Compartilhar:

Concurso FITO Osasco – SP: Saiu o EDITAL com 157 vagas!

Saiu o edital do novo concurso FITO Osasco (Fundação Instituto Tecnológico de Osasco) no estado de São Paulo! São 157 vagas para cargos de níveis médio e superior de escolaridade, com iniciais de até R$ 2,4 mil. As oportunidades são para as funções de Professor e Técnico em Enfermagem. Como fazer a inscrição no concurso FITO Osasc...

Status do concurso: Aberto

Materiais disponíveis

Edital disponível

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Número de vagas 157
Salário De R$ 2.144,27 até R$ 2.492,17
Data de inscrição 16/04/2020 a 04/06/2020
Escolaridade Nível Médio, Nível Superior, Nível Técnico
Estado São Paulo
Organizadora Fundação Vunesp
Valor da inscrição De R$ 56,50 a R$ 82,20
Data da prova 19/07/2020
Edital Arquivos

Saiu o edital do novo concurso FITO Osasco (Fundação Instituto Tecnológico de Osasco) no estado de São Paulo!

São 157 vagas para cargos de níveis médio e superior de escolaridade, com iniciais de até R$ 2,4 mil. As oportunidades são para as funções de Professor e Técnico em Enfermagem.

Como fazer a inscrição no concurso FITO Osasco SP?

Os interessados devem se inscrever das 10 horas do dia 16 de abril até às 23h59min do dia 04 de junho de 2020, por meio do site da banca organizadora, a Fundação Vunesp .

As taxas são as seguintes:

  • Médio: R$ 56,50;
  • Superior: R$ 82,20.

Quem pode fazer o concurso FITO Osasco SP?

As oportunidades são destinadas ao cargo de:

  • Ensino médio: Técnico em Enfermagem (02)

Além do ensino médio o candidato deverá ter Curso de Técnico em Enfermagem, com registro no COREN/SP; e experiência de 2 anos na função. A remuneração será no valor de R$ 2,144,27.

  • Ensino superior: Professor de Desenvolvimento Infantil (155)

Além da escolaridade os candidatos deverão ter experiência de 3 anos no magistério. A remuneração inicial será de R$ 2.492,17.

A jornada de trabalho compreende 40 horas semanais.

Quais os requisitos básicos do concurso FITO Osasco SP?

a) ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou gozar das prerrogativas previstas no art. 12 da Constituição Federal e demais disposições de lei, no caso de estrangeiros;

b) ter, no mínimo, 18 anos de idade, completos;

c) estar em dia com as obrigações militares (quando do sexo masculino);

d) ser eleitor e estar quite com a Justiça Eleitoral;

e) estar com o CPF regularizado;

f) todos os requisitos exigidos, mediante entrega – no ato da convocação para o exercício das atribuições do respectivo cargo determinados neste Edital – da respectiva documentação comprobatória;

g) não registrar antecedentes criminais;

h) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do respectivo cargo, comprovada em Avaliação Médica;

i) não ter sofrido quando do exercício do cargo ou função, demissão a bem do serviço público por justa causa ou sofrido quaisquer penalidades, inclusive por meio de Processo Administrativo ou Disciplinar;

j) a condição de jurado por meio de certidão, conforme disposto no item 3, do Capítulo XI, deste Edital;

k) as demais condições que a Fundação Instituto Tecnológico de Osasco – FITO julgar necessárias.

Como será a prova do concurso FITO Osasco SP?

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, previstas para serem realizadas no dia 19 de julho de 2020 na cidade de Osasco/SP. As provas terão a duração de 3 horas para o cargo de Técnico em Enfermagem e de 3h30min para o cargo de Professor de Desenvolvimento Infantil.

As provas serão compostas por 50 ou 60 questões de múltipla escolha e versarão sobre as disciplinas de:

  • Técnico em Enfermagem: Língua Portuguesa (15); Matemática (10); Noções de Informática (05) e Conhecimentos Específicos (20).
  • Professor de Desenvolvimento Infantil: Língua Portuguesa (15); Matemática (15) e Conhecimentos Específicos (30).

Haverá ainda prova de títulos para o cargo de Professor de Desenvolvimento Infantil, de caráter eminentemente classificatório, visando valorizar a formação acadêmica do candidato.

A prova de títulos tem como data prevista para sua realização em 13 de setembro de 2020. O candidato deverá observar, total e atentamente, o disposto nos itens 1 até 15, e suas alíneas, deste Capítulo, do Edital, não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.

A convocação para a prova de títulos, contendo a data prevista, horário/turma, sala e local, será publicada oportunamente no site da banca Fundação Vunesp, sendo de responsabilidade do candidato o acompanhamento, não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.

Fechados os portões do local da prova de títulos, somente será permitida a saída do candidato desse local após a entrega do(s) título(s) que estiver(em) em seu poder. Não será permitida sua saída para providenciar título(s) que
estiver(em) fora desse prévio de prova e nem a entrega dos títulos por terceiros no portão do prédio.

Não serão aceitos títulos entregues fora do local, data e horário estabelecidos, nem a complementação ou a substituição, a qualquer tempo, de títulos já entregues.

O candidato convocado à prova de títulos que não comparecer será considerado ausente, porém, não será eliminado deste Concurso, à vista do caráter eminentemente classificatório da prova de títulos.

Confira o conteúdo programático:

Para o cargo: Técnico em Enfermagem

Conhecimentos Gerais

Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Colocação pronominal. Crase.

Matemática: Resolução de situações-problema, envolvendo: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação ou radiciação com números racionais, nas suas representações fracionária ou decimal; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum; Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equações do 1º grau; Grandezas e medidas – quantidade, tempo, comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação entre grandezas – tabela ou gráfico; Tratamento da informação – média aritmética simples; Noções de Geometria – forma, ângulos, área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales.

Noções de Informática: MS-Windows 2010: conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto de aplicativos MS-Office 2016. MS-Word 2016: estrutura básica dos documentos, edição e formatação de textos, cabeçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbólicos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e numeração de páginas, legendas, índices, inserção de objetos, campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2016: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de objetos, campos predefinidos, controle de quebras e numeração de páginas, obtenção de dados externos, classificação de dados. MS-PowerPoint 2016: estrutura básica das apresentações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, cabeçalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apresentações, inserção de objetos, numeração de páginas, botões de ação, animação e transição entre slides. Correio Eletrônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensagens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet, conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de páginas.

Conhecimentos Específicos

Ética profissional: código de ética dos profissionais de enfermagem (CEPE); lei do exercício profissional (Lei nº 7.498/1986) e decreto regulamentador (Decreto nº 94.406/1987). Resolução CNE/CEB nº 6, de 20/09/2012. Portaria COREN-SP/DIR/26/2007. Trabalho em equipe. Fundamentos de enfermagem. Assistência de enfermagem em: clínica médica, clínica cirúrgica, doenças crônicas degenerativas e doenças transmissíveis, saúde mental. Saúde do idoso e Saúde da Criança e do Adolescente. Procedimentos técnicos de enfermagem: enfermagem na administração de medicamentos, técnicas básicas de enfermagem. Programa nacional de imunização e Calendário de vacinação para o estado de São Paulo. Assistência de Enfermagem em Primeiros Socorros. Enfermagem em Saúde Pública: saneamento do meio ambiente; imunizações; doenças de notificação compulsória. Enfermagem em saúde do trabalhador, enfoque na Promoção e Prevenção em Saúde. Aplicação de medidas de biossegurança. Medidas de controle de infecção, esterilização e desinfecção; classificação de artigos e superfícies aplicando conhecimentos de desinfecção, limpeza, preparo e esterilização de material, precauções-padrão. Atuação nos programas do Ministério da Saúde (imunizações, mulher, criança, família, doentes crônicos degenerativos, idosos, vigilância epidemiológica e sanitária). Atuação em grupos por patologias. Legislação do Sistema Único de Saúde – SUS (Princípios e Diretrizes).

Para o cargo: Professor de Desenvolvimento Infantil

Conhecimentos Gerais

Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Colocação pronominal. Crase.

Matemática: Resolução de situações-problema, envolvendo: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação ou radiciação com números racionais, nas suas representações fracionária ou decimal; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum; Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equações do 1º grau; Grandezas e medidas – quantidade, tempo, comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação entre grandezas – tabela ou gráfico; Tratamento da informação – média aritmética simples; Noções de Geometria – forma, ângulos, área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales.

Conhecimentos Específicos

Conhecimentos Pedagógicos: A PRÁTICA EDUCATIVA DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A observação, registro e avaliação formativa; A organização e planejamento do espaço na educação infantil; A pedagogia de projetos didáticos; As relações entre a escola e a família; O comportamento infantil – o desenvolvimento dos afetos e das relações; O compartilhamento da ação educativa; O cuidar e o educar. OS AMBIENTES DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A brincadeira e o desenvolvimento da imaginação e da criatividade; A brincadeira na educação infantil nas perspectivas psicossociais, educacionais e lúdicas; Alfabetização; O currículo e a pedagogia da brincadeira; O desenvolvimento da linguagem oral; O desenvolvimento das artes visuais e do movimento. O trabalho com as múltiplas linguagens. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL DA CRIANÇA: A criança, a natureza e a sociedade; As interações criança/criança como recurso de desenvolvimento: identidade e autonomia; O desenvolvimento humano em processo de construção – Piaget, Vygostky e Wallon. O DESENVOLVIMENTO DA MOTRICIDADE: A importância da psicomotricidade na educação infantil; A psicomotricidade no desenvolvimento da criança; O lúdico e o desenvolvimento psicomotor. O papel da educação psicomotora na escola. A MATEMÁTICA NA EDUCAÇÂO INFANTIL: Ensinar e aprender matemática na educação infantil; Espaço e forma; Grandezas e medidas; Número e sistema de numeração.

Legislação: Constituição Federal de 1988: artigos 208 a 214.
Lei Federal nº 8.069/90 – ECA: artigos 1º a 6º, 15 a 18-B, 53 a 59 e 131 a 137.
Lei Federal nº 9.394/96 – Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.
Resolução CNE/CEB nº 5/09 e Parecer CNE/CEB nº 20/2009 – Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação
Infantil. Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Introdução (p. 7 – 21); A Etapa da Educação Infantil (p. 35 – 55).
Disponível: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf \
Lei Complementar nº 352, de 04/04/2019 (Função de PDI do Município de Osasco)

O que faz o Técnico em Enfermagem FITO?

Preencher ficha de saúde e deixá-la atualizada; Verificar se a criança é alérgica a algum medicamento ou alimento e transmitir a informação para a professora e para o setor da cozinha; Fazer lista com os nomes das crianças alérgicas ou intolerância a alimentos e fixar em lugar visível na cozinha, no ambulatório e em sala de aula; Verificação das carteiras de vacina, para averiguar se foram ministradas todas as vacinas pertinentes à idade; Acompanhar e registrar o desenvolvimento da criança quanto a peso e altura, trimestralmente. Caso esteja abaixo/acima do peso/altura, solicitar uma avaliação do pediatra aos pais; Em caso de baixa estatura, investigar junto à família se é hereditário; Fazer controle de escovas de dente e solicitar escovas novas sempre que necessário e fazer higienização das mesmas; Orientar as crianças, professores e demais profissionais da creche, sobre a importância das lavagens das mãos; Orientar os Pais sobre a higiene pessoal da criança (banho, higiene com roupas, cuidados com cabelo, unhas e piolhos); Elaborar a lista de medicamentos/produtos para a enfermaria, quinzenalmente, e encaminhar ao responsável pela compra medicamentos/produtos; Acompanhar as crianças durante as refeições, observar se estão aceitando as refeições oferecidas na creche. Caso não estejam se alimentando entrar em contato com os pais e/ou responsáveis para verificar o motivo; Acompanhar o desenvolvimento da fala, do andar, movimentos de braços e pernas; Observar a socialização da criança com outras crianças, professores e demais colaboradores da creche; Registrar e mandar comunicado aos pais de todas as ocorrências diárias com as crianças; Em caso de anomalias patológicas, comunicar aos pais para que venham buscar as crianças, para tomar as devidas providências; Observar as doenças sazonais e tomar medidas para evitá-las na creche; Comunicar através de bilhetes/comunicado campanhas de vacinas promovidas pelo Estado e/ou Município; Estar sempre atenta quanto à limpeza de sala de aula, caminhas empilháveis e brinquedos. Sempre orientar professoras e demais colaboradores sobre a eficiência da limpeza, tendo como objetivo evitar a proliferação de doenças; Elaborar Lista de compras para a limpeza da creche (orientar os profissionais da limpeza quanto ao manuseio dos produtos e utensílios de limpeza. Cada setor deverá ter seus produtos e utensílios – não misturar); As medicações que serão administradas na creche deverão vir acompanhadas de prescrição médica e o técnico de enfermagem deverá identificar a medicação com o nome do aluno, horário e dosagem. Verificar se a medicação deverá ficar em temperatura ambiente ou sobre refrigeração; O técnico de enfermagem deverá se reportar a direção/coordenação, sobre os casos mais relevantes relativos à saúde das crianças; Caso haja mais de um profissional de enfermagem, passar toda a rotina do dia para o outro que ficará em horário posterior; Manter conduta compatível com os princípios reguladores da Administração Pública, especialmente os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade, da razoabilidade e da eficiência.

O que faz o Professor de Desenvolvimento Infantil FITO?

Cargo ao qual compete à docência, com as atribuições de reger turmas planejar e ministrar aulas para crianças de 4 (quatro) meses até 5 (cinco) anos, 11 (onze) meses e 29 (vinte e nove) dias; Participar da elaboração do Projeto Político-Pedagógico de sua unidade escolar; Cumprir plano de trabalho, segundo o projeto pedagógico de sua unidade escolar; Elaborar programas e planos de aula, relacionando e confeccionando material didático a ser utilizado, em articulação com a equipe de orientação pedagógica; Ministrar os dias e horas-aula estabelecidos, trabalhando os conteúdos de forma crítica e construtiva, proporcionando o desenvolvimento de capacidade e competências; Realizar a avaliação do processo de ensino-aprendizagem, utilizando instrumentos que possibilitem a verificação do aproveitamento dos alunos e da metodologia aplicada; Colaborar na organização e participar das atividades de articulação da escola e a comunidade; Participar de Reuniões com Pais e com outros profissionais de ensino; Participar de reuniões e programas de aperfeiçoamento e outros eventos, quando solicitado; Participar de censos e eventos, quando solicitado; Participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento e à avaliação do processo ensino-aprendizagem e ao seu desenvolvimento profissional; Participar de projetos de inclusão escolar, de acordo com orientação recebida; Participar da realização da avaliação institucional; Preparar o ambiente para a alimentação da criança, considerando a sua idade e necessidades, acompanhando-a nas refeições; Atender as crianças em suas necessidades básicas de higiene e alimentação, por meio de uma relação que possibilite o exercício da autonomia pessoal; Estabelecer rotinas de sono adequadas à idade de cada criança; Estar atento aos sintomas de alteração de saúde que podem ocorrer nas crianças, encaminhando para a enfermaria da creche, sempre que se justifique; Zelar pela segurança e bem-estar das crianças; Prevenir acidentes e socorrer a criança, de forma adequada em qualquer acidente infantil; Desenvolver atividades que promovam vivências infantis ricas do ponto de vista: sensorial, motor, cognitivo, afetivo e social; Colaborar na execução de atividades cívicas, sociais, culturais e trabalhos curriculares complementares da creche; Ser modelo de bons hábitos, comportamentos e atitudes para a promoção dos mesmos, por parte das crianças; Manter a equipe da direção/coordenação informada sobre a conduta das crianças, comunicando ocorrências e eventuais enfermidades; Oferecer apoio, segurança e estímulo para a criança para que desenvolva todas as suas capacidades da melhor forma possível; Atender as solicitações da direção, coordenação pedagógica pertinentes ao trabalho pedagógico; Promover jogos, brincadeiras e atividades plásticas, literárias e musicais de interesse para as crianças; Garantir a segurança e o desenvolvimento saudável de crianças em situação de risco social e com Necessidades Especiais; Agir com discrição na orientação do aluno, respeitando-lhe a personalidade, as limitações e as condições próprias de sua idade e formação; Elaborar e manter atualizados os registros relativos ao processo educativo de forma que possam ser levados ao conhecimento dos Pais e gestores da Unidade Educacional; Apresentar na coordenação, nas datas estabelecidas, os relatórios de desempenho escolar e frequência dos alunos; Escriturar o diário de classe, observando rigorosamente as normas pertinentes; Registrar sistematicamente a frequência dos alunos, notificando à equipe de gestão dos casos de faltas consecutivas e de frequência irregular; Responsabilizar-se pelos ambientes da Unidade escolar, bem como pelo uso e conservação dos recursos materiais disponíveis; Realizar as tarefas delegadas pela equipe de gestão da Unidade , n o âmbito de sua atuação; Comunicar a coordenação pedagógica/direção os acontecimentos relevantes do dia ou qualquer incidente ou dificuldade ocorrida em sala; Executar outras atribuições afins na área de atuação. Manter conduta compatível com os princípios reguladores da Administração Pública, especialmente os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade, da razoabilidade e da eficiência.

Acompanhe nossas

redes sociais