Pesquisar no blog

Concurso MGI: Edital publicado com 1.620 vagas no CNU!

Ótimas notícias, concurseiros! O concurso MGI (Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos) foi publicado e está com as inscrições abertas!

O órgão oferece 1.479 vagas de nível superior, com iniciais de até R$ 20 mil!

Tem interesse no certame? Continue com a gente e confira como participar!

Resumo do Edital

Vagas: 1.620
Escolaridade: nível superior
Salário: de R$ 4.407,90 a R$ 20.924,80
Período de inscrição: de 19/01/2024 a 09/02/2024
Taxa de inscrição: R$ 90,00
Prova: 05/05/2024
Banca: Cesgranrio
Baixe os editais.

Como se inscrever no concurso MGI?

O concurso do MGI, em parceria com o Concurso Nacional Unificado , está com as inscrições abertas! 

Os interessados em participar do certame devem realizar as inscrições até às 23h59 do dia 09 de fevereiro de 2024, através do Portal Gov.br . Para isso, é obrigatório o cadastro prévio no site! 

Além da opção de inscrição online, para aqueles que tiverem dificuldades, há a possibilidade de inscrição presencial em agências do Banco do Brasil e dos Correios, disponíveis nos 220 municípios onde as provas serão aplicadas.

Para efetivar a inscrição, o candidato deve realizar o pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 90,00.

Houve também a possibilidade de isenção da taxa para candidatos que se enquadrem em pelo menos um dos seguintes requisitos: 

  • Inscritos no CadÚnico;
  • Doador de Médula Óssea;
  • Seja ou tenha sido bolsita do ProUni; ou
  • Seja ou tenho sido financiado pelo Fies.

No entanto, o período de solicitação foi encerrado no dia 26 de janeiro de 2024! 

Atenção! Para se inscrever, o candidato deve seguir os seguintes passos para escolher a sua área de atuação:

  • Primeiro: Escolher o bloco temático;
  • Segundo: Selecionar os cargos desejados;
  • Terceiro: Estabelecer a ordem de preferência entre os cargos; e
  • Quarto: Determinar a preferência das especialidades.

Além disso, será permitido escolher todos os cargos de um bloco temático em uma única inscrição, considerando as características e requisitos de cada um.

É importante ressaltar que no ato de inscrição o candidato deve indicar o município onde deseja realizar as provas.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunosClique aqui  e saiba mais!

Cargos, vagas e salários do concurso MGI

O Ministério da Gestão e da Inovação está ofertando 1.479 vagas de nível superior para os seguintes cargos:

Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharia

  • Analista de Infraestrutura (AIE): R$ 12.982,20
    • Arquitetura (55)
    • Engenharia Civil (142)
    • Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia (73)
  • Arquiteto (14)
    • R$ 6.804,55
  • Engenheiro (68)
    • R$ 6.804,55
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental EPPGG (05)
    • R$ 20.924,80

Bloco 2 – Tecnologia, Dados e Informação

  • Analista em Tecnologia da Informação —  ATI (300)
    • R$ 11.150,80
  • Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS — Tecnologia da Informação (20)
    • R$ 8.336,82
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental EPPGG (15)
    • R$ 20.924,80
  • Estatístico (12)
    • R$ 6.804,55

Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas

  • Analista de Infraestrutura (AIE) — Geociências (30)
    • R$ 12.982,20
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental EPPGG Ambiental, Agrário e Biológicas (05)
    • R$ 20.924,80

Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor

  • Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS (20)
    • R$ 8.336,82
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental EPPGG (10)
    • R$ 20.924,80
  • Médico (16)
    • R$ 4.407,90
  • Médico Psiquiatria (04)
    • R$ 4.407,90
  • Psicólogo (02)
    • R$ 5.488,70

Bloco 5 – Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direito Humanos

  • Analista Técnico Administrativo – História (08)
    • R$ 5.488,70
  • Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS – MGI, MJSP, MDHC, MEC (460)
    • R$ 8.336,82
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG (20)
    • R$ 20.924,80
  • Técnico em Assuntos Educacionais – Pedagogia (02)
    • R$ 5.488,70

Bloco 6 – Setores Econômico e Regulação

  • Economista (27)
    • R$ 6.804,55
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG (15)
    • R$ 20.924,80

Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração Pública

  • Analista Técnico Administrativo (182)
    • R$ 5.488,70
  • Arquivista (16)
    • R$ 5.488,70
  • Bibliotecário (04)
    • R$ 5.488,70
  • Contador (05)
    • R$ 5.488,70
  • Especialista em Políticas Públicas de Gestão Governamental – EPPGG (80)
    • R$ 20.924,80
  • Técnico em Comunicação Social (10)
    • R$ 5.488,70

Requisitos

As exigências básicas para investidura nos cargos no MGI são:

  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de direitos e obrigações civis e de gozo de direitos políticos, nos termos do § 1º, art. 12, da Constituição Federal e do Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta, promulgado no Brasil por meio do Decreto nº 3.927/2001;
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais;
  • Estar em dia com as obrigações militares, em caso de candidato brasileiro do sexo masculino;
  • Ter, na data de admissão, idade mínima de 18 (dezoito) anos completos;
    • Só poderá ser empossado em cargo público aquele que for julgado apto física e mentalmente para o exercício do cargo. O exame médico admissional avaliará a capacidade física e mental do candidato para exercer as atividades do cargo público que irá ocupar;
  • A convocação para o exame médico admissional é de responsabilidade dos órgãos aderentes ao Concurso Público
    Nacional Unificado para a investidura nos seus respectivos cargos;
  • Ser aprovado no Concurso Público Nacional Unificado e preencher os requisitos previstos no Edital; e
  • Não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público federal, nos termos dispostos no art. 137 da Lei Federal nº 8.112/1990, e suas alterações.

Já os requisitos específicos de cada cargo/especialidade estão relacionados ao nível de escolaridade e área de formação dos candidatos.

Etapas de seleção do concurso MGI

A seleção do concurso MGI será realizada nas seguintes etapas: 

  • Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Perícia médica (avaliação biopsicossocial) dos candidatos que se declararem com deficiência para verificar se efetivamente se trata de pessoas com deficiência, de caráter eliminatório;
  • Procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negro;
  • Avaliação de títulos (quando for o caso), de caráter classificatório;
  • Curso de formação, de caráter classificatório e eliminatório.

As provas ocorrerão, simultaneamente, no dia 05 de maio de 2024, em 220 municípios, em dois turnos, sendo eles:

Matutino –  com 2h30 de duração

  • Nível Superior
    • Prova Objetiva: Conhecimentos Gerais (20 questões)
    • Prova Discursiva

Vespertino  – 3h30 de duração

  • Nível Superior
    • Prova Objetiva: Conhecimentos Específicos (50 questões)

Confira mais detalhes!

Prova Objetiva

A prova objetiva será composta por 70 questões de múltipla escolha, onde serão avaliadas as seguintes disciplinas:

Conhecimentos Gerais (20)

  • Políticas públicas
  • Desafios do estado de Direito: democracia e cidadania
  • Ética e integridade
  • Diversidade e Inclusão na sociedade
  • Administração Pública Federal
  • Finanças Públicas

Conhecimentos Específicos (50)

  • Bloco 1 – Gestão Governamental e Governança Pública
    • Eixo Temático 1 — Infraestrutura, Exatas e Engenharia
    • Eixo Temático 2 — Políticas Públicas
    • Eixo Temático 3 — Gestão Ambiental e Tecnológica, Sustentabilidade e Energia
    • Eixo Temático 4 — Planejamento e Gestão de obras, Políticas Públicas de Infraestrutura e Acessibilidade
    • Eixo Temático 5 — Engenharia Cartográfica e Geoprocessamento 
  • Bloco 2 – Tecnologia, Dados e Informação
    • Eixo Temático 1 — Gestão Governamental e Governança Pública
    • Eixo Temático 2 — Políticas Públicas
    • Eixo Temático 3 — Gerência e Suporte da Tecnologia da Informação 
    • Eixo Temático 4 — Desenvolvimento de Software
    • Eixo Temático 5 — Apoio à Decisão, Inteligência Artificial e Métodos Quantitativos
  • Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas
    • Eixo Temático 1 — Gestão governamental e governança pública
    • Eixo Temático 2 — Políticas públicas
    • Eixo Temático 3 — Caracterização da paisagem do meio rural  
    • Eixo Temático 4 — Práticas de produção agropecuária no meio rural
    • Eixo Temático 5 — Desenvolvimento sustentável no meio rural
  • Bloco 4 – Trabalho e Saúde do Servidor
    • Eixo Temático 1 — Gestão Governamental e Governança Pública
    • Eixo Temático 2 — Políticas Públicas
    • Eixo Temático 3 — Sociologia e Psicologia Aplicadas ao Trabalho
    • Eixo Temático 4 — Segurança e Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora
    • Eixo Temático 5 — Direito do Trabalho
  • Bloco 5 – Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos
    • Eixo Temático 1 — Gestão Governamental e Governança Pública
    • Eixo Temático 2 — Políticas Públicas: Educação, Ciência e Tecnologia e Justiça
    • Eixo Temático 3 — Políticas Públicas: Saúde e Desenvolvimento Social
    • Eixo Temático 4 — Direitos Humanos, Direitos dos Povos Originários e das Populações Tradicionais
    • Eixo Temático 5 — Pesquisa e Avaliação
  • Bloco 6 – Setores Econômico e Regulação
    • Eixo Temático 1 — Gestão Governamental e Governança Pública
    • Eixo Temático 2 — Políticas Públicas e Análises de Dados
    • Eixo Temático 3 — Economia, Economia Solidária e Contexto Internacional
    • Eixo Temático 4 — Orçamento Público, Contabilidade e Regulação
    • Eixo Temático 5 — Inglês
  • Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração Pública
    • Eixo Temático 1 — Gestão Governamental e Governança Pública: Estratégia, Pessoas, Projetos e Processos
    • Eixo Temático 2 — Gestão Governamental e Governança Pública: Riscos, Inovação, Participação, Logística e Patrimônio
    • Eixo Temático 3 — Políticas Públicas e Noções de Estatística
    • Eixo Temático 4 — Administração Financeira e Orçamentária, Contabilidade Pública e Compras na Administração Pública
    • Eixo Temático 5 — Comunicação, Gestão Documental, Transparência e Proteção de Dados

Em uma escala de 0 à 100 pontos, será eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas.

Prova Discursiva

A prova discursiva do concurso consistirá em uma questão dissertativa abordando o conteúdo programático específico de cada Bloco.

Os candidatos serão avaliados em uma escala de 0 a 100 pontos, considerando os seguintes aspectos:

  • Conhecimentos Específicos (50% da pontuação total):
    • Compreensão, conhecimento, desenvolvimento e adequação dos conceitos relacionados às Áreas de Conhecimento.
    • Conexão e pertinência ao assunto abordado.
    • Atendimento aos tópicos solicitados.
  • Uso do Idioma (50% da pontuação total):
  • Proficiência na aplicação de conhecimentos ortográficos, gramaticais adequados à norma-padrão.
  • Proficiência em aspectos textuais, como introdução, desenvolvimento e conclusão, observando coerência e coesão.

Será considerado eliminado o candidato que obtiver nota zero na prova discursiva ou elaborar um texto assinado e/ou apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a sua identificação.

Prova de Títulos

Esta etapa terá como objetivo avaliar a titulação acadêmica e/ou a experiência profissional do candidato, bem como a produção acadêmica, técnica ou cultural, limitada à pontuação máxima de 10,0 pontos.

Os candidatos deverão enviar os documentos necessários durante o período de 29 de junho a 01 de julho de 2024.

Serão considerados as seguintes titulações:

  • Doutorado
  • Mestrado
  • Especialização, com carga horária mínima de 360 horas/aula na área do cargo/especialidade
  • Experiência Profissional

A pontuação atribuída a cada título será utilizada como critério de classificação dos candidatos. 

Como é a prova da Cesgranrio?

A Fundação Cesgranrio é reconhecida pela organização de concursos a nível nacional, como Petrobras, Banco do Brasil, BNDES e IBGE.

A banca, que também organiza concursos regionais, é considerada de média complexidade, com questões de múltipla escolha contendo 5 alternativas, sendo curtas e objetivas.

A Cesgranrio é conhecida por distribuir de maneira abrangente o conteúdo programático do edital. 

Na cobrança por matéria há algumas características específicas:

  • Língua Portuguesa:
    • Maior foco em Interpretação de Texto e Gramática Normativa.
  • Matemática e Raciocínio Lógico:
    • Apresentação de gráficos, tabelas e outros recursos para acompanhar as questões.
  • Língua Inglesa:
    • Questões mais complexas do que a maioria das avaliações de concurso do segmento, exigindo do candidato um conhecimento mais aprofundado na língua, especialmente em compreensão e vocabulário.
  • Informática:
    • Questões não muito complexas, abordando noções de internet, conceitos de segurança da informação e as principais ferramentas de trabalho digital em escritórios, como o pacote Office.
  • Disciplinas de Direito:
    • Cobrança direta e associada à letra da lei, com ocasionais questões envolvendo jurisprudência.

Aqui estão algumas dicas que podem te ajudar a gabaritar a prova Cesgranrio:

  • Analise provas anteriores da Cesgranrio para compreender o padrão de perguntas, a forma como são elaboradas e os temas mais recorrente;
  • Divida seu tempo de estudo de forma equilibrada entre as disciplinas, dando ênfase às áreas de maior peso na prova;
  • Faça simulados para se acostumar com o formato e a dinâmica do exame; e
  • Dê atenção às peculiaridades de cada disciplina conforme cobrada pela banca. 

Tem interesse em ingressar na carreira pública? Confira aqui todos os concursos abertos a nível nacional!

Sobre o MGI

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) é um órgão da administração direta do Estado brasileiro, responsável pelas ações de reforma da máquina pública e pelo fomento à eficiência governamental, incluindo a busca pela digitalização e pela desburocratização do governo.

O MGI foi criado visando estabelecer as diretrizes, normas e procedimentos voltados à gestão administrativa, à política de gestão de pessoas, liderança e desenvolvimento de competências transversais; à transformação digital, governança e compartilhamento de dados; e à administração do patrimônio imobiliário da União, entre outras competências voltadas para uma maior eficiência, eficácia e efetividade do serviço público federal.

Acompanhe nossas

redes sociais