Concurso PC RO: Iniciadas as tratativas para a divulgação do novo edital!

Foi informado pelo delegado-geral da corporação, Samir Fouad Abboud, que iniciou tratativas com a SEPOG para a realização do novo concurso PC RO (Polícia Civil de Rondônia). Ainda conforme o delegado-geral, a solicitação do certame já está em tramitação no poder Executivo. O novo edital é essencial para repor as vacâncias presentes na ...

Status do concurso: Previsto

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Foi informado pelo delegado-geral da corporação, Samir Fouad Abboud, que iniciou tratativas com a SEPOG para a realização do novo concurso PC RO (Polícia Civil de Rondônia).

Ainda conforme o delegado-geral, a solicitação do certame já está em tramitação no poder Executivo. O novo edital é essencial para repor as vacâncias presentes na corporação, que já chega à 4.121 cargos!

Tratativas do novo concurso PC RO

De acordo com informações do delegado-geral da Polícia Civil de Rondônia, Samir Fouad Abboud, a realização do novo concurso PC RO foi pauta em reunião da instituição e a SEPOG (Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão).

Ainda conforme o relato do delegado-geral, a solicitação do certame já está em tramitação no poder Executivo. Dessa maneira, novidades sobre a seleção poderão ser anunciadas em breve.

Segundo informações do último levantamento da Polícia Civil de Rondônia, divulgado no mês de junho de 2019, de 6.180 vagas nos quadros da instituição, 4.121 cargos estavam vagos.

Essas vacâncias presentes na Polícia Civil de Rondônia, estão distribuídas pelas seguintes carreiras:

– Agente de Polícia: 2.375 cargos vagos;

– Agente de Telecomunicações: 01 cargo vago;

– Auxiliar de Necropsia: 53 cargos vagos;

– Perito Papiloscopista: 332 cargos vagos;

– Delegado de Polícia: 267 cargos vagos;

– Escrivão: 955 cargos vagos;

– Médico Legista: 82 cargos vagos;

– Odontólogo Legal: 15 cargos vagos;

– Psiquiatra Legal: 19 cargos vagos;

– Técnico em Necropsia: 24 cargos vagos.

No final do mês de setembro, o deputado estadual Jair Montes (Avante), apresentou quatro indicações de concursos públicos , sendo um deles, o concurso PC RO.

Na justificativa, foi alegado pelo deputado que era necessário realizar os concursos públicos devido à carência de pessoal e a necessidade de efetivos.

O encaminhamento foi formalizado no dia 30 de setembro de 2020, ao governador do Estado de Rondônia.

“Sabe-se que o Estado de Rondônia está com déficit de servidores públicos no âmbito da segurança pública há muito tempo e, a realização destes certames sanaria tal deficiência, também para polícia militar e corpo de bombeiros militar”, salientou o deputado Jair Montes.

Os salários para as carreiras ofertadas no último certame foram de R$ 11.213,14 para os cargos Delegado e Perito, e de R$ 3.332,46 para as carreiras de Agente de Polícia, Escrivão, Datiloscopista, Técnico e Agente de Criminalística.

Todas os cargos cumprem carga horária de trabalho de 40 horas semanais, com contratação sob regime estatuário, que assegura a estabilidade empregatícia.

Requisitos e Atribuições dos cargos no concurso PC RO

Agente de Polícia

– Requisitos: Certificado, devidamente registrado pelo órgão competente de conclusão de curso de Nível Médio;

– Atribuições: Atividades relacionadas ao cumprimento das formalidades legais necessárias aos inquéritos, investigações e demais serviços relacionados à apuração de delitos, infrações penais e processos administrativos.

Agente de Criminalística

– Requisitos: Certificado, devidamente registrado pelo órgão competente de conclusão de curso de Nível Médio reconhecido pelo MEC;

– Atribuições: Auxiliar o perito criminal no levantamento de perícias externas e internas, de âmbito geral, visando subsidiar os estudos referentes ao trabalho policial, executar serviços de fotografia para ilustração de laudos periciais, bem como desempenhar atividades administrativas e outras atividades de interesse do órgão.

Datiloscopista

– Requisitos: Diploma devidamente registrado pelo órgão competente de conclusão de curso de graduação em Direito;

– Atribuições: Executar a atividade de nível superior, principalmente de direção, de supervisão, de coordenação, de planejamento, de orientação, de execução e de controle e administração policial estadual, bem como das investigações e operações policiais, além de instaurar e presidir procedimentos policiais a administrativos.

Delegado

– Requisitos: Diploma devidamente registrado pelo órgão competente de conclusão de curso de graduação em Direito;

– Atribuições: Executar a atividade de nível superior, principalmente de direção, de supervisão, de coordenação, de planejamento, de orientação, de execução e de controle e administração policial estadual, bem como das investigações e operações policiais, além de instaurar e presidir procedimentos policiais a administrativos.

Escrivão

– Requisitos: Certificado, devidamente registrado pelo órgão competente de conclusão de curso de Nível Médio;

– Atribuições: Atividades relacionadas ao cumprimento das formalidades legais necessárias aos inquéritos, aos processos administrativos e aos demais serviços cartorários.

Perito

– Requisitos: Diploma de nível superior em graduação/bacharelado, com registro no órgão competente, nas áreas de: Engenharia Civil, Engenharia Florestal, Engenharia Elétrica, Geologia, Sistemas de Informação ou Ciências da Computação ou Engenharia da Computação, Ciências Contábeis e, Diploma de nível superior em graduação/bacharelado ou licenciatura, com registro no órgão competente na área de Química;

– Atribuições: Atividades de nível superior, envolvendo planejamento, coordenação, controle e elaboração de perícia criminalística, atendimento em locais de crimes de qualquer natureza, elaboração de laudos, relatórios, pareceres técnicos e outras atividades afins.

Sobre a PC RO

A Polícia Civil do Estado de Rondônia é órgão do sistema de segurança pública cujas atribuições estão insculpidas nos termos do artigo 144, § 4º, da Constituição Federal e ressalvada competência da União, as funções de polícia judiciária e de apuração das infrações penais, exceto as de natureza militar.

Com a criação do Território Federal do Guaporé, em 13 de setembro de 1943, desmembrado dos estados do Mato Grosso e do Amazonas, a chefia de segurança pública, que até então era exercida pelos governos daqueles estados, dentro de suas respectivas circunscrições, passou a ser atribuição da Secretaria Geral do novo Território Federal, nos termos do Decreto nº 02, de 25 de fevereiro de 1944.

Através do Decreto nº 3, do mesmo ano, o Governador Aluísio Ferreira, criou os cargos de Delegado de Polícia, Delegado Auxiliar, Subdelegado de Polícia e Escrivão, padronizando a nova Polícia Civil de acordo com as suas congêneres brasileiras.

Em 1969, é instituída a Secretaria de Segurança Pública (SSP), como órgão integrante do governo do Território Federal do Guaporé, cuja denominação foi alterada para Território Federal de Rondônia a partir da Lei nº 2.731, de 17 de fevereiro de 1956.

A Lei Complementar Federal nº 41, de 22 de dezembro de 1981, criou o Estado de Rondônia, reorganizando-se, em consequência, a Polícia Civil através do Estatuto dos Servidores da Polícia Civil de Rondônia disciplinado pela Lei Complementar Estadual nº 15, de 14 de outubro de 1986. Com este Estatuto a Polícia Civil de Rondônia ficou mais bem estruturada.

Com a Constituição Federal de 1988, a Polícia Civil tornou-se instituição constitucional. A Lei Complementar nº 76, de 27 de abril de 1993, substituiu a Lei Complementar nº 15 e deu origem ao Estatuto da Polícia Civil que se acha em vigor até hoje.

Esta instituição (PC) tornou-se órgão autônomo através da Lei Complementar nº 42, de 19 de março de 1991.

A Polícia Civil de Rondônia é órgão vinculado à SESDEC (Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania), a qual anteriormente era denominada SSP (Secretaria de Segurança Pública), tendo ganhado a atual nomenclatura por força da reforma administrativa estabelecida pela Lei Complementar nº 224, de janeiro de 2000, que modificou a organização administrativa do Poder Executivo Estadual.

Último concurso PC RO

O último concurso PC RO teve seu edital publicado no ano de 2014. Na ocasião, foram ofertadas 106 vagas para os cargos de Delegado, Perito Criminal, Agente, Escrivão, Datiloscopista Policial, Técnico de Necropsia, Agente de Criminalística e Técnico de Laboratório. As oportunidades foram distribuídas da seguinte forma:

– Agente (40h): 40 vagas – R$ 3.332,46;

– Agente de Criminalística (40h): 02 vagas – R$ 3.332,46;

– Datiloscopista (40h): 05 vagas – R$ 3.332,46;

– Delegado (40h): 10 vagas – R$ 11.213,14;

– Escrivão (40h): 70 vagas – R$ 3.332,46;

– Técnico em Necropsia (40h): 07 vagas – R$ 3.332,46;

– Técnico de Laboratório (40h): 2 vagas – R$ 3.332,46.

A banca organizadora responsável pela execução do certame , foi a FUNCAB (Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt).

Os candidatos foram avaliados da seguinte maneira:

Nível Médio

Primeira Fase

a) Prova de conhecimentos (Objetiva), de caráter eliminatório e classificatório;

b) Redação, de caráter eliminatório e classificatório;

c) Teste de Capacidade Física, de caráter eliminatório;

d) Somente para candidatos ao cargo de Escrivão de Polícia Civil: Prova Prática de Digitação, de caráter eliminatório.

Segunda Fase

a) Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, onde serão realizadas a Investigação Social a ser realizada pela Academia de Polícia Civil do Estado de Rondônia – ACADEPOL e Secretaria da Segurança, Defesa e Cidadania/SESDEC/RO e, a Avaliação Psicológica a ser realizada pela FUNCAB, ambos de caráter eliminatório.

Nível Superior

Primeira Fase

a) Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;

b) Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;

c) Teste de Aptidão Física, de caráter eliminatório;

d) Prova de Títulos, de caráter classificatório.

Segunda Fase

a) Prova Oral, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada pela Polícia Civil do Estado de Rondônia.

Terceira Fase

a) Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, onde serão realizadas a Investigação Social a ser realizada pela Academia de Polícia Civil do Estado de Rondônia – ACADEPOL e Secretaria da Segurança, Defesa e Cidadania/SESDEC/RO e, a Avaliação Psicológica a ser realizada pela FUNCAB, ambos de caráter eliminatório.

A Prova Objetiva foi constituída de questões de múltipla escolha com 05 (cinco) alternativas, sendo apenas uma correta.

A Prova Discursiva/Redação, de caráter eliminatório e classificatório, teve duração de 03h.

A Prova Discursiva foi composta de 04 (quatro) questões sobre o tema enunciado no caderno de questões, baseado em um dos tópicos do conteúdo de Conhecimentos Específicos para os cargos de nível superior.

A Prova Discursiva valeu 25 (vinte e cinco) pontos cada questão, totalizando 100,0 (cem) pontos e o candidato para ser aprovado teve de atingir o mínimo de 50,0 (cinquenta pontos).

A Prova de Redação valeu 40,0 (quarenta) pontos e o candidato para ser aprovado teve de atingir o mínimo de 20,0 (vinte pontos).

Participaram do Teste de Aptidão Física (TAF), todos os candidatos de níveis médio e superior aprovados nas Provas Objetiva/Discursiva/Redação.

Foram exigidos no TAF, os seguintes exercícios:

a) Flexão de braço com apoio de frente ao solo;

b) Abdominais (tipo remador);

c) Corrida.

Histórico de Notícias

29/10/2020

Concurso PC RO: Delegado diz que tratativas para divulgação do edital foram iniciadas!

Foi declarado pelo delegado-geral da corporação, Samir Fouad Abboud, que iniciou tratativas com a SEPOG para a realização do novo concurso PC RO.

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais