Pesquisar no blog

Concurso Marinha Escola Naval (CPAEN): Edital publicado para nível médio!

Atenção concurseiros! Saiu o edital do novo concurso Marinha Escola Naval (CPAEN). As oportunidades são para homens e mulheres que tenham nível médio de escolaridade.

O curso pretende formar profissionais para o ano de 2023. Saiba mais!

 

Como fazer a inscrição do concurso Marinha Escola Naval (CPAEN)?

As inscrições estarão abertas a partir das 08h do dia 17 de janeiro até às 23h59 do dia 13 de fevereiro de 2022. Para se inscrever o candidato deverá acessar o site da Marinha do Brasil . A taxa de inscrição tem o valor fixo de R$ 100,00 e deverá ser pago até, no máximo, dia 17 de fevereiro.

Haverá isenção do valor da taxa de inscrição para os candidatos que pertençam à família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), cuja renda familiar mensal per capita seja inferior ou igual a meio salário-mínimo nacional, bem como para os candidatos doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde.

Sem prejuízo das sanções penais cabíveis, o candidato que prestar informação falsa com o intuito de usufruir da isenção estará sujeito a:

  • cancelamento da inscrição e exclusão do concurso, se a falsidade for constatada antes da homologação de seu resultado;
  • exclusão da lista de aprovados, se a falsidade for constatada após a homologação do resultado e antes da nomeação para o cargo; e
  • declaração de nulidade do ato de nomeação, se a falsidade for constatada após a sua publicação.

 

Por fim, a solicitação do benefício da isenção poderá ser feito entre os dias 17 de janeiro e 04 de fevereiro de 2022.

Vagas e remuneração do concurso Marinha 2020

São ofertadas 20 vagas, sendo 8 vagas para candidatos do sexo masculino e 12 vagas para candidatas do sexo feminino. Há, ainda, dentro desse quantitativo, a reserva de 2 vagas para candidatos negros do sexo masculino e de 2 vagas para as candidatas negras do sexo feminino.

Os aprovados ingressarão na formação de Oficiais no Corpo da Armada (CA), Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) e Corpo de Intendentes Marinha (CIM).

Durante esse curso, totalmente gratuito, o Aspirante perceberá remuneração atinente à essa graduação, no valor de R$ 1.574,12, sendo R$ 1.334,00 relativos ao soldo militar, R$ 173,42 relativos ao adicional militar e R$ 66,70 de adicional de compensação por disponibilidade militar.

Além disso, será proporcionado ao aluno alimentação, uniforme, vencimentos e assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa.

Requisitos necessários para investidura

Será necessário, para ingressar no CPAEN, ter concluído o Ensino Médio, além de ter, no mínimo, 18 anos e, no máximo, 23 até a data de 30 junho de 2022.

Também, será requisitado que os candidatos cumpram as seguintes exigências:

  •  Ser brasileiro nato, (ambos os sexos), nos termos do art. 12, I, parágrafo 3º da Constituição Federal;
  • Não ser casado ou ter constituído união estável e não ter filhos, assim permanecendo durante todo o período em que estiver sujeito aos regulamentos da Escola Naval;
  • Possuir idoneidade moral, a ser apurada por intermédio de averiguação da vida pregressa do candidato, por meio da Verificação de Dados Biográficos (VDB). Se militar, membro da Polícia ou do Corpo de Bombeiros Militar em atividade, apresentar, na data prevista para entrega de documentos para a realização da Verificação de Documentos (VD), conforme previsto no calendário de eventos, atestado de idoneidade moral e bons antecedentes de conduta emitido pela autoridade a quem estiver subordinado, conforme modelo constante no anexo IX;
  • Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar e da Justiça Eleitoral;
  • Estar autorizado pela respectiva Força Armada ou Força Auxiliar, em se tratando de militar ou membro da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar em atividade, conforme modelo constante no anexo X. Se militar da Marinha do Brasil (MB), o candidato deverá cumprir os procedimentos de comunicação da inscrição em CP;
  • Não estar na condição de réu em ação penal;
  • Não ter sido, nos últimos cinco anos, na forma da legislação vigente: I) responsabilizado por ato lesivo ao patrimônio público de qualquer esfera de governo, em processo disciplinar administrativo, do qual não caiba mais recurso, contado o prazo a partir da data do cumprimento da sanção; ou II) condenado em processo criminal com sentença transitada em julgado, contado o prazo a partir da data do cumprimento da pena;
  • Se ex-integrante de qualquer uma das Forças Armadas ou de Força Auxiliar, não ter sido excluído ou licenciado ex-ofício por ser declarado indigno para o Oficialato ou com ele incompatível,
    excluído ou licenciado a bem da disciplina, salvo em caso de reabilitação;
  • Não ser ex-aluno do Colégio Naval e das demais Escolas Preparatórias aos Cursos de Formação de Oficiais, tendo sido desligado por razão disciplinar;
  • Não ser ex-aluno das Escolas Formação de Praças, tendo sido desligado por razão disciplinar, ou não ter sido reprovado ou desligado a bem da disciplina, por insuficiência de nota de conceito ou ainda por falta disciplinar incompatível com o Oficialato, em Cursos de Formação de Oficiais ou Estágios de Aplicação de CP anteriores;
  • Efetuar o pagamento da taxa de inscrição ou requerer sua isenção;
  • Possuir registro no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
  • Possuir documento oficial de identificação original, com assinatura e com fotografia na qual possa ser reconhecido;
  • Ter altura mínima de 1,54m e a máxima de 2,00m; e, por fim,
  • Cumprir as demais instruções especificadas para o presente CP.

 

Como será a prova do concurso Marinha Escola Naval (CPAEN)?

A avaliação dos candidatos será constituída nas seguintes etapas:

  • Prova Escrita Objetiva de Matemática e Inglês (eliminatório e classificatório);
  • Prova Escrita Objetiva de Física e Português (eliminatório e classificatório);
  • Redação (eliminatório e classificatório);
  • Eventos Complementares (EVC), constituídos de: Verificação de Dados Biográficos (VDB); Inspeção de Saúde (IS); Teste de Aptidão Física (TAF); Avaliação Psicológica (AP); Verificação de Documentos (VD); e Procedimento de Heteroidentificação Complementar à Autodeclaração (PH) (eliminatório);
  • Período de Adaptação (PA).

 

As provas serão realizadas em dois dias subsequentes, ou seja, em um fim de semana completo, e acontecerão em todos os Estados brasileiros. Por isso, os candidatos precisam estar atentos ao local em que precisarão se dirigir para realizar a avaliação.

No primeiro dia será aplicada uma prova objetiva das disciplinas de Matemática e Inglês, que terá duração de 5 (cinco) horas e será constituída de 40 (quarenta) questões, sendo: 20 (vinte) de Matemática e 20 (vinte) de Inglês. Realizada na 2ª quinzena de agosto de 2020.

No segundo dia serão aplicadas uma prova objetiva das disciplinas de Física e Português e uma Redação, com duração total de 5 (cinco) horas. A prova objetiva será constituída de 40 (quarenta) questões, sendo: 20 (vinte) de Física e 20 (vinte) de Português. Enquanto isso, a redação deverá ser dissertativa, contendo no mínimo 20 (vinte) linhas contínuas, considerando o recuo dos parágrafos, e no máximo 30 (trinta) linhas. Não poderá conter qualquer marca identificadora ou assinatura, o que implicará na atribuição de nota zero à mesma.

O edital do certame não trouxe datas exatas para a aplicação das avaliações, mas estima-se que estas acontecerão na primeira quinzena de maio de 2022.

Teste de Aptidão Física

O teste de aptidão física (TAF) será composto pelas seguintes etapas:

  • Natação: os candidatos deverão nadar 50 metros em 1 (um) minuto e 30 (trinta) segundos para os candidatos do sexo masculino e em 2 (dois) minutos e (20) vinte segundos para as candidatas do sexo feminino; e
  • Corrida: os candidatos irão percorrer 2.400 metros em 14 minutos e 30 segundos para os candidatos do sexo masculino e em 16 minutos para as candidatas do sexo feminino.

 

Curso da Escola Naval

Os alunos irão participar do curso de graduação da Escola Naval, com duração de quatro anos letivos, sob regime de internato e cada ano letivo será dividido em duas etapas: o Período de Verão, que é a etapa em que serão realizados o estágio de adaptação, o estágio de sobrevivência na selva e as viagens de instrução, e o Período Acadêmico, aquele em que serão realizadas as atividades de ensino, treinamento físico e, por fim, a formação militar-naval.

No início do 3º ano letivo, o aluno poderá escolher a área em que atuará, tendo como opção o Corpo da Armada (CA), por exemplo, para atuar em Mecânica, Eletrônica ou Sistemas de Armas.

Também haverá a possibilidade de atuar como Fuzileiros Navais, nas mesmas áreas do CA, e, por fim, no Corpo de Intendentes da Marinha, na área de Habilitação em Administração.

Acompanhe nossas

redes sociais