Concurso Prefeitura de Pimenta – MG: EDITAL PUBLICADO com salários de até R$ 2,5 mil!

Foi publicado o edital do novo concurso Prefeitura de Pimenta, no estado de Minas Gerais. As oportunidades são destinadas para cargos de níveis médio e superior, com salários de até R$ 2,5 mil. Os interessados podem se inscrever a partir do mês de outubro, no site RHS Consult. Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, d...

Status do concurso: Aberto

Edital disponível

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Número de vagas 8
Salário De R$ 1.500,00 até R$ 2.500,00
Data de inscrição 12/10/2020 a 11/11/2020
Escolaridade Nível Médio, Nível Superior
Estado Minas Gerais
Organizadora RHS Consult
Valor da inscrição De R$ 45,00 a R$ 80,00
Data da prova 06/12/2020
Edital Arquivos

Foi publicado o edital do novo concurso Prefeitura de Pimenta, no estado de Minas Gerais. As oportunidades são destinadas para cargos de níveis médio e superior, com salários de até R$ 2,5 mil.

Os interessados podem se inscrever a partir do mês de outubro, no site RHS Consult. Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, prevista para dezembro!

Como fazer inscrição no concurso Prefeitura de Pimenta – MG?

As inscrições estão disponíveis a partir das 00h do dia 12 de outubro até às 23h59min do dia 11 de novembro de 2020.

Para se inscrever, o candidato deverá acessar o site da banca organizadora, RHS Consult .

O candidato que não tiver acesso à internet, poderá ir pessoalmente na Prefeitura Municipal de Pimenta/MG, localizada na Avenida Juscelino Kubitschek, nº 396, Centro.

A taxa de inscrição varia nos valores de R$ 45,00 a R$ 80,00.

O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 12 de novembro de 2020.

Vagas e salários do concurso Prefeitura de Pimenta – MG

O certame oferta 08 vagas de caráter imediato, nos níveis médio e superior. As oportunidades são para os seguintes cargos:

Nível Médio: Fiscal de Serviço de Inspeção Municipal (1), Fiscal de Obras e Posturas (2), Fiscal de Meio Ambiente (1);

Nível Superior: Assistente Social (1), Fiscal de Vigilância Sanitária (1), Nutricionista (1), Engenheiro Civil (1).

Os salários variam de R$ 1.500,00 a R$ 2.500,00, com jornadas de trabalho de 30 e 40 horas semanais.

Como será a prova do concurso Prefeitura de Pimenta – MG?

A avaliação dos candidatos será por meio de prova objetiva (para todos os cargos), aplicada na data provável de 06 de dezembro de 2020, com duração de 04 horas.

Os locais e horários da prova serão informados no site da banca organizadora, RHS Consult, a partir do dia 23 de novembro de 2020.

A prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, será composta por questões objetivas, de múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas.

Será aprovado na prova objetiva o candidato que atender, cumulativamente, às seguintes condições:

a) não zerar nenhuma disciplina da grade de provas;

b) obter nota igual ou superior a 50% (cinquenta por cento) da prova objetiva.

Ocorrerá ainda uma prova de títulos para os cargos de nível superior.

O conteúdo programático da prova irá constar as seguintes disciplinas:

Nível Médio

– Língua Portuguesa: 10 questões;

– Raciocínio Lógico: 10 questões;

– Conhecimentos Específicos/Legislação Municipal/Estadual/Federal: 20 questões.

Nível Superior

– Língua Portuguesa: 10 questões;

– Raciocínio Lógico: 10 questões;

– Conhecimentos Específicos/Legislação Municipal/Estadual/Federal: 20 questões.

A validade do concurso público é de 02 (dois) anos, contado da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Requisitos necessários para investiduras nos cargos do concurso Prefeitura de Pimenta – MG

São requisitos para ingresso no serviço público a serem apresentados quando da posse:

– Ter sido aprovado e classificado no Concurso, na forma estabelecida no edital;

– Ter nacionalidade brasileira, nato ou naturalizado, nos termos do Art. 12, da Constituição Federal;

– Não ter sofrido a penalidade de demissão, através de Processo Administrativo, no serviço Público, por prática de ato contra a administração;

– Ter no mínimo 18 (dezoito) anos completos na data da posse;

– Estar quite com as obrigações eleitorais e militares (esta última para candidatos do sexo masculino);

– Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;

– Possuir habilitação para o cargo pretendido, conforme o disposto na tabela de cargos, na data da posse;

– Não receber proventos de aposentadoria civil ou militar ou remuneração de cargo, emprego ou função pública que caracterizem acumulação ilícita de cargos, na forma do inciso XVI e parágrafo 10º do Art. 37 da Constituição Federal;

– Não registrar antecedentes criminais impeditivos do exercício da função pública, achando-se no pleno gozo de seus direitos civis e políticos;

– Apresentar certidões negativas cível e criminal, declaração de bens, bem como outros documentos que possam ser exigidos no ato da admissão;

– Estar em situação regular com a Justiça Eleitoral, apresentando certidão de quitação das obrigações eleitorais;

– Candidatos com deficiência – verificar Capítulo próprio, no edital.

Sobre o município de Pimenta – MG

Origem – A origem de Pimenta remota ao ano de 1790, quando surgiu um rancho ou pouso, certamente com a intenção de atrair mascates e viajantes para o comércio com fazendeiros da região. Não se tem notícia acerca do construtor do citado rancho de pouso.

O nome Pimenta tem duas versões. Para uns, vem do fato da existência de muitas moitas de pés de pimenta nas proximidades do primitivo rancho. A versão mais aceita é a que liga o nome à família de Manoel Pimenta, que chegou por volta de 1800 e do qual eram descendentes Francisco Hipólito e João Gomes, carpinteiros da antiga igreja matriz.

Em 1827 a família Rufino, que doara o local da construção da capela de Nossa Senhora do Rosário, legou a Nossa Senhora outros terrenos, nos quais surgiu um arraial chamado Estiva e, depois, Estiva de Nossa Senhora do Rosário.

O Tenente Coronel Antônio Gonçalves de Melo é considerado como o fundador do local, por ter mandado construir a capela de Nossa Senhora do Rosário, em 1841.

Em 1856 o aglomerado foi elevado à categoria de arraial, com o definitivo nome de Pimenta.

Em 1839 o arraial desligou-se de Itapecerica para integrar-se a Piumhi. Em 1901, passou a pertencer a Formiga, mas voltou de novo pra Piumhi no ano de 1911, até 1942, quando então passa a pertencer ao município de Pains.

O Pe. Jose Espíndola Bittencourt, chegado em 1901, foi o grande batalhador pela emancipação de Pimenta, elevada a vila em 1939. A Comissão de Emancipação foi composta pelos seguintes cidadãos, em 1948, por indicação de Pe. José Espíndola: Sidney da Costa Mesquita, Euclides Gomide de Oliveira, Francisco da Costa Miranda Júnior e Domingos Mendonça Filho.

Pela Lei 336 Pimenta foi emancipada no dia 27 de dezembro do ano de 1948, tendo seu primeiro prefeito o Sr. João Pedro Machado.

Com o incêndio do cartório de registro civil da cidade, em 19 de fevereiro de 1957, tornou-se impossível um levantamento completo da história municipal, pois somente o cartório possuía dados verídicos sobre a História do Município.

Pimenta teve sempre seu forte na agropecuária, mas caminha para o turismo, certamente seu grande futuro, como o de todas as cidades banhadas pelo Lago de Furnas.

Sob o ponto de vista urbano, a cidade progrediu muito nos últimos anos, com ruas e avenidas amplas e asfaltadas ou calçadas. O comércio se desenvolveu e a pequena cidade nada deixar a desejar se comparada com suas congêneres.

Acompanhe nossas

redes sociais