e Bombeiros MT

Concurso PM e Bombeiros MT

O Orçamento do Mato Grosso para 2021 traz a reserva para novas seleções PM e Bombeiros MT. Oferta poderá ser de até 6 mil vagas. Diante do déficit funcional nos órgãos de Segurança do Estado, o Colegiado propôs reserva orçamentária para realização de seleções e recomposição dos quadros. Novo concurso PM MT A Polícia Militar e o Corpo...

Status do concurso: Previsto

Materiais disponíveis

Cursos PM - MT - Polícia Militar do Mato Grosso

O Orçamento do Mato Grosso para 2021 traz a reserva para novas seleções PM e Bombeiros MT. Oferta poderá ser de até 6 mil vagas.

Diante do déficit funcional nos órgãos de Segurança do Estado, o Colegiado propôs reserva orçamentária para realização de seleções e recomposição dos quadros.

Novo concurso PM MT

Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros do Mato Grosso podem abrir novos certames  este ano. Isso porque os deputados estaduais aprovaram uma emenda ao Orçamento 2021 que assegura recursos financeiros para publicação de editais.

A emenda, elaborada pela Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa, foi aprovada na terça-feira, 5.

Diante do déficit funcional nos órgãos de Segurança do Estado, o Colegiado propôs reserva orçamentária para realização de seleções  e recomposição dos quadros.

“Denota-se que as forças de segurança do Estado de Mato Grosso apresentam considerável déficit de servidores, situação essa que tem prejudicado a prestação de um serviço adequado e eficiente à população, apesar desta área (segurança pública) se constituir como um dever do Estado”, disse a Comissão de Segurança.

Segundo a Lei Complementar 173/2020, só é possível abrir seleções  até o final do ano para reposição de cargos que estão vagos. Para PM e Bombeiros MT há cerca de 6 mil cargos aptos para preenchimento.

Na Polícia Militar do Mato Grosso, por exemplo, há 4.392 postos em aberto de cabos e soldados. Já no Corpo de Bombeiros, o número de cargos vagos é de 2.275 servidores, sendo 1.401 cabos e soldados e 874 sargentos.

É importante destacar que nem todos esses cargos vagos poderão ser ofertados inicialmente nos concursos  PM e Bombeiros MT . Isso porque cada corporação deverá realizar um estudo para definir o número de vagas e a viabilidade para as nomeações.

No decorrer do prazo de validade dos certames  é possível que a totalidade de vacâncias seja preenchida. A reserva no Orçamento também não é uma certeza que os concursos serão realizados. Entretanto, já é um indício de que os certames  estão no radar do governo.

Ainda não há informações sobre datas para publicações de editais.

Além da PM e Bombeiros MT, existe também reserva orçamentária este ano para abertura de seleções  na Polícia Civil do Estado e na Perícia Oficial (Politec).

Seleção PM e Bombeiros MT para oficial já tem comissão formada

No final de 2018, a Polícia Militar e os Bombeiros de Mato Grosso chegaram a formar uma comissão para o novo certame  de oficiais. Entretanto, os trâmites para seleção não chegaram a avançar.

Por mais que o concurso  anterior tenha exigido o nível médio, o cargo passou por uma alteração  de escolaridade e agora tem como exigência o nível superior em Direito. 

A comissão deveria tocar os preparativos das novas seleções públicas  para o quadro de oficiais, como por exemplo, a escolha da banca organizadora. Mas, não foram registrados andamentos desde sua formação.

No mês de agosto de 2020, o novo concurso  Bombeiros MT e o reaparelhamento da corporação foi considerado pauta na Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa (AL MT).

Presente na reunião, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Estado de Mato Grosso, coronel Alessandro Borges Ferreira, afirmou a necessidade do novo edital.

Para ele, é necessário novos servidores para aumentar o efetivo e atender a todos os municípios do Estado.

“Seria uma das alternativas para suprir nossas necessidades, além do projeto do bombeiro temporário, que pretendemos implantar em Mato Grosso”, disse.

Segundo o senador Jayme Campos (DEM), o atual efetivo do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso é pequeno para atuar no estado com mais de 900 mil quilômetros quadrados“Não é possível deixar assim”, apontou.

A declaração foi fornecida após o parlamentar visitar a região do Pantanal mato-grossense que sofreu com queimadas no ano passado.

Sobre a carreira de Bombeiro Militar do Mato Grosso

Um bombeiro militar atua em casos de incêndios, resgate de pessoas em acidentes de trânsito, desmoronamentos, desastres naturais, salvamentos aquáticos e outras atividades de risco. A carreira é desejada por muitos jovens e admirada pela sociedade. Mas como uma pessoa se torna bombeiro militar?

O único meio de fazer parte do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso é pelo concurso público. Existem dois níveis distintos de acesso ao Corpo de Bombeiros Militar: praça e oficial. Para ingressar como praça é preciso fazer o concurso para preenchimento de vagas de soldado do CBMMT. Para ingressar como oficial existe um concurso específico: a.pós a efetivação, os novos bombeiros tornam-se aspirantes a oficial. Tanto para entrar como soldado quanto para os aspirantes é preciso fazer um curso que os habilite como militares e como bombeiros.

Mas qual é a diferença entre eles? Enquanto os oficiais exercem funções de gestão operacional, estratégicas e de planejamento, os praças possuem a função de execução de atividades, tanto no âmbito operacional quanto no administrativo. Em ambas, é necessário ter uma conduta pública e privada compatíveis com a carreira militar. Isto significa que é preciso manter a disciplina e respeito às leis mesmo quando não estiver no serviço.

É necessário também estar quite com as obrigações eleitorais e militares, não ter sofrido condenação criminal, não ter sido dispensado do serviço militar ou desligado de cursos e escolas militares por incapacidade mental, moral ou disciplinar, obter aprovação nos exames médicos, físicos, psicológicos e intelectual.

O concurso público têm cinco fases distintas, sequenciadas conforme o edital: o exame intelectual, uma prova escrita de conhecimentos como língua portuguesa, história de Mato Grosso, matemática, etc. O teste de aptidão física (realizado em uma única tentativa), a fim de verificar o bom condicionamento físico do futuro militar. As fases seguintes são a avalição psicológica, o exame médico-odontológico e a investigação documental e funcional. Apesar de terem as mesmas fases, o Curso de Formação de Soldados (CFSD) e o Curso de Formação de Oficiais (CFO) têm provas distintas, regulamentadas de acordo com cada edital.

Durante a realização do curso, o aluno soldado ou oficial receberá uma remuneração mensal. As despesas com transporte, alimentação, alojamento durante a realização do concurso são por conta do candidato.

Praças

Os praças são classificados como Soldado, Cabo, 1º, 2º, 3º Sargentos e Sub-tenentes. O edital tem os seguintes requisitos: ser brasileiro nato, ter entre 18 e 25 anos, ter um bom desempenho físico, a fim de ser aprovado nos testes de aptidão, ter altura mínima de 1,67m para os homens, 1,57 para as mulheres, peso proporcional à altura e possuir a Carteira Nacional de Habilitação válida. O concurso requer também ensino superior, independente da área.

Após a aprovação em todas as fases, o aluno soldado irá começar o curso que tem duração entre 8 a 10 meses. A graduação de soldado bombeiro militar, primeira patente da carreira de praça, vem após a conclusão com êxito no CFSD.

Oficiais

Os oficiais são classificados em Aspirante, 2º Tenente, 1º Tenente, Capitão, Major, Tenente-coronel e Coronel. O ingresso é por meio do Curso de Formação de Oficiais (CFO). Este concurso é mais concorrido e com duração de aproximadamente 2 anos. O CFO se difere do CFSD, principalmente, por exigir o diploma de bacharel em Direito. O curso pode ocorrer tanto em Mato Grosso, quanto em outros estados a serem definidos pelo Comando Geral do CBMMT.

Último concurso

O último edital do concurso para a Polícia Militar de Tocantins foi divulgado em 2013 pela banca Funcab e contou com a oferta de 1.200 vagas para o cargo de soldado, que exige nível médio (concurso PM MT).

Os candidatos aprovados no cargo contaram com o salário inicial de R$ 2.366,79. Os candidatos foram avaliados por meio das seguintes etapas:

1ª Fase: Exame Intelectual, de caráter classificatório e eliminatório;

2ª Fase: Teste de Aptidão Física, de caráter unicamente eliminatório;

3ª Fase: Avaliação Psicológica, de caráter unicamente eliminatório;

4ª Fase: Exame Médico-Odontológico, de caráter unicamente eliminatório;

5ª Fase: Investigação Documental e Funcional, de caráter unicamente eliminatório.

As provas objetivas foram formadas pelas seguintes disciplinas:

LÍNGUA PORTUGUESA 1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipos e gêneros textuais: descrição, narração, dissertação, propaganda, editorial, cartaz, anúncio, artigo de opinião, artigo de divulgação científica, bula, charge, tirinha, ofício, carta. 3. Estrutura Textual: Progressão temática, parágrafo, período, oração, enunciado, pontuação, tipos de discurso, coesão e coerência. 4. Nível de linguagem: variedade linguística, formalidade e informalidade, formas de tratamento, propriedade lexical, adequação comunicativa. 5. Língua padrão: ortografia, crase, regência, concordância nominal e verbal, flexão verbal e nominal. 6. Morfossintaxe: estrutura, formação, classe, função e emprego de palavras. 7. Semântica: estudo da significação das palavras. (concurso PM MT)

HISTÓRIA DE MATO GROSSO 1. Período Colonial. 1.1 Os bandeirantes: escravidão indígena e exploração do ouro. 1.2 A fundação de Cuiabá: Tensões políticas entre os fundadores e a administração colonial. 1.3 A escravidão negra em Mato Grosso. 1.4 Os Tratados de Fronteira entre Portugal e Espanha. 2. Período Imperial. 2.1 A crise da mineração e as alternativas econômicas da Província. 2.2 A Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai e a participação de Mato Grosso. 2.3 A economia mato-grossense após a Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai. 3. Período Republicano. 3.1 O coronelismo em Mato Grosso. 3.2. Economia de Mato Grosso na Primeira República: usinas de açúcar e criação de gado. 3.3. Política fundiária e as tensões sociais no campo. 3.4. Desmembramento do Estado em MT e MS, ocorrido em 1977. 3.5. Criação e desmembramentos de municípios de Mato Grosso.

GEOGRAFIA DE MATO GROSSO 1. Mato Grosso: localização, fronteiras e limites do estado e dos municípios. 2. Aspectos geomorfológicos: relevos do estado. 3. Aspectos climáticos e ecossistemas do Mato Grosso. 4. Hidrografia do Mato Grosso. 5. Aspectos político-administrativos. 6. Atividades agrícolas. 7. Processos migratórios e dinâmica da população em Mato Grosso. 8. Programas governamentais e fronteira agrícola matogrossense. 9. A economia do Estado e da capital. 10. Indicadores oficiais de saúde e educação do estado. 11. Aspectos contemporâneos da urbanização do Estado e da capital. 12. Principais eixos rodoviários: federais e estaduais. 13. Políticas ambientais nas diferentes escalas do poder: as unidades de conservação da natureza. 14. Reservas Indígenas.

FÍSICA 1. Mecânica. 1.1. Movimento em duas e três dimensões: conceitos, deslocamento, velocidade e aceleração (escalar e vetorial), queda livre, composição de movimentos, lançamento oblíquo e lançamento horizontal. 1.2 Movimentos circulares (uniforme e variado). 1.3 Princípios fundamentais da Dinâmica (Leis de Newton) Inércia e sua relação com Sistemas de Referência. 1.4. Força peso, força de atrito, força centrípeta, força elástica. 1.5 Colisões: Impulso e quantidade de movimento, Impulso de uma força, Quantidade de movimento, Teorema do Impulso, Teorema da Conservação da quantidade de Movimento, Choques Elástico e Inelástico. 1.6. Energia. 1.7. Trabalho: Trabalho da força-peso e Trabalho da força elástica, Trabalho de um força variável, potência e rendimento. 1.8. Energia Cinética: trabalho e variação de energia cinética. 1.9 Sistemas conservativos: energia potencial gravitacional, energia mecânica, conservação de energia mecânica. 2. Hidrostática: fundamentos, massa, peso, densidade, pressão, teorema fundamental da hidrostática, vasos comunicantes, Teorema de pascal, prensa hidráulica, Teorema de Arquimedes, corpos imersos e flutuantes. 3. Termometria: escalas termométricas em geral e variação de temperatura. 4. Calorimetria: 4.1. Conceito de calor, 4.2. Capacidade térmica, 4.3. Equação fundamental da calorimetria, 4.4. Calorímetro, 4.5. Princípio geral das trocas de calor, 4.6. Fluxo de calor, 4.7 Lei de Fourier. 5. Dilatação térmica: 5.1. Dilatação térmica de sólidos e líquidos, 5.2. Comportamento térmico da água. 6. Termodinâmica: introdução, 6.1. Teoria cinética dos gases, 6.2. Lei de Joule, 6.3. Trabalho nas transformações gasosas, 6.4. 1ª e 2ª Lei da Termodinâmica, 6.5. Máquinas térmicas e rendimento, 6.6. Ciclo de Carnot, 6.7. Conservação da energia e entropia. 7. Óptica geométrica: 7.1. Introdução, reflexão da luz, 7.2. Espelhos planos e esféricos, 7.3. Equações de Gauss para os espelhos esféricos, 7.4. Refração da luz, 7.5. Lei de Snelldescartes, 7.6. Lentes e instrumentos ópticos. 8. Ondas: 8.1. Fenômenos ondulatórios; 8.2. Ondas sonoras. 9. Eletrostática, 9.1. Cargas e campos eletrostáticos. 9.2. Quantização e conservação da carga elétrica. 9.3. Campo e potencial elétrico. 10. Eletrodinâmica, 10.1. Corrente elétrica. 10.2. Propriedades elétricas dos materiais: condutividade e resistividade; condutores e isolantes. 10.3. Lei de Ohm (materiais ôhmicos e não ôhmicos). 10.4. Circuitos simples e de malhas múltiplas. Lei de Kirchhoff 11. Magnetostática 11.1. Força magnética, Força de Lorentz. 11.2. Força magnética em fios. 11.2. Torque em espiras. 11.3. Movimento de cargas no cíclotron. 11.4. Lei de Biot-Savart.

MATEMÁTICA 1. Números inteiros: algoritmos de quatro operações fundamentais no sistema decimal de numeração, divisibilidade e decomposição em fatores primos. 2. Razões e proporções, números racionais, operações e a relação de ordem entre números racionais, representação decimal dos números racionais. 3. Conceito de número irracional e a representação decimal dos números reais. 4. Regra de três simples e composta. 5. Geometria plana: cálculo de áreas, semelhança, relações métricas no triângulo retângulo e no círculo. 6. Funções do 1º e 2º grau e suas aplicações. 7. Função exponencial e suas aplicações. 8. Logarítmos: 8.1 Propriedades dos logaritmos. 8.2 Função logarítmica. 8.3 Aplicações dos logaritmos. 9. Análise Combinatória: arranjo, permutações, combinações. 10. Probabilidades. 11. Geometria espacial: áreas e volumes de prismas, cilindros, cones e pirâmides. 12. Trigonometria: arcos e ângulos, valores das funções trigonométricas de arcos notáveis, fórmulas de adição, subtração, duplicação e bissecção de arcos; resolução de triângulos. 13. Estatística (médias aritméticas, mediana, moda, variância e desvio-padrão).

QUÍMICA 1. Estrutura do átomo 1.1. Massa e carga elétrica das partículas fundamentais – Modelos atômicos de Rutherford, Bohr e modelo atômico segundo a Teoria Quântica elemento químico número atômico e número de massa isótopos – Princípio da exclusão de Pauli – configuração eletrônica – Regra de Hund. 2. Classificação periódica dos elementos químicos: 2.1. Tabela periódica atual e sua estrutura – Lei de Moseley período, grupo e subgrupo elemento representativo, de transição e gás nobre, propriedade periódica (raios atômico e iônico, energia de ionização e eletronegatividade) 3. Ligação quimica: 3.1. Teoria Eletrônica de valência ligação iônica – ligação covalente tipos de fórmula polaridade das ligações e das moléculas – número de oxidação. 4. Função inorgânica 4.1. Conceito classificação notação nomenclatura, conceitos de Arrhenius, Bronsted e Lowry e de lewis para ácidos e bases. 5. Reação química: 5.1. Reação química equação química – tipos de reação química balanceamento de equação química. 6. Cálculo químico.

Acompanhe nossas

redes sociais