Concurso CRT RJ: Banca definida. Saiba tudo sobre a próxima seleção!

icone calendario 24 maio 2023

Atenção, concurseiros! A banca organizadora do concurso CRT RJ (Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Rio de Janeiro) está definida, o que torna o edital iminente!

O extrato de dispensa de licitação foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 23 de maio. A escolhida é o Instituto Avalia!

Sendo assim, resta apenas a assinatura do contrato entre as partes para que o edital possa ser publicado.

Se interessou nessa oportunidade? Então, continue nesta página para não perder nada sobre a seleção e já ir se preparando!

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos! Clique aqui  e saiba mais!

Quais vagas serão ofertadas?

Estão previstas 14 vagas efetivas, além de oportunidades de cadastro reserva para as seguintes especialidades:

  • Agente de Registro: 6 vagas + 6 CR
  • Agente de Fiscalização: 8 vagas + 8 CR

Os salários iniciais dos aprovados podem variar entre R$ 2.600,00 e R$ 3.600,00.

Concurso CRT RJ: Requisitos, provas e etapas

Para participar do concurso e concorrer ao cargo de Agente de Registro é necessário possuir o nível médio completo. Já a carreira de Agente de Fiscalização exige formação em técnico industrial, registro no CRT RJ e carteira de habilitação na categoria B.

Conforme o extrato publicado no DOU, o Instituto Avalia deve avaliar os candidatos por meio de provas objetivas e discursivas.

O que fazem os servidores do CRT RJ?

Entre as atividades exercidas pelos aprovados, estão as seguintes:

Agente de Fiscalização

  • Orientar e fiscalizar as áreas de atuação privativas do Técnico Industrial assim como o cumprimento do Código de Ética profissional, utilizando métodos diretos e indiretos, desenvolvendo planejamento, controles e operações, contratando órgãos públicos para solicitação de apoio acompanhando prazos dos processos, a fim garantir o exercício correto da profissão.
  • Identificar e fiscalizar o exercício ilegal da profissão de Técnico Industrial de pessoas físicas e jurídicas;
  • Elaborar e/ou emitir Notificações, Auto de Infração, Relatórios de Fiscalização e demais documentos necessários, quantificando e analisando qualitativamente os processos gerados;
  • Cadastrar e atualizar processos de fiscalização instaurados, inserindo informações sobre seu, visando garantir informações aos demais envolvidos.
  • Analisar e fiscalizar as demandas tramitadas internamente.
  • Tramitar relatório entre setores.
  • Acompanhar o andamento dos processos de fiscalização e executar o atendimento, orientando a tomada de ação, visando o devido andamento dos processos da área;
  • Emitir cartas, e-mails, ofícios e correspondências; entre outras.

Agente de Registro

  • Cadastrar e atualizar processos de fiscalização instaurados, inserindo informações sobre o andamento do processo, visando garantir a disponibilização do status para os demais envolvidos;
  • Acompanhar o andamento dos processos de fiscalização e executar o atendimento, orientando a tomada de ação, visando o devido andamento dos processos da área;
  • Emitir cartas, e-mails, ofícios e correspondências;
  • Avaliar atestados de capacidade técnica, verificando a veracidade das informações, entrando em contato com o órgão responsável quando necessário, visando garantir a certificação da qualificação do profissional;
  • Emitir Certidões declarações e atestados relativos a pessoas físicas e jurídicas;
  • Realizar Registro de Pessoa Jurídica;
  • Realizar atendimento telefônico orientativo a pessoa física e pessoa jurídica;
  • Tramitar demandas entre setores;
  • Dar apoio na interpretação das Resoluções que regulam o exercício profissional; entre outras.

Como foi o último concurso CRT RJ?

O último concurso CRT RJ foi publicado em 2019, com oferta de 50 vagas temporárias para cargos dos níveis médio, técnico e superior. 

Na época, os candidatos foram avaliados por três etapas: análise curricular, análise de perfil comportamental e avaliação das entrevistas.

Lembrando que o Conselho foi fundado em 2019, ou seja, foi o primeiro edital que formou o quadro de funcionários do órgão.

No entanto, o efetivo não é suficiente para fiscalização das atividades técnicas, por isso um novo concurso é necessário.

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais