Concurso PC SP 2018 busca organizadora para edital com 2.750 vagas!

icone calendario 24 jan 2018

Excelente notícia aos concurseiros paulistas que aguardam oportunidade na área da segurança pública! O novo concurso público da Polícia Civil de São Paulo (PC SP) foi autorizado no início do mês de novembro de 2017 e a previsão é de que o edital deva ser divulgado ainda no primeiro semestre de 2018!

O certame terá oferta de 2.750 vagas, distribuídas entre cargos de ensino médio e superior com salários de até R$ 10 mil!

»Estude  para o Concurso PC SP e parcele seu pagamento SEM JUROS

Previsão do edital

Segundo a Divisão de Administração da Academia de Polícia da Polícia Civil do Estado de São Paulo (PC SP), no momento o processo do novo concurso ainda está em fase de análise de como será feita a escolha da empresa responsável pela organização do certame.

Acredita-se que a escolha será por meio de pregão eletrônico. Porém, ainda não há nada confirmado oficialmente.

De qualquer forma, de acordo com o delegado divisionário de polícia da Secretaria de Concursos Públicos da Acadepol, Pedro Tonelli Neto, os editais já estão praticamente prontos, sendo elaborados pelas respectivas comissões organizadoras.

Com isto, uma vez contratada a banca organizadora, a publicação dos editais poderá ser iniciada imediatamente. Caso seja definida a contratação por dispensa de licitação, opção considerada menos provável, a liberação dos editais pode ocorrer de forma mais rápida, no decorrer de fevereiro de 2018

Portanto se você sonha em fazer parta da Polícia Civil de São Paulo é melhor dar início aos estudos hoje mesmo!

Déficit de Policiais na PC SP

Os sindicatos das categorias afirmam que, atualmente o déficit é de pelo menos 13.913 policiais civis em São Paulo, ou cerca de 30% do efetivo fixado. A base é feita em dados publicados no Diário Oficial do Estado.

“O claro é gigante. Hoje não tem metade dos policiais que havia quando eu entrei na Polícia Civil, há mais de 30 anos”, afirma um Delegado titular que atua na capital.

Atualmente, 560 das 3.463 vagas para o cargo – ou 16,17% – não estão preenchidas.

Devido ao déficit, um único profissional chega a presidir 1,2 mil inquéritos. “É humanamente impossível investigar tanta coisa, não vai dar resultado nenhum”, diz George Melão, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp).

Vagas e salários

Ao todo serão oferecidas 2.750 vagas, sendo 1.100 para cargos com exigência de ensino médio e 1.650 para carreiras com necessidade de nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 10.142,55.

Para candidatos de ensino médio, as vagas autorizadas serão para os cargos de Agente de Telecomunicações (300 vagas), Agente de Polícia (400), Papiloscopista Policial (200) e Auxiliar de Papiloscopista (200).

Os cargos de Agente Policial e Auxiliar de Papiloscopista terão remuneração inicial de R$ 3.428,38, incluindo o salário de R$ 2.793,60 e o adicional de insalubridade de R$ 634,78.

Para Papiloscopista e Agente de Telecomunicações, os salários iniciais serão de R$ 4.086,56, incluindo salário de R$ 3.451,78 e os R$ 634,78 de insalubridade.

Já para os candidatos que possuam nível superior, a autorização é para os cargos de Investigador de Polícia (600 vagas), Escrivão (800) e Delegado (250).

A remuneração inicial para os cargos de Investigador e Escrivão é de R$ 4.194,76, já considerando o complemento, enquanto para Delegado é de R$ 10.142,55, também considerando o adicional de insalubridade.

Como serão as Provas?

Ainda não há muitas informações sobre a avaliação dos candidatos e nem se todos os editais serão publicados na mesma data. A expectativa é de que as 2.750 vagas sejam divididas em mais de um edital.

Isto deve ocorrer, uma vez que, em declaração recente, o secretário segurança disse que existe a intenção de que os candidatos tenham que optar por apenas uma carreira, no sentido de evitar, posteriormente, que os aprovados para determinado cargo não assumam, por também terem sido aprovados em outro cargo. 

Contudo, já está certo que para as carreiras de Investigador e Escrivão as provas deverão ser aplicadas no mesmo dia, conforme oficializado pela resolução SSP-118, publicada em diário oficial em 9 de novembro de 2017.

O documento especifica que, nos concursos, as provas dissertativas, quando ocorrerem, deverão valer 100 pontos, com um mínimo de 50 para a aprovação, devendo ser considerado o conhecimento e a utilização da língua portuguesa.

A resolução diz ainda que “quando houver abertura simultânea de concursos para as carreiras de Investigador e de Escrivão de Polícia, as respectivas provas escritas serão realizadas na mesma data e horário”.

Nova Concursos  tem ajudado há mais de 8 anos quem quer vencer a batalha do concurso público. Se você quer aumentar suas chances de passar, conheça nossos materiais acessando nosso site!

»Estude  para o Concurso PC SP e parcele seu pagamento SEM JUROS

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Civil SP: 2.939 vagas autorizadas! Editais já estão prontos!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais