Concurso PRF: O que fazer agora? | Nova Concursos

Concurso PRF: O que fazer agora?

icone calendario 11 Maio 2021

Aguardadas desde março, as provas do concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal) foram aplicadas no último domingo (09), com duração de 4 horas e meia. Mas, o que fazer agora, concurseiro?

Concurso PRF: não pare de estudar

O mais importante ao concurseiro é não parar de estudar. Isso porque, o concurso PRF passou, entretanto, diversas outras seleções estão ofertando vagas em todo país, ainda para 2021.

Passar em um concurso público é o sonho para muita gente, mas, alguns ainda esbarram em reprovações, principalmente no concurso da Polícia Rodoviária Federal, que é muito concorrido e as provas são complexas.

Por isso, é importante que o concurseiro só pare de estudar após a nomeação! Nunca antes!

Ah, mas eu estou aprovado no Cadastro de Reserva…”; “Ah, mas eu passei dentro das vagas…”; “Ah, mas saiu uma reportagem em que o governo afirmou que as nomeações acontecerão em breve…”. Rumores não são conquistas e tudo depende de você.

Podemos citar, para comprovação, casos de aprovados (dentro das vagas) que passaram anos e anos aguardando a nomeação. Nesse meio tempo, dezenas de outros concursos aconteceram, com nomeações mais rápidas e muitos deles acabaram perdendo.

Caso você queira exclusivamente uma vaga na Polícia Rodoviária Federal, então, não perca tempo. Faça um descanso, uma vez que as provas aconteceram por agora, reestruture seus estudos, faça um novo planejamento e volte a estudar em algumas semanas.

Caso você também esteja pleiteando uma vaga no concurso Polícia Federal, cujas provas acontecem no próximo dia 23 de maio, esqueça a PRF e foque apenas na PF. O que você deve fazer é rever todas as questões que você errou no concurso da PRF e tentar entender melhor os assuntos para se preparar.

E caso você queira entrar em uma área policial, aproveite os concursos da Polícia Civil, que estão com diversos editais abertos e previstos para o decorrer do ano.

Concurso PF: provas dia 23 de maio

As provas do concurso da Polícia Federal seguem previstas para aplicação no próximo dia 23 de maio e o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Boudens, afirmou que não há previsão de adiar dos exames.

São 1.500 vagas ofertadas, ao todo, com remunerações iniciais de R$ 12 a R$ 23 mil. As provas acontecerão em dois turnos, dependendo do cargo para qual o candidato foi inscrito:

Para as carreiras de Agente, Escrivão e Papiloscopista, as provas acontecerão na parte da tarde, com duração de 04 horas e 30 minutos.

Já para a carreira de Delegado, as provas objetivas acontecerão pela manhã, com duração de 03 horas e 30 minutos, e as discursivas à tarde, com 05 horas de duração.

primeira fase do concurso será composta pela prova objetiva, em caráter eliminatório e classificatório, com todas as provas sendo aplicadas no mesmo dia e horário.

Serão 120 questões, que envolverão disciplinas de Conhecimentos Gerais e Específicos, que variam de acordo com os cargos, sendo:

Agente

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Escrivão

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Papiloscopista

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química

E para que o candidato seja aprovado na prova objetiva, deverá obter pelo menos 48 pontos, além de, no mínimo, seis pontos no bloco I, três no bloco II e dois no bloco III. 

Por outro lado, para a carreira de Delegado, serão 120 questões objetivas, divididas entre:

  • Direito Administrativo
  • Direito Constitucional
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Empresarial
  • Direito Internacional Público e Cooperação Internacional
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Criminologia
  • Direito Previdenciário
  • Direito Financeiro e Tributário. 
Saiba mais sobre o Concurso PRF 2021: 1.500 vagas abertas com salários de R$ 9,8 mil!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais