Pesquisar no blog

Concurso TCU 2021: O que faz um Auditor de Controle Externo?

icone calendario 01 nov 2021

Boas notícias para os concurseiros que aguardam o concurso TCU 2021 . As inscrições se abriram hoje para as 20 oportunidades de nível superior. Com isso, conheça quais são as atribuições de um Auditor de Controle Externo.

Se iniciam hoje, dia 1º de novembro de 2021, as inscrições do concurso do Tribunal de Contas da União, que oferta vagas para o cargo de Auditor de Controle Externa. Confira todos os detalhes do edital, bem como o que faz um Auditor.

O que faz um Auditor de Controle Externo?

Os candidatos interessados em concorrer à uma das vagas do processo seletivo devem ficar atentos a quais são as funções exercidas por um Auditor de Controle Externo. De acordo com o edital, as atribuições dessa carreira são:

  • coordenar e desenvolver trabalhos voltados para o planejamento, modernização e a transformação digital dos procedimentos e atividades de controle externo a cargo do Tribunal;
  • examinar, instruir, organizar e acompanhar processos, documentos e informações relativos a matérias de controle externo ou administrativa que lhe sejam distribuídos;
  • instruir processos relativos a contas, atos sujeitos a registro e fiscalização de atos e contratos que, por força de disposições constitucionais, legais ou regulamentares, são apresentados ao Tribunal;
  • assessorar autoridades em assuntos e atribuições na área de controle externo;
  • coletar e analisar dados e informações, bem como desenvolver, implantar e utilizar algoritmos e modelos para detecção de anomalias e predição de resultados que deem suporte às atividades de controle externo a cargo do Tribunal;
  • propor, planejar, executar e coordenar trabalhos de fiscalização, em suas diversas modalidades, nas unidades, áreas, programas projetos ou atividades vinculadas às competências do TCU, com a elaboração dos respectivos relatórios e exame de recursos;
  • quando devidamente designado ou autorizado, colaborar com o Congresso Nacional ou suas Comissões, com o Poder Judiciário e outros órgãos da Administração, em matéria afeta ao Tribunal;
  • compor e, quando for o caso, coordenar comissão, equipe de fiscalização e grupo de trabalho ou de pesquisa instituídos no âmbito do Tribunal ou em decorrência de acordos de cooperação ou convênios firmados pelo TCU;
  • efetuar o cálculo de débitos em processos de controle externo e administrativos e das quotas referentes aos Fundos de Participação dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios;
  • aplicar e contribuir para a disseminação de práticas e diretrizes recomendadas ou determinadas pelo Tribunal;
  • participar de trabalhos na área administrativa em situações que requeiram especialização na sua área de conhecimento; e
  • executar outros trabalhos da área de controle externo determinados por sua chefia.

Concurso TCU 2021: inscrições

Podem ser realizadas a partir de hoje as inscrições do novo concurso TCU 2021. O processo pode ser feito até o dia 20 de dezembro no site da banca organizadora da seleção, a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Além disso, os candidatos deverão pagar, até o dia 21 de dezembro, o valor de R$180 referente à taxa de inscrição. O boleto pode ser emitido no ato do processo de inscrição, no site da banca, e pode ser pago em qualquer banco, Casas Lotéricas ou Correios.

Ademais, podem solicitar até o dia 4 de novembro a isenção de taxa os candidatos membros de família de baixa renda, inscritos no programa Cadastro Único (CadÚnico) e doadores de medula óssea.

Vagas, cargos e salários

A nova seleção do Tribunal de Contas da União oferece 20 vagas de nível superior para o cargo de Auditor de Controle Externo. Desse número, 15 são para ampla concorrência, 4 são para candidatos negros e 1 é para PcDs (pessoas com deficiência).

Além disso, também existirão vagas para formação de cadastro reserva. As remunerações para o cargo possuem o valor inicial de R$21.947,82. No entanto, tais valores podem subir abundantemente, de forma que os salários no topo da carreira chegam a R$31 mil.

Ademais, os aprovados no concurso público ainda contarão com os seguintes benefícios:

  • carga horária de 7 horas por dia;
  • recesso de 30 dias no final do ano (de 17/dez a 16/jan);
  • auxílio alimentação: R$982,10;
  • auxílio saúde: R$174,48;
  • auxílio pré-escolar: R$768,90.

Também são recebidas a Gratificação de Desempenho no valor de R$8.475,69 e a Gratificação de Controle Externo, de até 116% do vencimento básico. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Concurso TCU 2021: requisitos

Além disso, para participar do concurso TCU 2021 também é de extrema importância que os concurseiros observem os requisitos básicos que devem ser cumpridos:

  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal;
  • Estar em gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;
  • Apresentar certidões dos setores de distribuição dos foros criminais dos locais em que tenha residido nos últimos cinco anos, das Justiças Federal e Estadual, expedidas, no máximo, há seis meses, respeitado o prazo de validade descrito na própria certidão, quando houver;
  • Apresentar folha de antecedentes da Polícia Federal e da Polícia dos Estados onde tenha residido nos últimos cinco anos, expedida há, no máximo, seis meses, respeitado o prazo de validade descrito na própria certidão, quando houver;
  • Apresentar declaração do órgão público a que esteja vinculado, se for o caso, registrando que o candidato tem situação jurídica compatível com nova investidura em cargo público federal, haja vista não ter incidido nos artigos 132, 135 e 137, parágrafo único, todos da Lei nº 8.112/1990, e suas alterações, (penalidade de demissão e de destituição de cargo em comissão), nem ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade por prática de atos desabonadores;
  • Apresentar declaração quanto ao exercício ou não de outro cargo, emprego ou função pública e quanto ao recebimento de proventos decorrentes de aposentadorias ou pensões de qualquer ente da federação;
  • Apresentar formulário de autorização de acesso aos dados de bens e rendas;
  • Submeter-se, quando convocado, a exame de higidez física e mental de responsabilidade do TCU, para comprovação de aptidão física e mental para posse;
  • Providenciar, às suas expensas, os exames prévios solicitados por ocasião da participação na segunda etapa do certame, bem como outros exames complementares necessários à conclusão do exame médico;
  • Apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse;
  • Cumprir as determinações dos editais do concurso público.

Como serão as provas do concurso?

Os candidatos inscritos na nova seleção serão submetidos a duas etapas avaliativas, de provas objetivas e discursivas. Ademais, as datas para tais etapas já foram divulgadas, sendo:

  • Prova objetiva: 13 de março de 2022;
  • Prova discursiva: 22 de maio de 2022.

Vale destacar que as provas acontecerão em todas as capitais do Brasil. No entanto, as lotações dos aprovados acontecerão somente em Brasília, Distrito Federal.

Além disso, os aprovados nas etapas citadas acima ainda deverão realizar o Programa de Formação, de duração mínima de 120 horas, no Distrito Federal.

Para a avaliação objetiva, os inscritos responderão a 100 questões de múltipla escolha sobre os seguintes conteúdos:

Conhecimentos Gerais

  • Bloco I (30 questões): Língua Portuguesa, Matemática Financeira, Controle Externo, Administração Pública.
  • Bloco II (20 questões): Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Processual Civil, Sistema Normativo Anticorrupção.

Conhecimentos Específicos

  • Bloco I (25 questões): Estatística; Análise de Dados;
  • Bloco II (25 questões): Auditoria Governamental; Contabilidade do Setor Público; Análise das Demonstrações Contábeis; Administração Financeira e Orçamentária; Economia do Setor Público.

Ademais, durante as provas discursivas deverão ser respondidas 2 questões em até 20 linhas sobre os conteúdos de Conhecimentos Gerais, além de uma redação de peça de natureza técnica que deverá conter até 50 linhas.

Saiba mais sobre o Concurso TCU: Edital publicado com 20 vagas para Auditor!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais