O que faz um Delegado da Polícia Federal?

O que faz um Delegado da PF (Polícia Federal)?

icone calendario 19 fev 2021

Foi publicado o edital do novo concurso Polícia Federal, ofertando 1.500 vagas distribuídas entre os cargos de nível superior. Para a carreira de Delegado, a oferta é de 123 vagas de caráter imediato.

Os interessados podem se inscrever até o mês de fevereiro, no site do Cebraspe . Os candidatos serão avaliados por diversas etapas, sendo a primeira fase uma prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório!

Como fazer a inscrição no concurso Polícia Federal?

As inscrições estão abertas das 10 horas do dia 22 de janeiro até às 18 horas do dia 09 de fevereiro de 2021.

Para se inscrever, o candidato deverá acessar o site da banca organizadora, Cebraspe. A taxa de inscrição tem o valor fixo de R$ 250,00. O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 03 de março de 2021.

O que faz um Escrivão da Polícia Federal! ⇒ Confira ⇐

Quer saber mais sobre o cargo de Delegado? Continue acompanhando esse artigo que a Nova Concursos preparou para você que deseja dar início aos estudos sobre a carreira de Delegado da Polícia Federal.

Quais são as funções de um Delegado da Polícia Federal?

Segundo a Constituição Federal (1988), cabe ao cargo o comando de investigações e o combate de crimes relacionados aos interesses da União, autarquias e também empresas públicas. Sendo assim, um Delegado Federal coordena e chefia todas as ações, além de orientar a equipe que trabalhará nas missões, cujas atividades se relacionam a, por exemplo:

  • Crimes contra o meio ambiente envolvendo áreas de preservação sob tutela da União;
  • Crimes contra o INSS;
  • Trabalho escravo;
  • Tráfico de animais e pessoas;
  • Combate ao desarmamento;
  • Combate a crimes contra populações indígenas;
  • Policiamento marítimo, aeroportuário e de fronteiras;
  • Combate ao tráfico de drogas interestadual e internacional;
  • Garantir a segurança de autoridades estrangeiras;
  • Administrar questões estrangeiras;
  • Expedição de passaporte;
  • Entre outras.

Requisitos da carreira

O diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior na modalidade bacharelado em Direito fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, é uma das exigências para quem deseja concorrer ao cargo.

A carreira também exige que o candidato tenha três anos de atividade jurídica ou policial, comprovados no ato da posse.

Fora as exigências específicas do cargo de Delegado, será necessário:

  • Ter sido aprovado no concurso e não ter sido eliminado na investigação social e/ou funcional;
  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do § 1º, artigo 12, da Constituição da República;
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais;
  • Apresentar certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Possuir carteira de identidade civil e carteira nacional de habilitação, categoria “B”, no mínimo;
  • Comprovar o nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo.
  • Ter idade mínima de dezoito anos completos, na data de matrícula no Curso de Formação Profissional;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
  • Cumprir as determinações do edital de abertura do concurso.

Curiosidades sobre a profissão

Principais desafios 

Os principais desafios do cargo são: manter a serenidade e a tranquilidade para os desafios nem sempre esperados, sobreviver diante das perdas e lutos que fazem parte de nossa rotina, perseverança, determinação para os enfrentamentos, inteligência, sagacidade e habilidade – usamos técnicas para realizar uma diligência cautelar sem provocar dano ao patrimônio alheio.

Outros desafios: reflexão para analisarmos os dados coletados, sem paixão, e sim com impessoalidade. Justiça e respeito para com o trabalho e investigados, pois estes ainda não estão condenados. O Delegado é o responsável pela informatio delicti – devendo produzir com literalidade, sem interpretações.

É muito importante ressaltar que como é um trabalho que lida com um bem dos mais preciosos, que é a liberdade do homem, deve ser desempenhado de forma imparcial e isenta, para apurar fatos. O Delegado não tem que culpar ninguém, e sim investigar fatos e apurar se houve conduta criminosa ou não. O Delegado deve se manter sempre atualizado, justamente pelo dinamismo de nossa legislação, e velar, acima de tudo, pelos direitos humanos e pela dignidade da pessoa humana.

Dia a dia

O dia a dia dos delegados federais é completamente diferente do das outras carreiras jurídicas, diante do seu dinamismo. Um delegado pode trabalhar em seu gabinete, despachando nos autos de um inquérito policial, como pode estar em um aeroporto chefiando o controle da entrada e saída de estrangeiros, coibindo o tráfico de drogas no rio Amazonas a bordo de um barco, ou sobrevoando em helicóptero a Selva Amazônica em busca de desmatamentos ilegais. As partes burocrática e operacional se fundem em uma mesma profissão.

Remuneração 

Muita gente escolhe ingressar na instituição pois sabe que contará com uma série de benefícios, já que um dos principais atrativos das carreiras da área policial da Polícia Federal é a remuneração.

Para o delegado, a remuneração inicial é de R$ 23.692,74, que poderá chegar a R$ 30.936,91. O regime de contratação é o estatutário e a jornada de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

Juntamente com esse valor da remuneração, está somado o auxílio-alimentação de R$ 458,00, oferecido a todas as funções.

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Federal 2021: Inscrições para PcD's são reabertas!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais