Concurso Prefeitura de Ruy Barbosa – BA: EDITAL PUBLICADO com vagas para Professor!

Foi divulgado o edital do novo concurso Prefeitura de Ruy Barbosa, no estado da Bahia. As oportunidades são destinadas para a área da Educação, no cargo de Professor, com salário de R$ 1,7 mil. Os interessados podem se inscrever até o mês de outubro, no site IDM Concursos. Os candidatos serão avaliados por meio de uma prova objetiva, d...

Status do concurso: Aberto

Edital disponível

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Número de vagas 80
Salário R$ 1.746,12
Data de inscrição 22/09/2020 a 08/10/2020
Escolaridade Nível Superior
Estado Bahia
Organizadora IDM Concursos
Valor da inscrição R$ 100,00
Data da prova 22/11/2020
Edital Arquivos

Foi divulgado o edital do novo concurso Prefeitura de Ruy Barbosa, no estado da Bahia. As oportunidades são destinadas para a área da Educação, no cargo de Professor, com salário de R$ 1,7 mil.

Os interessados podem se inscrever até o mês de outubro, no site IDM Concursos. Os candidatos serão avaliados por meio de uma prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, prevista para o mês de novembro!

Como fazer a inscrição no concurso Prefeitura de Ruy Barbosa – BA?

As inscrições estão abertas das 08 horas do dia 22 de setembro até às 23h59min do dia 08 de outubro de 2020.

Para se inscrever, o candidato deverá acessar o site da banca organizadora, IDM Concursos .

A taxa de inscrição tem o valor fixo de R$ 100,00.

O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 12 de outubro de 2020.

Vagas e salários do concurso Prefeitura de Ruy Barbosa – BA

O certame oferta 80 vagas de caráter imediato, destinadas para a área da Educação, no nível superior. As oportunidades são para o seguinte cargo:

Nível Superior: Professor Nível II (80 vagas).

Das vagas existentes, 5% (cinco por cento), serão destinadas às pessoas portadoras de necessidades especiais, em conformidade com o disposto no inciso VIII do art. 37 da Constituição Federal, condicionado à apresentação de laudo médico estabelecendo a compatibilidade entre o Cargo pretendido e a deficiência do candidato no ato da inscrição.

O salário para o cargo de Professor Nível II, é no valor de R$ 1.746,12, com jornadas de trabalho de 20 horas semanais.

Como será a prova do concurso Prefeitura de Ruy Barbosa – BA?

A avaliação dos candidatos será composta por 03 (três) etapas, sendo elas:

1° etapa: Prova Objetiva;

2° etapa: Prova de Títulos;

3° etapa: Exame de Sanidade Física e Mental.

A prova objetiva será aplicada na data provável de 22 de novembro de 2020, tendo duração total de 03 horas.

Os locais e horários da prova serão informados no site da banca organizadora, IDM Concursos, a partir do dia 26 de outubro de 2020.

A prova objetiva para o cargo de Professor Nível II, será corrigida por processo eletrônico sendo que cada questão valerá 1,0 (um) ponto. Contendo para cada questão, 05 (cinco) alternativas de respostas, com apenas uma correta.

Serão eliminados os candidatos que obtiverem pontuação inferior a 50% (cinquenta por cento) do total da prova objetiva.

Serão aplicadas prova de títulos para os candidatos, que obtiverem pontuação igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) na prova objetiva, até a quantidade de 02 (duas vezes) o número de vagas.

O candidato deverá enviar o título via sistema na área do candidato, o documento deverá ser no formato PDF sendo permitido arquivos com até 15MB.

O conteúdo programático da prova irá constar as seguintes disciplinas:

– Língua Portuguesa: 10 questões;

– Matemática: 10 questões;

– Conhecimentos Pedagógicos: 10 questões;

– Conhecimentos Específicos: 10 questões.

A nomeação dos candidatos será feita pelo Chefe do Poder Executivo, observada a ordem de classificação final e de acordo com as necessidades da municipalidade, durante o prazo de validade do concurso público que será de 02 (dois) anos, prorrogável por mais uma vez por até igual período.

Requisitos necessários para investidura no cargo do concurso Prefeitura de Ruy Barbosa – BA

– Ser aprovado no Concurso Público, atingindo a pontuação mínima de 50% da prova objetiva;

– Ter nacionalidade brasileira ou gozar das prerrogativas do Artigo 12 da Constituição Federal e demais disposições da Lei, no caso de estrangeiro;

– Estar na data de posse em dia com a Justiça Eleitoral, e se masculino também com as obrigações militares;

– Estar em gozo dos direitos civis e políticos;

– Na data da posse possuir os requisitos, documentos e certificados de escolaridade mínima exigida para o exercício do cargo;

– Ter conduta ilibada na vida pública e privada e não ter registro de antecedentes criminais;

– Na data da posse ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;

– Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovado por médico competente;

– Declaração de Bens;

– Declaração de não acúmulo de cargo.

Sobre o município de Ruy Barbosa – BA

As primeiras penetrações do território do atual município de Ruy Barbosa decorreram das entradas de bandeirantes paulistas, chefiadas, entre outros, por Brás Rodrigues de Aragão, que, chegando a salvador em agosto de 1671, logo se transferiram para cachoeira, onde fixaram a base de operações contra os índios que, localizados na Serra do Orobó, desciam sobre os estabelecimentos portugueses do recôncavo. Derrotados e subjugados, os indígenas se dispersaram pelas matas do sul da capitania.

Mais tarde, livres das invasões dos índios, essas terras se integraram nos vastos domínios, cento e sessenta léguas, do mestre de campo Antônio Guedes de brito, que foi um dos primeiros a iniciar a criação de gado e a estabelecer currais a partir da margem baiana do rio São Francisco.

O desenvolvimento da pecuária nas regiões do sertão foi estimulado pela carta régia de 1701 que só permitia a criação de gado para além de uma faixa de dez léguas da costa: com isto, foram procuradas as terras do mestre de campo, que aforava “Sítios” de uma légua de extensão, a dez mil réis por ano.

Pelo alvará de 7 de agosto de 1768, o Conde de Avintes e 2° marquês de lavradios, D. Luís Antônio de Almeida Portugal, resolvendo litígio entre o conselheiro Joaquim Inácio da Cruz e sua sogra, dona Maria da Encarnação Correia, contra a viúva da Guedes Brito, foi-lhes passada a carta de arrematação, sendo doadas e concedidas sesmarias, em nome de el-rei, doze sítios dessas terras, citadas na jurisdição da freguesia de Nossa Senhora do Rosário do Porto da cachoeira e compreensão entre os rios Capivari e das Piranhas e as serras do Orobó e do tupim.

O conselheiro Joaquim Inácio da Cruz e sua sogra tomaram posse das referidas terras em 19 de junho de 1769 seguindo auto lavrado pelo tabelião Antônio Nunes bandeira. Gaspar de Araújo Pinto, segundo escritura pública lavrada em outubro de 1772 na cidade de Salvador, adquiriu os ditos sítios por cem mil réis.

Com a morte deste, que teve o inventário julgado em 1778, na vila de cachoeira, pelo juiz José Antônio Álvares de Araújo, as terras foram entregues à sua viúva, dona Inês Maria de Oliveira e seus cinco filhos, sendo que a divisão, foi adjudicar à viúva, entre outros a fazenda “Brejo Grande da Serra do Orobó”.

Ao capitão Inácio de Araújo Pinto coube por testamento de dona Inês Maria de Oliveira a sucessão das terras da fazenda Orobó Grande, onde iniciou com seus irmãos, juntamente com o senhor Estevão de Azevedo, a construção de uma capela a qual depois de pronta o senhor Feliz Alves de Andrade, muito devoto de Santo Antônio, este cidadão.

Esta capela ainda existia até pouco tempo no centro da Praça castro, tendo sido demolido pela situação de ruína em que se encontrava.

Por morte do capitão Inácio Araújo Pinto, ocorria em Cachoeira, em 1882, passaram as terras aos sobrinhos, dentre os quais dona Maria Carolina de Oliveira Almeida, casada com Manuel de Oliveira Mendes, visconde de itapicuru de Cima, a quem coube a fazenda “Orobó Grande”.

Esta Propriedade foi vendida a Antônio Francisco Pamponet, que passou a sisa em Camisão, a 25 de agosto de 1858, e por morte deste e de sua esposa, os filhos a dividiram, vendendo a diversos compradores.

De um ponto de pouso de viajantes que demandavam as lavras Diamantinas, surgiu a fazenda “Orobó Grande”, uma rancheira, e em torno dela, uma pequena povoação que conservou esse mesmo topônimo.

Já em 1884 foi essa povoação elevada à freguesia com denominação de Santo Antônio dos Viajantes do Orobó Grande, criado o distrito de paz de Orobó Grande, pela lei provincial 2.476, de 26 de agosto do mesmo ano canonizada em novembro pelo arcebispo D. Luiz Antônio dos Santos, data de 9 de dezembro de 1884. O desmembramento dessa freguesia de Nossa Senhora do Rosário do Orobó é de 11 de janeiro do ano seguinte à posse de seu primeiro vigário, o padre ventura Esteves. Não foi rápido o seu crescimento, pois só a 25 de junho de 191, pela lei 1022-a, é que foi criado o município de Orobó, desmembrando de Itaberaba, e a povoação elevada à categoria de vila. Deu-se a instalação oficial em 6 de outubro, construindo o município de único distrito.

Atualmente o município de Ruy Barbosa compõe-se dos distritos Sede, Santa Clara e Tapiraípe (Paraíso), povoados de Riacho Dantas, Zuca, Morro das flores, Caldeirão do Morro, Humaitá e Nova Conquista (Colobró).

Acompanhe nossas

redes sociais