Compartilhar:

Concurso PF: Déficit na corporação reduz operações!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 23 mar 2020

Com a falta da realização do concurso PF (Polícia Federal) e de servidores na corporação, órgão apresentou queda nos índices de prisões e operações.

Queda nas operações da PF

Após completar um ano como Ministro da Justiça e Segurança Pública, os números de Sergio Moro não são favoráveis. Dois indicadores importantes apresentaram uma redução nesse período, sendo eles os de prisões e operações. Além disso, foi mantido o déficit de policiais na Polícia Federal.

Toda essa queda na produtividade, pode ser caracterizada de maneira evidente pela falta de servidores na corporação. A PF é uma das que apresentam uma grande necessidade de pessoal.

“Faltam 4 mil policiais em nossos quadros”, informou o delegado Edvandir Paiva, presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF).

De acordo com informações, desde o ano de 2013 os dois indicadores não registram uma queda parecida. De lá para cá, o número de prisões e operações crescia, com recorde em 2018.

O delegado considera que a vacância de servidores na Polícia Federal, é um dos principais motivos que atrapalha o trabalho da polícia no combate ao crime. Ainda é citado por Paiva, que a PF ficou 10 anos sem concurso, de 2004 a 2014.

“A Polícia Federal chegou a um ponto em que, realmente, se não houver mais investimento, ela vai estacionar ou até diminuir o número de operações. Nós estamos extraindo o máximo possível com efetivo e orçamento que temos”, salienta o delegado.

Nova-PF

Curso de formação do concurso PF é suspenso

Os candidatos aprovados no último concurso PF, devem ficar atentos. Isso porque, na última semana o órgão suspendeu a matrícula e realização da segunda turma do Curso de Formação Profissional (CFP) da seleção de 2018.

O comunicado foi publicado no Diário Oficial da União, e já está em vigor. A suspensão também foi anunciada pela banca organizadora, Cebraspe. A paralisação irá permanecer enquanto perdurar o estado de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavírus.

O Curso de Formação Profissional da Polícia Federal, é realizado com caráter eliminatório como última etapa do certame. O regime é o de internato, que exige do aluno uma dedicação em tempo integral com frequência obrigatória e dedicação exclusiva.

Assim que retomado e iniciado, o período do curso e da matrícula, os alunos deverão comprovar idade mínima de 18 anos completos, estados capacitados física e apresentar a seguinte documentação:

  • Atestado médico de que está apto para a prática de atividades físicas, expedido há, no máximo, 15 dias antes do início do curso, conforme modelo constante no edital;
  • Declaração de não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público e(ou) entidade da esfera federal, estadual e(ou) municipal, a ser preenchida no momento da matrícula;
  • Autorização para obtenção, pela Polícia Federal, de dados médicos referentes ao candidato, a ser preenchida no momento da matrícula;
  • Autorização para obtenção, pela Polícia Federal, de dados funcionais junto a órgãos públicos, autarquias, fundações, empresas públicas, sociedades de economia mista e pessoas jurídicas de direito privado, a ser preenchida no momento da matrícula.

» Prepare-se para o concurso PF + BÔNUS (GRÁTIS) «

Saiba mais sobre o Concurso PF 2020: Novo certame terá vagas de nível médio e superior!

BAIXE GRÁTIS PDF com Previsões para 2020 + Cronograma de Estudos + Aulas para começar HOJE

Acompanhe nossas

redes sociais