Logo desconto Relógio
     horas                  minutos               segundos

Concurso IPREV Santos – SP: SAIU EDITAL com ganhos de até R$ 5,2 mil!

Saiu o edital do novo concurso IPREV Santos - SP (Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos)! São 11 vagas destinadas para cargos de níveis médio e superior de escolaridade, com salários chegando a R$ 5,2 mil. A oferta de vagas é para os cargos de Agente Previdenciário, Analista Previdenciário e Procu...

Status do concurso: Aberto

Materiais disponíveis

Edital disponível

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Número de vagas 11
Salário De R$ 2.700,00 até R$ 5.200,00
Data de inscrição 10/02/2020 a 12/03/2020
Escolaridade Nível Médio, Nível Superior
Estado São Paulo
Organizadora Instituto Mais
Valor da inscrição De R$ 48,00 a R$ 69,00
Edital Arquivos

Saiu o edital do novo concurso IPREV Santos – SP (Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos)! São 11 vagas destinadas para cargos de níveis médio e superior de escolaridade, com salários chegando a R$ 5,2 mil.

A oferta de vagas é para os cargos de Agente Previdenciário, Analista Previdenciário e Procurador Autárquico.

Como fazer a inscrição no concurso IPREV Santos?

As inscrições estarão disponíveis a partir das 10 horas do dia 10 de fevereiro até às 17 horas do dia 12 de março de 2020. Os interessados deverão se inscrever por meio do site da banca organizadora, o Instituto Mais.

A taxa de inscrição tem os seguintes valores:

  • Nível Médio: R$ 48,00;
  • Nível Superior: R$ 69,00.

A data limite para o pagamento do boleto é 13 de março de 2020.

Vagas concurso IPREV Santos

As oportunidades são as seguintes:

Nível Médio

  • Agente Previdenciário (7).

Nível Superior

  • Analista Previdenciário – Perfil Generalista (2);
  • Analista Previdenciário – Perfil Contábil (1);
  • Analista Previdenciário – Perfil de Investimentos (1).
  • Procurador Autárquico (2).

Os salários variam de R$ 2.700,00 a R$ 5.200,00, em jornadas de trabalho de 40 horas semanais.

Quais são os requisitos para investidura no cargo do concurso IPREV Santos?

  • cumprir todas as determinações do edital;
  • Ter sido aprovado e classificado neste Concurso Público;
  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, amparada pelo Estatuto da Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, conforme o disposto nos termos do Parágrafo 1º, Artigo 12, da Constituição Federal, e do Decreto Federal n.º 70.436/72, ou ser naturalizado brasileiro conforme legislação vigente no país até a data da posse;
  • Ter idade igual ou superior a 18 (dezoito) anos, quando da posse;
  • Encontrar-se na fruição dos direitos políticos;
  • Encontrar-se em dia no cumprimento das obrigações militares na data da posse;
  • Estar quite com a Justiça Eleitoral na data da posse;
  • Não ser aposentado por invalidez;
  • Possuir os requisitos mínimos exigidos para o Cargo;
  • Apresentar a documentação comprobatória de acordo com as exigências acima, por ocasião da convocação, que antecede a nomeação;
  • Não registrar antecedentes criminais oriundos de sentença transitada em julgado ou demonstrar o cumprimento integral das penas que tenham sido cominadas;
  • Não ter sofrido, no exercício da Função Pública, penalidade incompatível com nova investidura em Cargo Público;
  • Não encontrar-se acumulando Cargo, Emprego ou Função Pública em desconformidade com as hipóteses de acumulação lícitas previstas em Lei, e na Constituição Federal;
  • Não estar com idade de aposentadoria compulsória;
  • Ter aptidão física e mental e não ser portador de deficiência incompatível com o exercício do Cargo, comprovada mediante sujeição a exame de saúde admissional a ser realizado pelo serviço médico credenciado pelo Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos – IPREVSANTOS, quando da posse;
  • Não estar respondendo a processo relativo ao exercício da profissão;
  • Comprovar idoneidade e conduta ilibada, na forma do regulamento do Concurso Público;
  • Não receber, no ato da nomeação, proventos de aposentadoria oriundos de Cargo, Emprego ou Função exercidos perante a União, Território, Estado, Distrito Federal, Município e suas Autarquias, Empresas ou Fundações, conforme preceitua o Artigo 37, inciso XXII, §10 da Constituição Federal, ressalvadas as acumulações permitidas pelos incisos XVI e XVII do citado dispositivo constitucional, os Cargos Eletivos e os Cargos ou Empregos em comissão declarados em lei de livre nomeação e exoneração.

Como será a prova do concurso IPREV Santos?

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas e discursivas, previstas para os dias 19 de abril de 2020 e para o dia 3 de maio de 2020, no caso do cargo de Procurador Autárquico. O exame será aplicado na cidade de Santos (SP).

⇒ ATENÇÃO: As provas do concurso IPREV Santos estão suspensas devido a pandemia do novo CoronaVírus. Uma nova data será informada posteriormente pela banca organizadora.

A estrutura das provas será a seguinte:

Nível Médio: Língua Portuguesa (9 questões), Matemática (9 questões), Atualidades (6 questões), Conhecimentos Específicos (26 questões).

Nível Superior: Língua Portuguesa (7 questões), Matemática (7 questões), Atualidades (6 questões), Legislação Federal (5 questões), Legislação Municipal (5 questões), Conhecimentos Específicos (20 questões).

Procurador Autárquico: Língua Portuguesa (10 questões), Legislação Federal (5 questões), Legislação Municipal (10 questões), Direito Constitucional (7 questões), Direito Previdenciário (8 questões), Direito Civil (4 questões), Direito Administrativo (7 questões), Direito Penal (3 questões), Direito Processual Civil (6 questões).

O conteúdo programático básico abrange as seguintes disciplinas:

Nível Médio

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos. Tipologia textual. Síntese e resumo. Processos de elaboração, coesão textual, síntese e resumo. Sintaxe de construção: coordenação e subordinação. Emprego das classes de palavras. Verbos. Concordância. Regência. Significação literal e contextual dos vocábulos. Pontuação. Ortografia oficial. Concordância Verbal e Nominal. Regência Verbal e Nominal. Crase.
  • Matemática: Números inteiros e racionais: operações. Múltiplos e divisores de números naturais. Sistema decimal de medidas, sistema de medidas do tempo, sistema monetário brasileiro, juros simples e compostos. Razões, proporções, regra de três simples e composta. Porcentagem. Raciocínio Lógico-Matemático. Equação de 2º grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2º grau; Relação e Função: domínio, contradomínio e imagem; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica – operações; Expressões fracionárias – operações – simplificação. Progressão Aritmética (PA) e Progressão Geométrica.
  • Atualidades: Questões relacionadas a fatos políticos, econômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais, divulgados na mídia local e/ou nacional, veiculados nos últimos seis meses anteriores à data da prova.

Nível Superior

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos. Tipologia textual. Síntese e resumo. Processos de elaboração, coesão textual, síntese e resumo. Sintaxe de construção: coordenação e subordinação. Emprego das classes de palavras. Verbos. Concordância. Regência. Significação literal e contextual dos vocábulos. Pontuação. Ortografia oficial. Concordância Verbal e Nominal. Regência Verbal e Nominal. Crase.
  • Matemática: Números inteiros e racionais: operações. Múltiplos e divisores de números naturais. Sistema decimal de medidas, sistema de medidas do tempo, sistema monetário brasileiro, juros simples e compostos. Razões, proporções, regra de três simples e composta. Porcentagem. Raciocínio Lógico-Matemático. Equação de 2º grau: resolução das equações completas, incompletas, problemas do 2º grau; Relação e Função: domínio, contradomínio e imagem; Razão e Proporção; Grandezas Proporcionais; Fatoração de expressão algébrica; Expressão algébrica – operações; Expressões fracionárias – operações – simplificação. Progressão Aritmética (PA) e Progressão Geométrica.
  • Atualidades: Questões relacionadas a fatos políticos, econômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais, divulgados na mídia local e/ou nacional, veiculados nos últimos seis meses anteriores à data da prova.
  • Legislação Federal: Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (artigos 24, 30, 37, 38, 40, 42,142, 149, 195, 201,202 e 249 e artigo 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias). Emenda Constitucional n.º 20, de 15 dezembro de 1998; Emenda Constitucional n.º 34, de 13 de dezembro de 2001; Emenda Constitucional n.º 41, de 19 de dezembro de 2003; Emenda Constitucional n.º 47, de 05 de julho de 2005; Emenda Constitucional n.º 70, de 29 de março de 2012; Emenda Constitucional n.º 88, de 7 de maio de 2015; Emenda Constitucional n.º 103, de 12 de novembro de 2019; Súmula Vinculante n.º 33 c/c artigo 57 da Lei n.º 8.213, de 24 de julho de 1991; Leis Complementares Federais n.º 123/2006 e 147/2014 – Estatuto da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte – (Das aquisições públicas – artigos 42 a 49), Lei Complementar Federal n.º 152/2015 – Dispõe sobre aposentadoria compulsória do servidor público. Lei Federal n.º 9.983/2000 e alterações – Lei de Crimes contra a Previdência; Lei Federal n.º 10.887/2004 e alterações – Dispõe sobre a aplicação de disposições da Emenda Constitucional n.º 41, de 19 de dezembro de 2003, altera dispositivos das Leis n. os 9.717, de 27 de novembro de 1998, 8.213, de 24 de julho de 1991, 9.532, de 10 de dezembro de 1997 e dá outras providências. Lei Federal n.º 9.717/1998 e alterações – Dispõe sobre regras gerais para a organização e o funcionamento dos regimes próprios de previdência social dos servidores públicos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, dos militares dos Estados e do Distrito Federal e dá outras providências. Lei Federal n.º 8.666/1993 e alterações – Institui normas para licitações e contratos no âmbito da Administração Pública. Portaria MPS n.º 204/08 e alterações (Dispõe sobre a emissão do Certificado de Regularidade Previdenciária – CRP e dá outras providências). Portaria MPS n.º 402/2008 e alterações (Disciplina os parâmetros e as diretrizes gerais para organização e funcionamento dos RPPS). Portaria MPS n.º 410/2009 e alterações (Acrescentado pelo Decreto n.º 6.900, de 15.07.2009, que dispõe sobre a compensação financeira em atraso, relativa aos benefícios em manutenção em 05.05.1999, concedidos a partir de 05.10.1988). Portaria MPS n.º 530/2014 e alterações (Disciplina o Processo Administrativo Previdenciário – PAP e revoga a Portaria MPS nº. 64, de 24.02.2006). Portaria MPS n.º 185/2015 e alterações (Institui o “Pró-Gestão RPPS” – Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos RPPS). Instrução Normativa INSS/PRES n.º 77 de 21 de janeiro de 2015.
  • Legislação Municipal: Lei Complementar Municipal n.º 592/2006 e alterações – Institui o Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores do Município de Santos, cria o Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos, e dá outras providências. Lei Complementar Municipal n.º 1.088/2000 – Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos titulares de cargo efetivo do município de Santos, fixa o limite máximo para pagamento de aposentadorias e pensões pelo regime próprio de previdência dos servidores municipais de Santos, e dá outras providências. Lei Complementar Municipal n.º 1.089/2000 – Dispõe sobre a estruturação da carreira previdenciária, no âmbito do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos – IPREVSANTOS, e dá outras providências. Lei Complementar Municipal n.º 1.090/2000 – Altera as Leis Complementares n.º s 592 e 593, de 28 de dezembro de 2006, que tratam do Regime de Previdência Social dos Servidores do Município de Santos, e dá outras providências. Decreto Municipal n.º 5.307/2009 – Aprova o regulamento do Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos, e dá outras providências. Lei n.º 4.623/1984 – Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Municipais de Santos e dá outras providências.

Procurador

  • Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de textos. Tipologia textual. Síntese e resumo. Processos de elaboração, coesão textual, síntese e resumo. Sintaxe de construção: coordenação e subordinação. Emprego das classes de palavras. Verbos. Concordância. Regência. Significação literal e contextual dos vocábulos. Pontuação. Ortografia oficial. Concordância Verbal e Nominal. Regência Verbal e Nominal. Crase.
  • Legislação Federal: Emenda Constitucional n.º 20, de 15 dezembro de 1998; Emenda Constitucional n.º 34, de 13 de dezembro de 2001; Emenda Constitucional n.º 41, de 19 de dezembro de 2003; Emenda Constitucional n.º 47, de 05 de julho de 2005; Emenda Constitucional n.º 70, de 29 de março de 2012; Emenda Constitucional n.º 88, de 7 de maio de 2015; Emenda Constitucional n.º 103, de 12 de novembro de 2019; Súmula Vinculante n.º 33 c/c artigo 57 da Lei n.º 8.213, de 24 de julho de 1991; Leis Complementares Federais n.º 123/2006 e 147/2014 – Estatuto da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte – (Das aquisições públicas – artigos 42 a 49), Lei Complementar Federal n.º 152/2015 – Dispõe sobre aposentadoria compulsória do servidor público. Lei Federal n.º 9.983/2000 e alterações – Lei de Crimes contra a Previdência; Lei Federal n.º 10.887/2004 e alterações – Dispõe sobre a aplicação de disposições da Emenda Constitucional n.º 41, de 19 de dezembro de 2003, altera dispositivos das Leis n.os 9.717, de 27 de novembro de 1998, 8.213, de 24 de julho de 1991, 9.532, de 10 de dezembro de 1997 e dá outras providências. Lei Federal n.º 9.717/1998 e alterações – Dispõe sobre regras gerais para a organização e o funcionamento dos regimes próprios de previdência social dos servidores públicos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, dos militares dos Estados e do Distrito Federal e dá outras providências. Lei Federal n.º 8.212/1991 Dispõe Lei Orgânica da Seguridade Social, institui Plano de Custeio, e dá outras providências e suas alterações: Artigos n.º 3, 10 ao 14, 20 ao 22; Lei Federal n.º 8.213/1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências; Lei Federal n.º 9.532/1997 Altera a legislação tributária federal e dá outras providências. Decreto n.º 3.788, de 11 de abril de 2001, instituiu, no âmbito da Administração Pública Federal, o Certificado de Regularidade Previdenciária – CRP; Lei Federal n.º 8.666/1993 e alterações – Institui normas para licitações e contratos no âmbito da Administração Pública. Lei Federal n.º 10.520, de 17 de julho de 2002 e alterações posteriores, que institui a licitação na modalidade pregão no âmbito da Administração Pública.
  • Legislação Municipal: Lei Complementar Municipal n.º 592/2006 e alterações – Institui o Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores do Município de Santos, cria o Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos, e dá outras providências. Lei Complementar Municipal n.º 1.088/2000 – Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos titulares de cargo efetivo do município de Santos, fixa o limite máximo para pagamento de aposentadorias e pensões pelo regime próprio de previdência dos servidores municipais de Santos, e dá outras providências. Lei Complementar Municipal n.º 1.089/2000 – Dispõe sobre a estruturação da carreira previdenciária, no âmbito do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos – IPREVSANTOS, e dá outras providências. Lei Complementar Municipal n.º 1.090/2000 – Altera as Leis Complementares n.º s 592 e 593, de 28 de dezembro de 2006, que tratam do Regime de Previdência Social dos Servidores do Município de Santos, e dá outras providências. Decreto Municipal n.º 5.307/2009 – Aprova o regulamento do Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Santos, e dá outras providências. Lei n.º 4.623/1984 – Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Municipais de Santos e dá outras providências.
Acompanhe nossas

redes sociais