Concurso TRF1: Prazo de validade é suspenso até o fim do estado de calamidade pública!

O concurso TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) suspendeu a validade da seleção para os cargos de Técnico e Analista. O prazo será retomado após o fim do estado de calamidade pública. Vale ressaltar, que anteriormente, a validade do certame havia sido prorrogada até o dia 11 de abril de 2022. O último concurso atraiu mais de 1...

Status do concurso: Previsto

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Última Notícia

Imagem Concurso TRF1: Comissão organizadora está sendo formada!

Concurso TRF1: Comissão organizadora está sendo formada!

Está sendo formada a comissão organizadora que será responsável pelos trâmites do novo concurso TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região).

Continuar Lendo

Histórico de Notícias

03/10/2017

Concurso TRF 1: Últimas horas de inscrições para nível médio e superior com ganhos de até R$14 mil!

Concurso TRF 1: Último dia de inscrições com 14 vagas, mais cadastro reserva, para nível médio e superior com ganhos de até R$ 14 mil!

Continuar lendo
28/09/2017

O que cai na prova Concurso TRF 1

Concurso TRF 1: 14 vagas imediatas mais cadastro reserva para nível médio e superior. ganhos de até R$ 14 mil! Saiba o que estudar para a prova!

Continuar lendo
11/09/2017

Concurso TRF 1: O que faz Técnico Judiciário (nível médio)?

Concurso TRF 1: 14 vagas mais mais 6.798 de CR. Saiba tudo sobre o cargo de maior destaque do certame, o Técnico Judiciário - Área Administrativa!

Continuar lendo

O concurso TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) suspendeu a validade da seleção para os cargos de Técnico e Analista. O prazo será retomado após o fim do estado de calamidade pública.

Vale ressaltar, que anteriormente, a validade do certame havia sido prorrogada até o dia 11 de abril de 2022. O último concurso atraiu mais de 170.000 candidatos inscritos!

Suspensão do prazo de validade do concurso TRF1

O presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, decidiu suspender o prazo de validade do concurso TRF1 realizado em 2017. A informação foi publicada no Diário Oficial da União.

A suspensão ocorreu devido à pandemia causada pela Covid-19, e começa a ser contada a partir do dia 28 de maio. Ainda é informado no documento, que tão logo o decreto do estado de calamidade pública seja encerrado, o certame terá sua validade retomada.

É importante lembrar que, anteriormente, a validade do concurso TRF1 havia sido prorrogada até o dia 11 de abril de 2022.

Após ter a validade prorrogada, a seleção para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região nomeou nove candidatos aprovados no concurso de 2017.

As nomeações foram divulgadas no mês de maio, no Diário Oficial da União. O órgão tem abrangência nos seguintes estados: Minas Gerais, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins, além do Distrito Federal.

Esses participantes aprovados irão suprir déficit de servidores exonerados, aposentados e que migraram para outros órgãos. Os cargos nomeados foram de Técnicos e Analistas.

As nomeações ocorreram pouco mais de um mês após o Tribunal prorrogar o prazo de validade do concurso TRF1 2017.

Dessa maneira, quando a validade do certame for retomada, o órgão ainda poderá convocar e nomear mais candidatos aprovados até o dia 11 de abril de 2022, para os seguintes cargos:

Analista Judiciário

  • Judiciária;
  • Administrativa;
  • Judiciária/Especialidade Oficial de Justiça Avaliador Federal;
  • Apoio Especializado/Especialidade Taquigrafia;
  • Apoio Especializado/Especialidade Informática.

Técnico Judiciário

  • Administrativa/Especialidade Segurança e Transporte;
  • Área Apoio Especializado/Especialidade Taquigrafia.

Requisitos e Atribuições dos cargos no concurso TRF1

Requisitos

Analista Judiciário – Área: Administrativa

– Curso de nível superior em qualquer área de formação.

Analista Judiciário – Área/Judiciária

– Curso de nível superior em Direito.

Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade/Informática

– Curso de nível superior em Informática, ou diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, acrescido de curso de especialização na área de Análise de Sistemas, com carga horária mínima de 360 horas.

Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade/Taquigrafia

– Curso de nível superior em qualquer área de formação.

Analista Judiciário – Área: Judiciária – Especialidade/Oficial de Justiça Avaliador Federal

– Curso de nível superior em Direito.

Técnico Judiciário – Área: Administrativa

– Ensino médio ou curso técnico equivalente.

Técnico Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade/Taquigrafia

– Ensino médio ou curso técnico equivalente.

Técnico Judiciário – Área Administrativa – Especialidade/Segurança e Transporte

– Ensino médio ou curso técnico equivalente e Carteira Nacional de Habilitação, categoria C ou D.

Atribuições

Analista Judiciário – Área: Administrativa

– Realizar atividades de nível superior a fim de favorecer o adequado funcionamento e desenvolvimento da organização; planejar, executar, acompanhar e avaliar planos, projetos, programas ou estudos ligados à administração de recursos humanos, materiais e patrimoniais, orçamentários e financeiros, bem como ao desenvolvimento organizacional, à contadoria e(ou) auditoria; emitir pareceres, relatórios técnicos, certidões, declarações, informações em processos, bem como outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área: Judiciária

– Realizar atividades de nível superior a fim de fornecer suporte técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e(ou) órgãos julgadores; desempenhar o processamento de feitos, elaborar pareceres, certidões e relatórios estatísticos, analisar e pesquisar legislação, doutrina e jurisprudência; indexar documentos e atender às partes, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade/Informática

– Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o adequado processamento automático de informações; desempenhar o planejamento, o desenvolvimento, a documentação, a implantação e a manutenção dos sistemas informatizados de processamento de informações; desempenhar a definição de estratégias e de novas metodologias a serem utilizadas para processamento, arquivamento e recuperação automática de informações, bem como a emissão de pareceres técnicos, o atendimento aos usuários dos sistemas e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade/Taquigrafia

– Realizar atividades de nível superior a fim de garantir o registro das palavras proferidas em debates, pronunciamentos, julgamentos e outros eventos assemelhados; desempenhar o apanhamento taquigráfico, a transcrição dos taquigramas, a redação e a revisão das notas taquigráficas, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área: Judiciária – Especialidade/Oficial de Justiça Avaliador Federal

– Realizar atividades de nível superior a fim de possibilitar o cumprimento de ordens judiciais; realizar diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução, dentre outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Área: Administrativa

– Realizar atividades de nível intermediário a fim de fornecer auxílio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e(ou) órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento da organização; desempenhar o processamento de feitos, redigir minutas, realizar o levantamento de dados para elaboração de relatórios estatísticos, planos, programas, projetos e para a instrução de processos, pesquisar legislação, doutrina e jurisprudência, emitir pareceres, relatórios técnicos, certidões, declarações e informações em processos; distribuir e controlar materiais de consumo e permanente; elaborar e conferir cálculos diversos, digitar, revisar, reproduzir, expedir e arquivar documentos e correspondências; prestar informações gerais ao público, bem como realizar a manutenção e consulta a bancos de dados e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade/Taquigrafia

– Executar atividades de nível intermediário com a finalidade de favorecer o adequado registro das palavras proferidas em debates, pronunciamentos, julgamentos e assemelhados; auxiliar o apanhamento taquigráfico, a transcrição dos taquigramas, a digitação de documentos, a conferência das notas taquigráficas e a verificação de dados processuais para elaboração de relatórios, entre outras atividades de mesma natureza e grau e complexidade.

Último concurso TRF1

O último concurso TRF1 teve seu edital divulgado no ano de 2017, contemplado a área de Apoio. Na ocasião, foram ofertadas 20 vagas de caráter imediato, mais formação de cadastro reserva, para os cargos de Técnico e Analista.

Os salários oferecidos eram de R$ 7.260,41 para o nível médio, e de R$ 11.345,90 para o nível superior.

Mais de 170 mil pessoas se inscreveram, a maioria para o cargo de técnico judiciário da área administrativa. Só para esse cargo foram mais 99 mil candidaturas.

A avaliação dos candidatos foi por meio de prova objetiva, sendo composta por 120 questões. Os candidatos aos cargos de nível superior passaram, ainda, por uma etapa de prova discursiva.

Para os participantes às vagas de Analista e Técnico Judiciário na área de apoio especializado em Taquigrafia, foi aplicada uma prova prática. Já para o cargo de Técnico com especialidade em Segurança e Transporte, foi realizada uma prova de aptidão física.

Acompanhe nossas

redes sociais