Concurso TCM SP: Tribunal de Contas do Município de São Paulo!

Excelente notícia concurseiros paulistas! O concurso TCM SP (Tribunal de Contas do Município de São Paulo) definiu os membros da comissão organizadora, edital está próximo de ser publicado. Concurso TCM SP está autorizado Está autorizado o concurso TCM SP, para os cargos de Auxiliar Técnico de Administração e Agente de Fiscalização, nos...

Status do concurso: Previsto

Última Notícia

Imagem Concurso TCM SP: Escolha da banca em andamento!

Concurso TCM SP: Escolha da banca em andamento!

O Concurso TCM SP terá a definição da banca organizadora em breve! Serão 102 vagas mais CR para Auxiliar Técnico de Fiscalização e Agente de Fiscalização.

Continuar Lendo

Histórico de Notícias

28/06/2019

Concurso TCM SP: Preparativos para publicação do edital são iniciados!

O concurso TCM SP (Tribunal de Contas do Município de São Paulo) já iniciou os preparativos para a publicado do edital do novo certame.

Continuar lendo
18/06/2019

Concurso TCM SP: Comissão organizadora definida, edital está próximo!

O concurso TCM SP (Tribunal de Contas do Município de São Paulo) definiu os membros da comissão organizadora, edital se aproxima da publicação.

Continuar lendo
22/06/2015

TCM – SP divulga notas de esclarecimentos

Continuar lendo
16/06/2015

O que cai na prova: TCM – SP

Continuar lendo
15/06/2015

Análise de edital: TCM – SP

Confira os principais pontos do concurso do TCM SP

Continuar lendo

Excelente notícia concurseiros paulistas! O concurso TCM SP (Tribunal de Contas do Município de São Paulo) definiu os membros da comissão organizadora, edital está próximo de ser publicado.

Concurso TCM SP está autorizado

Está autorizado o concurso TCM SP, para os cargos de Auxiliar Técnico de Administração e Agente de Fiscalização, nos níveis médio e superior, respectivamente.

No dia 15 de junho de 2019, o Tribunal de Contas do Município de São Paulo definiu os membros que serão responsáveis pela organização do próximo concurso.

Vale ressaltar que o certame para o cargo de Auxiliar Técnico de Administração, está autorizado desde o mês de janeiro de 2018, ofertando 10 vagas. A autorização foi concedida pelo aumento no número de pedidos de aposentadorias e maior necessidade de qualificação profissional dos servidores do tribunal.

Mediante a publicação das portarias, a notícia positiva foi a adição do cargo de Agente de Fiscalização, com exigência que o candidato tenha nível superior. Para o cargo a oferta será de 92 vagas, sendo 2 vagas de caráter imediato e 90 vagas para formação de cadastro reserva. O cargo pode abranger várias áreas, como por exemplo, Administração, Ciências Contábeis, Enfermeiro, entre outras.

Nova-TCM-SP

Definida comissão organizadora

Uma ótima notícia para os concurseiros interessados no certame é que a comissão organizadora já foi formada, essa medida irá acelerar a publicação do edital, pois os preparativos para as próximas etapas já podem ser iniciados.

Entre esses preparativos, está a escolha da banca organizadora que será responsável pela execução do concurso TCM SP, os membros da comissão serão responsáveis por definir a organizadora, bem como acompanhar todo o certame. Eles prepararão o projeto básico a ser utilizado para definir a banca contratada.

A banca organizadora terá a responsabilidade em publicar o edital, receber as inscrições e realizar todo as etapas. Caberá também a comissão definir o modo de contratação, caso seja por meio de dispensa, o processo tende a ser mais ágil.

Salários e benefícios do concurso TCM SP

Auxiliar Técnico de Fiscalização

O salário inicial para o cargo tem o valor de R$ 10.317,50, sendo composto de R$ 5.046,82 de vencimento básico e Gratificação de Incentivo à Especialização e Produtividade no valor de R$ 5.270,50. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

O cargo conta ainda com mais sete níveis, garantindo progressões salariais durante o exercício do cargo. Os ganhos do servidor estão limitados ao teto constitucional de R$ 24.165,87, já incluso as vantagens de ordem pessoal.

Agente de Fiscalização

A remuneração inicial chega ao valor de R$ 18.829,53, composto pelo vencimento básico de R$ 10.818,37 e pela Gratificação de Incentivo à Especialização e Produtividade no valor de R$ 8.011,16. O candidato interessado no cargo, terá a jornada de trabalho de 40 horas semanais.

A carreira de Agente de Fiscalização conta com mais sete níveis, o que garante progressões salarias durante o exercício do cargo. O salário do servidor também está limitado ao teto constitucional no valor de R$ 29.093,16, incluídas as vantagens de ordem pessoal.

Além dos salários, os servidores também contam com os seguintes benefícios previstos em Lei:

♦ Auxílio Transporte (valor diário por dia de efetivo exercício);

♦ Auxílio Refeição (valor diário de R$ 36,00);

♦ Auxílio Doença (um mês do vencimento, após cada período de 12 meses consecutivos de licença para tratamento de saúde do próprio servidor);

♦ Auxílio-Alimentação;

♦ Auxílio-Saúde.

Nova-TCMSP

Requisitos e Atribuições dos cargos

Auxiliar Técnico de Fiscalização – Técnico de Enfermagem

Executar serviços de apoio na unidade de saúde, sob supervisão direta do Enfermeiro; Realizar tarefas de auxílio ao Enfermeiro ou Médico; Prestar primeiros socorros; Proceder à desinfecção de materiais; Controlar a validade dos medicamentos e executar, no nível de suas competências, ações de assistência básica nas áreas de atenção à criança; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Auxiliar Técnico de Fiscalização – Professor de Educação Infantil

Desenvolver e avaliar atividades pedagógicas para viabilizar a alfabetização das crianças; Planejar e desenvolver com as crianças conteúdos de naturezas diversas; Planejar, elaborar e viabilizar atividades especiais para comemorações festivas; Registrar em relatório as ocorrências e o estágio de desenvolvimento da criança; Planejar e viabilizar reuniões periódicas com os pais; Supervisionar o trabalho desenvolvido pelos auxiliares de apoio à fiscalização; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Auxiliar Técnico de Fiscalização – Suporte Administrativo

Executar variada gama de atividades de suporte administrativo, envolvendo organização de arquivo, operação de microcomputadores, datilografia, atendimento aos servidores, redação de documentos, montagem de processos, solicitação de materiais, leitura e recorte de publicações, registro e conferência de dados, pesquisa de preços e realização e conferência de cálculos; Exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes a sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Administração

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Administração, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no CRA.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação nas unidades administrativas do Tribunal; exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes à sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Biblioteconomia

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Biblioteconomia, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no CRB.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do Tribunal.

Agente de Fiscalização – Ciências Contábeis

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Ciências Contábeis, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no CRC.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do Tribunal; exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes à sua área de atuação.

Nova-tcm-sp

Agente de Fiscalização – Ciências Jurídicas

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Ciências Jurídicas, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro na OAB.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do Tribunal; exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes à sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Economia

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Economia, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no CORECON.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do Tribunal; exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes à sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Engenharia Civil

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Engenharia Civil, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, e registro no CREA.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do Tribunal; exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes à sua área de atuação.

Agente de Fiscalização – Tecnologia da Informação

Requisitos: Diploma, certificado ou certidão de conclusão de curso de graduação na área de Informática, com essa ou equivalente denominação, expedido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação, ou qualquer curso superior, em nível de graduação, devidamente reconhecido pelo Ministério da Educação, acompanhado de especialização na área de Informática, com carga horária mínima de 360 (trezentas e sessenta) horas/aula. Experiência mínima de 02 (dois) anos na área.

Atribuições: Realizar inspeções, auditorias, acompanhamento de despesas e execuções contratuais no âmbito de todos os órgãos municipais e entidades estatais, buscando o atendimento dos princípios da legalidade, legitimidade, eficiência, economicidade, moralidade, impessoalidade e publicidade; elaborar relatórios de vistorias e diligências; fornecer informações com vistas a elaborar o Plano Anual de Fiscalização, bem como os Programas de Auditorias e Inspeções; exercer atividades de sua área de atuação, nas unidades administrativas do Tribunal; planejar, conceber, coordenar, gerenciar e participar de ações para a implementação de soluções de Tecnologia de Informação, prover e manter em funcionamento essa estrutura tecnológica composta por sistemas, serviços, equipamentos e programas de informática necessários ao funcionamento do Tribunal de Contas do Município de São Paulo; definir e propor normas e procedimentos a serem adotados pelo Tribunal; exercer quaisquer outras atividades por determinação superior, desde que inerentes à sua área de atuação.

Nova-TCM-SP

Sobre o TCM SP

O Tribunal de Contas do Município de São Paulo é um órgão independente e autônomo que pertence à estrutura da esfera municipal.

É um centro de competências que, por isso, não tem personalidade jurídica e como consequência não tem capacidade postulatória. Isto quer dizer que não tem capacidade para estar em juízo, ou seja, as ações devem ser propostas contra o ente federativo e não contra o Tribunal de Contas.

Por sua vez, quando o Tribunal de Contas aplica sanções pecuniárias, multa ou condenação a ressarcir prejuízos causados, por exemplo, se não forem cumpridas espontaneamente, como títulos executivos constitucionais que são suas decisões, têm de ser executadas em juízo pelos procuradores do município que representam o Ente Federativo Município, Pessoa Jurídica de Direito Público que detém a capacidade postulatória.

Ao Tribunal de Contas do Município de São Paulo compete a fiscalização e o controle da Receita e da Despesa do Município de São Paulo, com posterior análise, emitindo parecer sobre as Contas do Executivo e do próprio TCM e julgamento das Contas do Legislativo, das Empresas Públicas, Autarquias e Sociedades de Economia Mista. Então, quando analisa as contas do Chefe do Poder Executivo o Tribunal de Contas emite parecer técnico, já que é a Câmara Municipal que julga. Em relação aos demais casos, o Tribunal de Contas decide sobre a regularidade ou não dos gastos, portanto, julga nos termos do art. 71, II, da Constituição Federal.

Compete ao TCM o papel de zelar para que não haja desperdício dos recursos públicos no Município de São Paulo, atuando, inclusive, preventivamente e em missão pedagógica.

Último concurso

Agente de Fiscalização

O último concurso do TCM SP para o cargo de Agente de Fiscalização teve seu edital publicado no ano de 2015, na ocasião foram ofertadas 40 vagas, com exigência que o candidato tivesse nível superior de formação.

As vagas foram distribuídas da seguinte maneira:

Administração: 2 vagas;

Biblioteconomia: 1 vaga;

Ciências Contábeis: 8 vagas;

Ciências Jurídicas: 12 vagas;

Economia: 2 vagas;

Engenharia Civil: 12 vagas;

Tecnologia da Informação: 3 vagas.

A banca organizadora responsável pela execução do concurso foi a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

A avaliação dos candidatos foi por meio de prova objetiva e prova discursiva. O conteúdo programático da prova objetiva foi composto pelas disciplinas de Conhecimentos Gerais (24 questões), Conhecimentos Específicos (40 questões), Conhecimentos Especializados (36 questões).

Nova-tcm-sp

Auxiliar Técnico de Fiscalização

O último concurso para o cargo de Auxiliar Técnico de Fiscalização teve seu edital publicado no ano de 2006, na época foram ofertadas 32 vagas, foi exigido que o candidato tivesse nível médio de formação.

As oportunidades foram distribuídas da seguinte forma:

Suporte Administrativo: 23 vagas;

Técnico de Enfermagem: 03 vagas;

Professor de Educação Infantil: 06 vagas.

A banca organizadora responsável pelas etapas e execução do concurso foi o Instituto Cetro.

A avaliação dos candidatos foi mediante prova objetiva e prova de redação. O conteúdo programático da prova objetiva englobou as disciplinas de Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos.

Últimas notícias

Concurso TCM SP: Preparativos para publicação do edital são iniciados!

Concurso TCM SP: Comissão organizadora definida, edital está próximo!

Acompanhe nossas

redes sociais