Pesquisar no blog

Concurso TSE: Entenda o que é edital unificado e o salário!

icone calendario 21 out 2022

Atenção, concurseiros! Está previsto para 2023 um novo concurso TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que vai acontecer por meio de edital unificado. Saiba como será e os salários!

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Concurso TSE: edital unificado será publicado em 2023

Assim, o Tribunal Superior Eleitoral prepara um novo concurso unificado da Justiça Eleitoral para 2023.

Portanto, o planejamento é que seja publicado um único edital com vagas para o próprio TSE e para Tribunais Regionais Eleitorais que desejam preencher cargos em aberto. 

Quantas vagas serão?

Ao todo, 15 TREs já demonstraram interesse em participar, como por exemplo os do Rio de Janeiro, São Paulo, Maranhão e Roraima. 

Portanto, a vacância total dos interessados, juntamente com o TSE, é de 403 servidores. Então, confira os quantitativos por órgão:

  • TSE – 29 cargos vagos (19 técnicos e 10 analistas);
  • SP – 238 cargos vagos (159 técnicos e 59 analistas);
  • GO – 18 cargos vagos (10 técnicos e 8 analistas);
  • RJ – 27 cargos vagos (15 técnicos e 12 analistas);
  • MT – 9 cargos vagos (5 técnicos e 4 analistas);
  • PI – 8 cargos vagos (4 analistas e 4 técnicos);
  • SC – 3 cargos vagos (1 analista e 2 técnicos);
  • RN – 4 cargos vagos (2 analista e 2 técnicos);
  • CE – 13 cargos vagos (10 técnicos e 3 analistas);
  • SE – 1 cargo vago de técnico;
  • RR – 4 cargos vagos de técnicos;
  • RS – 6 cargos vagos (4 técnicos e 2 analistas);
  • MA – 29 cargos vagos (19 técnicos e 10 analistas);
  • PR – 14 cargos vagos (9 técnicos e 5 analistas);
  • TO – 0 cargos vagos;
  • ES – portal com os cargos vagos está com erro.

Vale destacar que os dados são os últimos disponibilizados por cada tribunal, por meio do Portal da Transparência.

Sendo assim, a expectativa é que os cargos vagos possam ser preenchidos durante o prazo de validade do concurso unificado.

Cargos mais procurados

Portanto, os cargos de técnico judiciário (nível médio) e analista judiciário (nível superior) devem ser contemplados no edital. 

Sendo assim, os três cargos e especialidades mais procurados, geralmente, em editais passados, foram:

  • Técnico Judiciário — área Administrativa
    • Requisitos: ensino médio completo;
    • Remunerações: R$8.501,45, incluindo o vencimento de R$3.163,07, a Gratificação por Atividade Jurídica (GAJ) de R$4.428,30 e o auxílio-alimentação de R$910,08.
  • Analista Judiciário — área Administrativa
    • Requisitos: ensino superior completo em qualquer área;
    • Remunerações: R$13.365,38, compostos pelo vencimento básico, de R$5.189,71, pela GAJ de R$7.265,59, e auxílio-alimentação de R$910,08.
  • Analista Judiciário — área Judiciária
    • Requisitos: ensino superior completo em Direito;
    • Remunerações: R$13.365,38, compostos pelo vencimento básico, de R$5.189,71, pela GAJ de R$7.265,59, e auxílio-alimentação de R$910,08.

Assim, eles são os mais procurados por conta dos poucos requisitos e alta remuneração, além da estabilidade empregatícia.

Além disso, os servidores ainda têm direito a vários benefícios, como assistência médica e odontológica (R$215), adicional de qualificação (por nível de escolaridade superior ao exigido para a carreira), auxílio-creche (R$719,62 por dependente de até 5 anos). 

Banca em breve

Assim, o concurso se encontra em fase de planejamento, quantificando vagas imediatas, cadastro reserva, entre outros trâmites.

Além disso, o órgão informou que, após a troca da presidência do TSE, uma comissão de planejamento foi criada para dar seguimento aos estudos.

Vale lembrar que em junho foram eleitos a presidente e vice-presidente do TSE os ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski, respectivamente. 

Assim, em breve uma banca organizadora será anunciada. Nos concursos unificados, todo o orçamento fica concentrado no TSE.

Assim, é justamente o TSE quem promove a escolha da banca organizadora e traz a previsão de nomeações. 

No último concurso unificado, publicado em 2006, o Cebraspe foi o organizador contratado e ficou responsável por receber as inscrições e aplicar as etapas da seleção.

Portanto, é preciso ficar atento às novidades quanto ao concurso, que devem sair em breve!

Como foi o último edital unificado para o TSE?

Assim, o último concurso unificado para Justiça Eleitoral aconteceu em 2006, ou seja, mais de 15 anos sem seleções assim.

Mas, quem quiser iniciar os estudos para o próximo, pode usar o último edital como modelo, uma vez que pouca coisa deve mudar.

Na época, os candidatos foram avaliados por diferentes etapas a depender da localidade das vagas.

Assim, as avaliações foram aplicadas nas capitais dos estados que contaram com vagas, além do Distrito Federal.

Portanto, os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva, para todos os cargos, e provas discursivas e de títulos para candidatos de nível superior.

Disciplinas de nível superior:

Disciplinas de nível médio:

assinatura completa
Saiba mais sobre o Concurso TSE Unificado define nova banca. Edital iminente!

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais