Concurso Caixa: Pode ter um novo edital publicado? | Nova Concursos

Concurso Caixa: Pode ter um novo edital publicado?

icone calendario 21 Maio 2021

Sem concursos desde 2014, um novo edital do concurso Caixa pode ser publicado ainda em 2021. Isso porque, em abril, o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO) emitiu um parecer permitindo uma nova seleção.

Concurso Caixa: novo edital em breve?

O último concurso foi realizado em 2014, quando foram selecionados vários candidatos para o cadastro reserva. Foram mais de 1 milhão de inscrições. Várias convocações foram realizadas desde o final da seleção.

Entretanto, um novo edital vem sendo esperado por concurseiros e pela estatal. Mas, afinal, ele será publicado em 2021?

A resposta parece simples, visto que, em abril, o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF/TO) emitiu um parecer permitindo a publicação de um novo edital. O caso está sendo estudado e novidades podem surgir em breve.

O órgão se mostrou a favor das contratações dos aprovados no concurso Caixa 2014 e prorrogou a seleção até o trânsito em julgado da ação.

E, por outro lado, o TRT também decidiu que, caso realize um novo concurso, a Caixa deverá dar prioridade aos concursados de 2014, ou seja, uma nova seleção pode ser publicada em breve.

A Ação Civil Pública (ACP) do Ministério Público do Trabalho, que visa à convocação dos aprovados de 2014, tem como assinantes a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica (Fenae) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Por outro lado, a Fenae e Contraf-CUT solicitaram informações ao Tribunal para quer explicite como deve se dar essa prioridade de contratação dos aprovados em 2014, caso o banco promova uma nova seleção.

Greve de funcionários foi motivada por mais contratações

Funcionários da Caixa Econômica Federal promoveram uma paralisação em abril, por 24 horas, pedindo atenção por mais contratações.

Vale ressaltar que a paralisação abrangeu toda a operação das agências, incluindo os funcionários em home office.

“No país inteiro, mais de 120 milhões de pessoas utilizaram a Caixa durante a pandemia para acessar o FGTS, o Bolsa Família e o auxílio emergencial. Falta empregados e o banco está recorrendo à Justiça para não contratar mais”, afirmou Dionísio Reis, diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e funcionário da Caixa.

O sindicato afirmou que nos primeiros dois meses desde ano, entre janeiro e fevereiro, 20 funcionários da Caixa morreram em decorrência da Covid-19. Em 2020, foram 18 óbitos no ano todo.

Com a ação de protesto, o sindicato pedia que os funcionários fossem incluídos entre os grupos prioritários no Plano Nacional de Imunização. Entretanto, a paralisação não tem nenhuma resposta.

E a razão para o pedido, segundo o sindicato, seria justamente a exposição devido ao aumento de fluxo de clientes nas agências, por conta do resgate do auxílio emergencial.

Contratações anunciadas para 2021

Em 7 de março, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou que a Caixa realizaria 7.704 convocações ao longo de 2021, 2.766 deles somente com empregados aprovados no concurso Caixa 2014.

Com isso, alguns dos aprovados começaram a receber o e-mail de convocação para comprovação dos requisitos. Entretanto, há ressalvas a respeito da contratação.

Isso porque o banco afirmou que mesmo que estejam sendo convocados, a contratação definitiva dos candidatos não é garantida e que os candidatos não peçam o desligamento dos empregos atuais.

“A convocação dos candidatos do cadastro reserva ocorre em decorrência da prorrogação da validade do concurso público de 2014, por prazo indeterminado, proferida em sentença na Ação Civil Pública nº 00059-10-2016-5-10-0006”, disse a Caixa.

Saiba mais sobre o Concurso Caixa Econômica: Novas contratações serão realizadas!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais