Compartilhar:

Concurso Prefeitura de Balneário Piçarras – SC: SAIU EDITAL!

Foi publicado o edital do novo concurso Prefeitura de Balneário Piçarras, no estado de Santa Catarina. Oportunidades para níveis fundamental, médio e superior, com salários de até R$ 15 mil! Como fazer a inscrição do concurso Prefeitura de Balneário Piçarras – SC? As inscrições ficaram abertas até às 18 horas do dia 16 de dezembro de 20...

Status do concurso: Aberto

Edital disponível

Cadastre-se e Receba GRÁTIS!

Aulas com Técnicas para Organizar e Otimizar sua preparação!

Número de vagas 89
Salário De R$ 1.557,27 até R$ 15.824,91
Data de inscrição 21/11/2019 a 16/12/2019
Escolaridade Nível Fundamental, Nível Médio, Nível Superior, Nível Técnico
Estado Santa Catarina
Organizadora IBAM - Instituto Brasileiro de Administração Municipal
Valor da inscrição De R$ 60,00 a R$ 80,00
Data da prova 26/01/2020
Edital Arquivos

Foi publicado o edital do novo concurso Prefeitura de Balneário Piçarras, no estado de Santa Catarina. Oportunidades para níveis fundamental, médio e superior, com salários de até R$ 15 mil!

Como fazer a inscrição do concurso Prefeitura de Balneário Piçarras – SC?

As inscrições ficaram abertas até às 18 horas do dia 16 de dezembro de 2019.

Para realizar sua inscrição, o candidato deverá acessar o site da banca organizadora, IBAM.

O candidato que não tiver acesso à internet, poderá se inscrever pessoalmente na Prefeitura de Balneário Piçarras, localizada na Avenida Emanoel Pinto, n° 1.655, Centro, nos horários das 08h às 11h30min e das 14h às 17h.

A taxa de inscrição terá os seguintes valores:

Nível Fundamental: R$ 60,00;

Nível Médio: R$ 70,00;

Nível Superior: R$ 80,00.

O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 16 de dezembro de 2019.

Vagas e salários do concurso Prefeitura de Balneário Piçarras – SC

O certame oferta 89 vagas de caráter imediato, mais formação de cadastro reserva, nos níveis fundamental, médio e superior. As oportunidades são para os seguintes cargos:

Nível Fundamental: Motorista de Ambulância (CR);

Nível Médio: Agente Comunitário de Saúde/Morro Alto (4), Agente Comunitário de Saúde/Bairro Conceição (4), Agente Comunitário de Saúde/Lagoa (1), Agente Comunitário de Saúde/Nossa Senhora da Paz (12), Agente Comunitário de Saúde/Santo Antônio (6), Agente Comunitário de Saúde/Centro (8), Agente Comunitário de Saúde/Itacolomi (14), Auxiliar de Saúde Bucal (4), Técnico de Enfermagem/ESF (8);

Nível Superior: Cirurgião Dentista (5), Enfermeiro (CR), Enfermeiro/ESF (4), Médico 20h/ESF (5), Médico 40h/ESF (6), Professor em Educação Física (CR), Psicólogo (CR).

Os salários variam de R$ 1.557,27 a R$ 15.824,91, com jornadas de trabalho de 20 a 40 horas semanais.

Como será a prova do concurso Prefeitura de Balneário Piçarras – SC?

A avaliação dos candidatos será por meio de prova objetiva (para todos os cargos), realizada na data provável de 26 de janeiro de 2020, com duração de 02h30min.

Os locais e horários da prova serão informados no site da banca organizadora, IBAM, a partir do dia 15 de janeiro de 2020.

Os portões dos locais de prova serão abertos às 08h e fechados, impreterivelmente, às 09h. O candidato que chegar após o horário estabelecido não poderá ingressar no local de prova, ficando automaticamente excluído do certame.

O conteúdo programático da prova irá constar as seguintes disciplinas:

Nível Fundamental

– Língua Portuguesa: 10 questões;

– Matemática: 10 questões;

– Conhecimento Técnico Profissional: 10 questões.

Níveis Médio e Superior

– Língua Portuguesa: 10 questões;

– Legislação SUS: 10 questões;

– Conhecimento Técnico Professional: 10 questões.

O concurso público terá validade de 02 (dois) anos, a contar da data da publicação de sua homologação.

Requisitos necessários para investidura nos cargos do concurso Prefeitura de Balneário Piçarras – SC

O candidato interessado em pleitear uma das vagas ofertadas no certame, deverá estar atento para os seguintes requisitos básicos para a contratação:

– Ter nacionalidade brasileira ou equivalente;

– Estar em pleno gozo dos direitos políticos;

– Estar quites com as obrigações militares e eleitorais;

– Nível de escolaridade e capacitação técnica exigida para o exercício do cargo;

– Idade mínima de 18 (dezoito) anos;

– Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;

– Apresentar, quando se tratar de profissão regulamentada, no ato da posse, o competente registro de inscrição no respectivo órgão fiscalizador;

– Apresentar declaração de não possuir acúmulo de cargo público, exceto aqueles previstos na Lei;

– Apresentar declaração firmada pelo interessado na qual conste não haver sofrido condenação definitiva por crime doloso ou contravenção, nem penalidade disciplinar de demissão a bem do serviço público no exercício de função pública qualquer.

Sobre o município de Balneário Piçarras – SC

Segundo o historiador José Ferreira da Silva, em “História do Município de Penha” (1958), na segunda metade do século 18 pescadores portugueses vindos de São Francisco do Sul desceram a costa em busca de baleias, na época matéria-prima da principal atividade econômica da região.

Alguns desses desbravadores se fixaram no pedaço de terra do litoral catarinense que mais avança pelo mar, o qual chamaram de “Ponta do Itapocorói”, região habitada pelos índios Carijós. A fartura de baleias e as condições marítimas e geográficas ideais foram decisivas para que fundassem ali um povoado.

Em 1777 nasce “Armação do Itapocorói”, núcleo inicial dos municípios de Penha e Piçarras. Vale esclarecer que armação era o nome que os portugueses davam para o local onde erguiam estruturas próprias para o manuseio da baleia.

A partir daí, os poucos moradores que já se espalhavam ao longo da costa passaram a ser visitados com mais frequência por comerciantes que vinham do porto do Rio de Janeiro e retornavam com seus navios carregados de azeite, barbatanas e outros derivados da baleia, negociados em Armação.

Essa efervescência econômica atraiu muitas famílias, e em fins do século 18 e início do século 19, os Vieira, San’tAnna, Macedo, Silva Lima, Quadros, Pinto e Figueiredo já configuravam o povoado de Piçarras. Em 1820, passa pelo município o historiador francês August de Saint Hilaire, que registra suas impressões do lugar no livro “Viagem pela Província de Santa Catarina”: Percorrendo a praias, descreve, avistam-se casas, de distância em distância, simples choças, e toda a zona fronteira ao mar é muito povoada, enquanto que para o interior há unicamente floresta.

O território antes habitado por indígenas cede espaço ao colonizador açoriano. Com a extinção progressiva da baleia, Armação perde espaço econômico e político para Penha. A região hoje compreendida pelo município de Balneário Piçarras passa, em 1839, a integrar a freguesia da Penha, subordinada a São Francisco do Sul.

Mais tarde, em 1860, Itajaí assume o distrito de Penha e, portanto, Piçarras. A emancipação política de Penha vem em 1958 e, na mesma época, Piçarras inicia um movimento para emancipar-se também, o que consegue cinco anos depois. A instalação da sede do novo município acontece em 14 de dezembro de 1963. Francisco Fleith assume a Prefeitura.

Acompanhe nossas

redes sociais