Pesquisar no blog

Confira o edital do concurso nacional unificado bloco 1: 727 vagas!

icone calendario 11 jan 2024

O Concurso Nacional Unificado (CNU ) está com grande oferta de 6.640 vagas em oito blocos. Mais de 720 são no Bloco I, em áreas de Administração e Finanças Públicas. Veja como se inscrever!

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

O que é o Concurso Unificado e quantas vagas oferta?

Chamado pelo Governo de “Enem dos Concursos”, o CNU teve os editais publicados neste dia 10 de janeiro, durante a coletiva com a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck.

“Esse concurso é um processo importantíssimo de reconstrução e transformação do Estado brasileiro, porque ele vai conseguir chegar a locais onde nunca foram aplicadas provas de um concurso do Governo Federal. Esse realmente é um processo para mudar a cara do Estado brasileiro, reforçando todas as nossas iniciativas de democratização, maior diversidade. Queremos um Estado que seja a cara da população brasileira”, destacou a ministra Esther Dweck.

Além de prever uma inscrição única, que valerá para selecionar os candidatos para mais de um órgão, o CNU tem outras inovações, como a participação ativa dos órgãos de controle desde o lançamento do certame.

Outra novidade, segundo o MGI, é a realização simultânea em mais de 200 cidades, ampliando a igualdade de oportunidades de acesso aos cargos públicos efetivos. 

Como adiantado, a seleção CNU contará com oferta de 6.640 vagas para níveis médio e superior, em diferentes órgãos federais. A remuneração pode chegar até R$ 22.921,71, além dos benefícios.

São oportunidades para 21 órgãos públicos federais (órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional). Veja os blocos temáticos:

  • Bloco 1 – Administração e Finanças Públicas
  • Bloco 2 – Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação
  • Bloco 3 – Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário
  • Bloco 4 – Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação
  • Bloco 5 – Políticas Sociais, Justiça e Saúde
  • Bloco 6 – Trabalho e Previdência
  • Bloco 7 – Dados, Tecnologia e Informação
  • Bloco 8 – Nível Intermediário

Quantas vagas e quais os salários do Bloco 1 do CNU?

Sendo assim, com carreiras ligadas a Infraestrutura, Exatas e Engenharia, os aprovados no Bloco I terão salários entre R$ 5.212,29 e R$ 20.924,80. Veja abaixo a divisão de órgãos e suas carreiras ofertadas:

  • Advocacia Geral da União
    • Arquiteto – 5 vagas
    • Engenheiro
      • Engenharia Agronômica – 2 vagas
      • Engenharia Civil – 10 vagas
      • Engenharia de Produção – 2 vagas
      • Engenharia Elétrica – 4 vagas
  • ANEEL
    • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia – 10 vagas
  • Funai
    • Especialista em Indigenismo
      • Arquitetura – 1 vaga
      • Engenharia – 20 vagas
  • IBGE
    • Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas
      • Arquitetura – 1 vaga
      • Engenharia Civil – 1 vaga
      • Engenharia Elétrica – 1 vaga
      • Engenharia Mecânica – 2 vagas
      • Geoprocessamento – 8 vagas
    • Tecnologista
      • Cartografia e geodésia – 15 vagas
      • Engenharia de produção – 2 vagas
      • Geoprocessamento – 53 vagas
      • Gestão em pesquisa – 50 vagas
  • INCRA
    •  Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário
      • Engenharia Civil – 51 vagas
      • Engenharia de Agrimensura e Engenharia Cartográfica – 75 vagas
      • Engenharia Elétrica – 2 vagas
  • MAPA
    •  Analista em Ciência e Tecnologia – Engenharia Elétrica ou Eletrônica – 2 vagas
  • MCTI
    • Analista
      • Engenharia – 2 vagas
      • Engenharia Civil – 11 vagas
      • Engenharias e Ciências – 38 vagas
      • Políticas Públicas de CT&I – 13 vagas
  • MGI
    • Analista de Infraestrutura
      • Arquitetura – 55 vagas
      • Engenharia Civil – 142 vagas
      • Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia – 73 vagas
    • Arquiteto – 14 vagas
    • Engenheiro – 68 vagas
    • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) – 5 vagas
  • Ministério da Saúde
    •  Tecnologista Engenharia Civil ou Arquitetura – 2 vagas

Confira o edital do Bloco I

Como se inscrever no CNU – Concurso Nacional Unificado?

Quem quiser se inscrever, deve entrar no site do MGI . Mas, o link estará disponível a partir do dia 19 de janeiro, quando abrem as inscrições.

Assim, ela seguirá aberta até dia 9 de fevereiro, ou seja, são apenas 22 dias para inscrição. Para se inscrever, o candidato deve acessar sua conta no aplicativo Gov.br. 

“A conta Gov.br garante a correta identificação de cada cidadão que acessa os serviços digitais do governo. Serão aceitos todos os níveis de conta na plataforma (ouro, prata ou bronze)”, explicou o MGI.

Além disso, o candidato deve primeiramente escolher um dos 8 blocos temáticos. Depois, deve optar pelo cargo e especialidade, indicando a ordem de preferência de ocupação do cargo e a cidade de realização da prova.

Em seguida é preciso pagar uma taxa de R$ 60 para cargos de nível médio e de R$ 90 para nível superior. Lembrando que a banca da seleção é a Fundação Cesgranrio  .

Mais de um cargo

De acordo com o MGI, o CNU permitirá a inscrição para a disputa por vagas para mais de um cargo, desde que dentro do mesmo bloco temático, com taxa de inscrição única.

Ao concorrer a mais de um cargo, o candidato deverá classificar as vagas de interesse por ordem de preferência para definir a prioridade em uma possível chamada, que será baseada na nota alcançada.

“Somente é possível se inscrever para cargos dentro do mesmo bloco temático, ou seja, o candidato pode escolher todos os cargos ou só um, mas deve levar em consideração os requisitos exigidos para cada cargo como, por exemplo, curso superior específico para preencher a vaga. Além disso, a ordem de preferência dos cargos escolhidos deve ser feita de forma cuidadosa, porque será levada em consideração no momento do chamamento. Será possível alterar o bloco até a data final do período da inscrição”, disse a ministra. 

Isenção da taxa

Podem estar isentos do pagamento da taxa, os candidatos que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); aqueles que cursam ou cursaram faculdade pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); assim como aqueles que realizaram transplante de medula óssea.

Suporte

Para os que não conseguem fazer a inscrição online, haverá suporte presencial nas agências do Banco do Brasil e dos Correios, nas 220 cidades de aplicação das provas.

Como serão as etapas e provas do Bloco 1 do Concurso Nacional Unificado?

Posteriormente, os inscritos na seleção, no Bloco I, passarão por várias etapas avaliativas, sendo elas:

  • I – Primeira Etapa:
    • 1ª fase: exame de habilidades e conhecimentos aferidos por meio de aplicação de provas objetivas e discursiva, de caráter classificatório e eliminatório, sob a responsabilidade da Fundação Cesgranrio;
    • 2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial) dos candidatos que se declararem com deficiência para verificar se efetivamente se trata de pessoas com deficiência, bem como a compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência apresentada pelos candidatos, sob a responsabilidade da Fundação Cesgranrio;
    • 3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros na forma das disposições da Instrução Normativa MGI nº 23, de 25 de julho de 2023, sob a responsabilidade da Fundação Cesgranrio.
    • 4ª fase: procedimento de verificação documental complementar para concorrer às vagas reservadas aos candidatos indígenas, para os cargos da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI) atendendo ao Decreto nº 11.839, de 21 de dezembro de 2023 e a Portaria Conjunta MGI/MPI/FUNAI nº 63, de 26 de dezembro de 2023, sob a responsabilidade da Fundação Cesgranrio;
  • II – Segunda Etapa: destinada a avaliação de títulos, quando couber, de caráter classificatório, sob a responsabilidade da Fundação Cesgranrio.
  • III – Terceira Etapa: destinada a Curso de Formação específico, de caráter classificatório e eliminatório, dos candidatos aos cargos Analista de Infraestrutura do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI e de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI; e dos candidatos ao cargo de Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia da Agência Nacional de Energia Elétrica -ANEEL.

As 220 cidades, distribuídas pelas cinco regiões do país, onde haverá avaliação, podem ser consultadas no Anexo III do edital . Nele, também você encontra os requisitos, atribuições e remunerações.

Dia e horário da prova

Além disso, para todos os candidatos, a prova objetiva e discursiva, será aplicada no dia 5 de maio de 2024 (dois turnos). Veja:

  • Matutino –  com 2h30 de duração
    • nível superior
      • conhecimentos gerais (20 questões)  + discursiva de conhecimento específico do bloco
    • nível médio
      • prova objetiva (20 questões) + redação
  • Vespertino  – 3h30 de duração
    • nível superior
      • conhecimentos específicos (50 questões)
    • nível médio
      • prova objetiva (40 questões)

Conhecimentos específicos Bloco 1

  • Eixo temático 1 – Gestão Governamental e Governança Pública
  • Eixo 2 – Políticas Públicas
  • Eixo 3 – Gestão Ambiental e Tecnológica, Sustentabilidade e Energia
  • Eixo 4 – Planejamento e Gestão de Obras, Políticas Públicas de Infraestrutura e Acessibilidade
  • Eixo 5 – Engenharia Cartográfica e Geoprocessamento
Saiba mais sobre o Concurso Nacional Unificado: Editais publicados. Mais de 6 mil vagas!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais