Concurso INSS: Autarquia perdeu 40% do quadro efetivo desde 2017!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 28 set 2020

Sem realizar o concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) desde 2015, órgão tem apenas 7,8 mil servidores para analisar mais de 1,5 milhão de benefícios.

Falta de servidores no INSS

Não é de hoje que a fila de benefícios do INSS vem aumentando. De acordo com o presidente da Fenasps, Moacir Lopes, este problema no Instituto Nacional do Seguro Social vem sendo debatido há anos.

Mas, ao que tudo indica, nenhuma medida apresentada até hoje foi capaz de, efetivamente, sanar o problema na demorada concessão de benefícios. E agora, sem realizar um novo concurso INSS, a autarquia já perdeu 40% do quadro de servires, o que agrava ainda mais a situação.

Quer Receber Todas as Novidades do INSS?

Receba em seu e-mail todas as movimentações do Concurso do INSS

Segundo informações da diretora da Federação Nacional do Sindicato dos Trabalhadores da Previdência, Thaize Chagas Antunes, este foi o percentual de perda contado somente do ano de 2017 para cá.

É estimado que cerca de 12.000 servidores se aposentaram desde o último edital da seleção , publicado no ano de 2015. Ainda conforme informações, o número de servidores ativos no INSS agora é de apenas 7.872.

Desse quantitativo total, 3.512 são peritos médicos, dos quais pouco mais de 400 voltaram a fazer atendimentos recentemente. E esses profissionais, são os responsáveis por darem conta da fila gigantesca de pedidos de benefícios.

Vale ressaltar que analisar, conceder e fazer a perícia para concessão desses benefícios não é um trabalho fácil. Por se tratar de dinheiro público, é necessária uma avaliação atenta e minuciosa.

Além disso, pesa sobre o trabalho dos servidores as recorrentes tentativas de fraude (que muitas vezes são concretizadas) e o fato de que muitos são casos de extrema necessidade de saúde, como destacou o procurador da República, Júlio José Araújo Júnior.

“A situação que a gente vive é excepcional. Não dá para deixar para depois, porque a gente está lidando com um cenário que pode ser de vida ou morte”.

Nova-INSS

Um em cada quatro servidores poderá se aposentar até o ano de 2022

Segundo informações do diretor Moacir Lopes, muitas das pessoas que saíram do INSS até poderiam ter trabalhado mais tempo. Mas, de acordo com o sindicalista, saíram em função da política adotada pelo governo, que não motivou a permanência desses servidores.

Lopes também destaca, até o ano de 2022, um em cada quatro profissionais do INSS poderá se aposentar, aumentando ainda mais o deficit no quadro de servidores.

Além da demora para o atendimento à população, é apontado pelo sindicalista outro desafio interno, a sobrecarga dos trabalhadores. Fora isso, existe ainda a questão tecnológica e de infraestrutura. Conforme relatos de Moacir Lopes, o INSS trabalha com um sistema muito atrasado e precário.

“90% de serviços digitalizados, acumulando numa fila. Mas como fazer isso sem funcionários? O Meu INSS não responde plenamente às dúvidas do segurado”, informou o diretor Lopes.

Mas para o diretor da Fenasps, a possibilidade de o edital de abertura ser divulgado é real. Moacir Lopes lembra que o cenário político é algo incerto, mas acredita que a pressão popular pode, sim, ser um fator significativo nessa luta pela realização do novo concurso INSS.

“Se não puder sair agora, sai no meio do prazo. E quem não estiver se preparando, não vai passar. Porque aumentou muito a concorrência nos concursos, por conta da demanda de trabalho. Única coisa que tenho a dizer é que tenham esperança, que estejam preparados e que lutem por isso”.

Saiba mais sobre o Concurso INSS Previsto para 2022. Será???

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais