Concurso ANPD: Órgão está em estudos para contratação de temporários!

icone calendario 09 jun 2023

O primeiro concurso ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados) para temporários deve ser realizado nos próximos meses para garantir as atividades do órgão enquanto a primeira autorização para efetivos está em análise. Entenda!

Foi solicitada ao Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Públicos autorização para realização de um novo concurso ANPD para o preenchimento de 215 vagas imediatas.

Enquanto o pedido está sendo analisado, o órgão busca realizar seu primeiro concurso para temporários contribuírem em 2024. O quantitativo de vagas e quais cargos serão ofertados ainda não foi informado.

“(…) informamos que esta Autoridade Nacional de Proteção de Dados está realizando estudos internos para viabilizar a realização de contratação de pessoal, por tempo determinado, para atendimento à necessidade temporária de excepcional interesse público, (…) com estimativa de exercício em 2024.”, disse o órgão.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos! Clique aqui  e saiba mais!

Concurso ANPD solicitado para 215 vagas!

A Autoridade Nacional de Proteção de Dados busca autorização para realização de um concurso desde o ano passado, quando foram solicitadas 215 vagas ao Ministério da Economia (antiga pasta responsável pela autorização de concursos públicos).

Inclusive, houve um acréscimo no orçamento federal visando essas contratações.

“215 é o número previsto pelo Conselho Diretor para o primeiro momento, considerando um crescimento planejado da ANPD que seria capaz de receber os novos colaboradores em sua estrutura atual”, disse a autarquia.

O que é a ANPD?

A ANPD é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, responsável por zelar pela proteção de dados pessoais.

Além disso, é responsável por regulamentar, implementar e fiscalizar o cumprimento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais) no Brasil.

A corporação foi criada  pela Medida Provisória (MP) nº 869, de 27 de dezembro de 2018, visando que o Brasil esteja de acordo com Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados da União Europeia.

Dessa forma, o país é considerado mais capacitado para o transacionamento de dados pessoais com países da UE.

Desde sua criação, não houveram concursos para ingresso de servidores. É por isso que a ANPD conta com mais de 100 colaboradores cedidos de outros órgãos públicos.

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais