Compartilhar:

Matérias do Enem 2015

icone calendario 05 abr 2016

enem-250X250

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é sem dúvida uma das maiores avaliações que existem em todo o mundo. Em sua última edição, o exame teve quase 10 milhões de alunos inscritos. Número que vem aumentando a cada edição. Para o ano de 2015 a expectativa é de que esses dados continuem subindo. A prova foi criada no final da década de 90 com o intuito de avaliar o desempenho dos alunos do ensino médio, além de promover o ingresso às universidades públicas de todo o país. Esse processo acontece através do Sistema de Seleção Unificada, o SiSU.

Conhecido pelos grandes textos que as questões contêm, o Enem é dividido por quatro assuntos diferentes – Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. A avaliação é separada por dois dias, sempre realizada em um final de semana do segundo semestre. Além dos quatro temas, sempre recorrentes, os candidatos são submetidos a uma prova de redação.

Compre agora a apostila ENEM 2016

A seguir, saiba o que cada ponto aborda:

Ciências Humanas e suas Tecnologias

A área de Ciências Humanas cobra 45 questões dos alunos e integra as disciplinas de história, geografia, filosofia e sociologia. Para muitos professores, essa parte pode ser muito abrangente. Porém, existem dois eixos que são sempre protagonistas – cidadania e direitos humanos.

Filosofia e sociologia têm cobrado dos alunos muito mais do que uma simples interpretação do enunciado, ou seja, para responder as questões é preciso ter domínio dos conteúdos. Em história, os movimentos sociais e direitos humanos são os mais recorrentes, com foco no Brasil. Por fim, geografia costuma cobrar interpretação de gráficos e tabelas. As teses lembradas com frequência são: urbanização, indústria, transportes e agricultura, além de vegetação e hidrografia.

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

A parte de Ciências da Natureza envolve as disciplinas de biológicas – biologia, química e física. O conteúdo programático da primeira engloba: estrutura e fisiologia celular; hereditariedade; identidade dos seres vivos; ecologia e ciências ambientais; origem e evolução da vida; e indicadores sociais. Já a segunda matéria conta com: transformações químicas e suas representações; propriedades e uso dos materiais; importância da água na vida animal e vegetal; transformações químicas e de energia e de equilíbrio; e características gerais dos compostos orgânicos. Por fim, a física cobra, além dos conhecimentos básicos e fundamentais, mecânica e seu funcionamento; leis físicas; conceitos de energia, trabalho e potência; reflexão e refração; calor e fenômenos térmicos; e campo elétrico.

Matemática e suas Tecnologias

A área de Matemática é uma das mais temidas pelos alunos. O Enem cobra 45 questões sobre a matéria. Segundo alguns professores, a prova conta com muitos gráficos, tabelas e infográficos. Portanto, é fundamental ter muito cuidado com a interpretação deles. Funções; cálculos de área, volume e perímetros; probabilidade; progressão aritmética e geométrica; análise combinatória; e seno, cosseno e tangente são os assuntos mais recorrentes nas últimas edições do exame. Dedique um tempo maior e privilegie os tópicos citados.

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Linguagens e Códigos envolve toda parte gramatical e usual da língua portuguesa. Para se dar bem nesse tema, uma boa leitura e interpretação são determinantes. Os itens mais lembrados nas últimas tiragens foram: interpretação textual, literatura, gramática relacionada à semântica, norma culta e popular, figuras de linguagem e gêneros textuais. Essas são os pontos que precisam ser tomados com maior atenção. Na hora dos estudos, foque neles.

Redação

A redação do Exame Nacional do Ensino Médio é cobrada no segundo dia de prova. E ela pode se tornar um ponto crucial para seu desempenho. Isso por vários motivos. A quantidade de minutos ou horas que podem ser gastos nesse processo tem um grande potencial para atrasar o candidato. Além disso, a nota máxima é de 1.000 e ela é dividida à soma das outras disciplinas – representando 50% da nota final. Consequentemente, o seu peso é muito alto, obrigando uma atenção redobrada.

Para se dar bem na dissertação-argumentativa (estrutura cobrada pelo exame) alguns pontos são determinantes.

1)       Veja o tópico da redação e tenha uma leitura cuidadosa. Os textos que são usados como base são um excelente apoio na construção das ideias. Fora que isso é uma forma de evitar fuga do tema.

2)      Pense em um projeto e uma tese, para poder construir bons argumentos de defesa. Dentro das opções escolha um assunto que tenha facilidade.

3)      Faça um rascunho, se preocupando primeiramente com o conteúdo e não com a estrutura. Em um segundo momento revise tudo e ajuste os pontos. Não se esqueça da introdução, do desenvolvido e da conclusão.

4)      Revise o rascunho e passe a limpo, sempre respeitando o limite de linhas.

Existem alguns critérios para zerar a dissertação do Enem, entre eles estão: fuga do tema, texto em branco ou com até sete linhas e argumentos que não respeitem os direitos humanos.

 

 

enem-590x73

Ganhe 5% de desconto na primeira compra!

Acompanhe nossas

redes sociais