Concurso Senado Federal: Oito bancas organizadoras enviaram suas propostas!

Redator da Nova Concursos

icone calendario 18 jun 2020

Foi confirmado pelo órgão, que oito bancas enviaram propostas para organizar o novo concurso Senado Federal. Edital irá ofertar 40 vagas!

BAIXE GRÁTIS: Como Montar um Mapa Mental

Saiba como montar um Mapa Mental eficiente e que realmente te auxilie nos estudos, GANHE TEMPO!

Propostas das bancas organizadoras

Foi confirmado pela Assessoria de Imprensa da Casa, que oitos bancas enviaram propostas para organizar o novo concurso Senado Federal.

De acordo com o órgão, as bancas organizadoras que estão na disputa pelo concurso Senado Federal 2020, são:

  • Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos);
  • Instituto Acesso de Ensino, Pesquisa, Avaliação, Seleção e Emprego;
  • Instituto AOCP;
  • IBFC (Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação);
  • IDECAN (Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional);
  • IMAIS (Instituto Mais de Gestão e Desenvolvimento Social);
  • FGV (Fundação Getúlio Vargas);
  • FUNRIO (Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e ao Hospital Universitário Gaffrée e Guinle da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO.

No momento, a comissão organizadora analisa as propostas enviadas por cada banca organizadora. De acordo com informações, mais de 54% dos interessados no novo concurso Senado Federal preferem o Cebraspe como organizador das provas.

A segunda banca organizadora com maior preferência pelos candidatos, foi a FGV (Fundação Getúlio Vargas), com 24%.

A contratação da banca organizadora, deve ser concluída até o mês de junho. O prazo foi informado pelo presidente da comissão do certame, Roberci Ribeiro.

Segundo Ribeiro, os dados recebidos irão possibilitar que a Casa identifique o quanto a seleção vai custar. Além do valor da inscrição e as demais características da instituição a ser contratada.

“Esse é um procedimento interno de instrução da contratação. O intuito é identificar o preço médio e, com base nos aspectos técnicos jurídicos, econômicos, financeiros, fiscais e trabalhistas, saber quais instituições demonstram melhores condições de executar o concurso”, informou o presidente da comissão.

Ao ser questionada se a intenção é divulgar o edital com 40 vagas e realizar as provas ainda em 2020, a Assessoria de Imprensa informou que isso será definido após a escolha da banca organizadora. A partir da contratação da empresa e do controle da Covid-19 no Brasil, o órgão irá formular o cronograma do certame.

“Após a definição da instituição organizadora, o processo de contratação ainda será instruído. Somente após a formalização do contrato e o controle da situação epidemiológica decorrente dos quadros de infecção humana pelo Novo Coronavírus (SARS-COV2), é que teremos condições de anunciar o cronograma estimado do concurso”, salientou o Senado.

Comissão informa que ideal é concluir o concurso Senado Federal este ano

De acordo com o presidente da comissão organizadora, o ideal seria concluir o concurso Senado Federal este ano. Uma vez que a Lei Orçamentária de 2020, contempla a nomeação dos 40 aprovados. Para Roberci Ribeiro, não há como prever como será o Orçamento de 2021.

Segundo Ribeiro, é possível estabelecer condições que garantam o distanciamento entre os candidatos para a realização das provas.

“Talvez você tenha que estabelecer critérios, como menos pessoas nas salas e intervalo maior entre as cadeiras. O Senado tem hoje uma demanda de pessoal muito grande”, disse Ribeiro.

Por mais que a lotação dos aprovas seja em Brasília/DF, no Senado Federal, as provas devem ser aplicadas em todas as capitais brasileiras.

De acordo com Ribeiro, pela crise sanitária ocasionada pela Covid-19, ainda não é possível divulgar o edital. Entretanto, os trâmites internos para abertura da seleção com 40 vagas continuam em andamento.

“Depois que conseguir o valor e identificar a instituição a ser contratada, terá o trâmite ordinário de contratação da Casa. É preciso submeter a proposta ao Comitê de Contratação, à Diretoria-Geral e à avaliação da Primeira-Secretaria e do presidente do Senado. Têm ainda uns caminhos até anunciar quando o edital sairá”, disse Roberci Ribeiro.

No último concurso Senado Federal, realizado no ano de 2011, os candidatos tiveram que responder a 80 questões objetivas sobre Língua Portuguesa, Conhecimentos Gerais, Língua Inglesa e Conhecimentos Específicos.

Os candidatos ainda passaram por uma prova discursiva, composta por redação e uma pergunta de tema específico. A banca organizadora responsável pela seleção foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Saiba mais sobre o Concurso Senado Federal: Autorizadas 40 vagas para médio e superior!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais