Concurso Cefet MG: Edital publicado com 89 vagas | Nova Concursos

Concurso Cefet MG: Edital publicado com 89 vagas para Técnicos Administrativos!

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais conta com o edital do concurso Cefet MG publicado. A seleção oferta 89 vagas, sendo 20 imediatas e 69 para cadastro de reserva em cargos Técnico Administrativos. Há oportunidades para todos os níveis, com ganhos iniciais de R$ 2.904,96 e R$ 4.638,66, já contando com o auxílio-ali...

Status do concurso: Aberto

Edital disponível

BAIXE GRÁTIS: e-Book Oportunidades para Mudar de Vida em 2021
Cadastre-se e receba: e-Book Concursos 2021 + Guia Definitivo para montar um Plano de Estudos + Bônus Especiais!
Número de vagas 89
Salário De R$ 2.904,96 até R$ 4.638,66
Data de inscrição 16/07/2021 a 20/08/2021
Escolaridade Nível Médio, Nível Superior, Nível Técnico
Estado Minas Gerais
Organizadora CEFET
Valor da inscrição R$ 100,00 (nível médio/ técnico) e R$ 145,00 (nível superior).
Data da prova 31/10/2021 e 27/02/2022
Edital Arquivos

O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais conta com o edital do concurso Cefet MG publicado. A seleção oferta 89 vagas, sendo 20 imediatas e 69 para cadastro de reserva em cargos Técnico Administrativos.

Há oportunidades para todos os níveis, com ganhos iniciais de R$ 2.904,96 e R$ 4.638,66, já contando com o auxílio-alimentação de R$ 458.

Como realizar as inscrições do concurso Cefet MG?

Os interessados em participar do concurso poderão realizar as incrições do dia 16 de julho até as 23h59 do dia 20 de agosto, através do site do Centro Federal de Educação Tecnológica  destinado às inscrições.

Para participar, será preciso pagar uma taxa de R$ 100,00 (níveis médio e técnico) ou de R$ 145,00 (superior). Não será permitido se inscrever para mais de um cargo.

Já a isenção da taxa de inscrição poderá ser solicitada por candidatos que tenham Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e doadores de medula óssea. Os pedidos serão aceitos entre os dias 16 e 30 de julho.

Concurso Cefet MG: carreira

Cargos e vagas

As oportunidades são para todos os níveis, com ganhos iniciais de R$ 2.904,96 e R$ 4.638,66, já contando com o auxílio-alimentação de R$ 458,00. Confira as vagas abaixo por escolaridade:

  • Nível médio: assistente em administração (nove imediatas e 26 no cadastro reserva);
  • Nível médio técnico: técnico em enfermagem (uma imediata mais quatro no CR), técnico de laboratório em edificações para atuação em Belo Horizonte (uma imediata mais quatro no CR), técnico de laboratório em edificações para atuação em Timóteo (uma imediata mais quatro no CR), técnico de TI em Desenvolvimento de Sistemas (duas imediatas mais sete no CR) e técnico de TI em Infraestrutura de TIC (uma imediata mais quatro no CR).
  • Nível superior: arquiteto e urbanista (uma imediata mais quatro no CR), contador (uma imediata mais quatro no CR), médico (uma imediata mais quatro no CR), pedagogo em Araxá (uma imediata mais quatro no CR) e pedagogo em BH (uma imediata mais quatro no CR).

 

Além do auxílio-alimentação e do vale-transporte, os aprovados também terão direito a benefícios como os incentivos à qualificação, ressarcimento de despesa com plano de saúde suplementar, auxílio creche e plano de carreira.

Como serão as provas do concurso Cefet MG?

O concurso contará com duas fases, sendo a primeira delas composta por provas objetivas e discursivas. Na segunda etapa, será aplicada uma avaliação prática para todos os cargos, com exceção do médico, que realizará apenas os primeiros exames.

Prova Objetiva

provas objetiva e discursiva ocorrerão no dia 31 de outubro, nas cidades em que há vagas. O exame de múltipla-escolha contará com 50 questões, sendo elas de:

Assistente em administração

  • Língua Portuguesa (12 perguntas);
  • Informática Básica (cinco);
  • Legislação (cinco);
  • Raciocínio Analítico (dez); e
  • Conhecimentos Específicos (18).

 

Técnicos (enfermagem e em edificações) e cargos de nível superior (arquiteto, contador e pedagogo)

  • Língua Portuguesa (12);
  • Informática Básica (cinco);
  • Legislação (três);
  • Raciocínio Analítico (dez); e
  • Conhecimentos Específicos (20).

 

Técnicos de TI e Médico

  • Língua Portuguesa (12);
  • Legislação (três);
  • Raciocínio Analítico (dez); e
  • Conhecimentos Específicos (25).

 

Prova Discursiva

A prova discursiva, de natureza classificatória e eliminatória, valerá 100,00 pontos e consistirá da REDAÇÃO de texto dissertativo-argumentativo, de até 30 linhas, a respeito de TEMA GERAL indicado pela banca examinadora.

A prova discursiva avaliará o conteúdo (conhecimento do tema), a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa. O candidato deverá produzir, conforme comando formulado pela banca examinadora, texto dissertativo, primando pela coerência e pela coesão.

Por fim, a prova discursiva será corrigida conforme os critérios a seguir:

a) a apresentação, a estrutura textual e o desenvolvimento do tema totalizarão a nota relativa ao domínio do conteúdo (NC), cuja pontuação máxima será limitada ao valor de 100,00 pontos;
b) a avaliação do domínio da modalidade escrita totalizará o número de erros (NE) do candidato, considerando-se aspectos tais como: grafia, morfossintaxe e propriedade vocabular;
c) será desconsiderado, para efeito de avaliação, qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado ou que ultrapassar o número máximo de linhas estabelecido;
d) será calculada, então, a Nota na Prova Discursiva (NPD), por meio da seguinte fórmula: NPD = NC – 20 x (NE ÷ TL), em que TL corresponde ao número de linhas efetivamente escritas pelo candidato;
e) será atribuída nota zero ao texto que obtiver NPD < 0,00 ponto;
f) será eliminado o candidato que obtiver NPD < 50,00 pontos;
g) nos casos de fuga ao tema, ou de não haver texto, o candidato receberá nota, na prova discursiva, igual a zero.

Prova Prática

O candidato deverá expressar por meio da resolução de questões, enunciados problema, roteiros ou sequências de operações com o manuseio direto de artefatos, ferramentas, máquinas, equipamentos, instrumentos, programas (software) e/ou aplicativos, o domínio de conteúdos aplicáveis ao exercício do cargo pretendido e de uso comum em diversas áreas do ambiente organizacional em que poderá vir a atuar.

Nesse tipo de prova, o candidato poderá ou não, a critério da banca examinadora, ser observado por avaliadores especialistas, para julgamento e pontuação, enquanto fornece solução ao problema proposto.

Exigirá do candidato a produção de texto escrito analítico, crítico, argumentativo e/ou de natureza técnica relativo a tema próprio do contexto de atuação de sua profissão e cargo pretendido, a partir de enunciado ou situação-problema formulado pela banca examinadora.

Para ser aprovado, será preciso obter, no mínimo, 60% de acertos na prova. Somente será corrigida a prova discursiva do candidato que for habilitado para a segunda fase.

Nesse caso, serão convocados os mais bem classificados, conforme os limites aplicados no edital para cada cargo. A prova prática está prevista para o dia 27 de fevereiro de 2022.

Após a divulgação do resultado final, no dia 1º de abril de 2022, o concurso poderá ser homologado. A seleção ficará válida por dois anos, podendo ser prorrogada por mais dois.

Acompanhe nossas

redes sociais