Pesquisar no blog

Bolsonaro diz que reajuste salarial a policiais está suspenso!

icone calendario 21 jan 2022

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou que não haverá reajuste salarial para policiais federais em 2022 e que pode acontecer somente no Orçamento de 2023. Entenda!

Estude para o concurso dos seus sonhos com a Assinatura Completa da Nova  . Tenha acesso a Cursos, Plataforma de Questões, Eventos Exclusivos para Assinantes e Muito Mais!

Concursos Públicos: não haverá reajuste para policiais

/Nesta quarta-feira (19) o presidente Jair Bolsonaro anunciou que não haverá reajuste salarial para policiais federais neste ano de 2022 .

Assim, de acordo com o presidente da República, os servidores, atualmente com os salários congelados, podem ganhar reajuste no Orçamento de 2023.

“Há uma grita de maneira geral, porque a intenção geral foi essa, sim, reservar um reajuste para os policiais federais, os policiais rodoviários federais e o Depen, o Departamento Penintenciário, mas isso aí está suspenso. Estamos aguardando o desenlace das ações”, disse o presidente.

O orçamento de 2022 foi aprovado em 2021 pelo Congresso e teve a inclusão de uma reserva de recursos na ordem de R$ 2 bilhões para aumento a servidores. Portanto, isso foi incluído no texto final.

Vale destacar, entretanto, que a verba não é carimbada a nenhuma categoria em específico.

No entanto, a promessa pessoal de Bolsonaro de destiná-lo a reajustes para as polícias federais sempre foi dita em público e espalhada.

Inclusive, esse reajuste seletivo acabou gerando uma série de protestos de outras categorias por correção de seus salários também.

Votação

E o prazo está terminando. O presidente tem até a sexta-feira (21) para sancionar o Orçamento aprovado pelo Congresso, podendo ou não vetar trechos.

“A gente pode fazer justiça com três categorias; não vai fazer justiça com as demais, sei disso. Mas fica a aquela velha pergunta a todos: vamos salvar três categorias ou vai todo mundo sofrer no corrente ano?”, acrescentou Bolsonaro.

“O que eu não quero é que a gente passe por cometer Injustiça perante o servidor publico. Reconhecemos o trabalho do servidor, reconhecemos a defasagem (…). Reconheço trabalho dos servidores, que eles merecem um reajuste. Não tenho folga no Orçamento para o corrente ano [2022]. Conversei com o pessoal sobre o Orçamento do ano que vem [2023], sei que é bastante longe, mas, por ocasião da feitura do mesmo, obviamente que os servidores serão contemplados com o reajuste merecido”, completou o presidente.

Ademais, o Orçamento anual deve sempre ser apresentado pelo presidente e a equipe econômica até agosto do ano anterior.

Assim, caso isso aconteça, então possa ser debatido no Congresso, onde ainda pode sofrer alterações.

Com isso, sem reajuste salarial anunciado, concursos públicos não terão alteração de salários.

Acompanhe nossas

redes sociais