Pesquisar no blog

Concurso PF Administrativo: Projeto prevê a criação de 2.967 vagas!

icone calendario 13 Maio 2022

Atenção concurseiros! Um novo concurso PF Administrativo  segue sendo planejado e esperado para 2022. Um pedido com 577 vagas já havia sido enviado! Ainda, um projeto de lei prevê a criação de 2.967 vagas.

Estude para o concurso dos seus sonhos com a Assinatura Completa da Nova . Tenha acesso a Cursos, Plataforma de Questões, Eventos Exclusivos para Assinantes e Muito Mais!

Concurso PF Administrativo: quando sai o edital?

É o que os concurseiros aguardam saber! Mas, ainda não há uma data para que o edital do concurso da Polícia Federal seja publicado.

Vale destacar que no PLOA de 2022, já constava o pedido para a seleção da área administrativa, com 577 vagas. Portanto, confira:

  • 153 vagas para cargos de Nível Superior;
  • 404 vagas para Agentes Administrativos – nível médio.

Entretanto até o momento, nenhum parecer, bem como autorização, foi dado por parte do Ministério da Economia. Assim, o edital segue incerto.

“Não temos nenhum dado de que haverá concurso por agora, tanto porque houve uma mudança na Direção-Geral, então a gente está aguardando o novo direcionamento do diretor e da DGP, a Diretoria de Gestão Pessoal. Por conta disso, como houve várias mudanças e foram muito perto umas das outras, acaba dificultando até neste ponto. Então, nós não temos ciência de algum concurso muito próximo, mas sabemos que tem um deficit gigante de servidores administrativos na Polícia Federal”, afirmou Marcus Firme, presidente da Fenapef.

Criação de vagas

Agora a Polícia Federal encaminhou um projeto de lei, pedindo a criação de 2.967 vagas dentro do setor administrativo.

Mas, é preciso destacar que isso é apenas um pedido e não se trata em exato da realização de um concurso, que precisa de aval concedido!

Visto que é de natureza, os órgãos federais encaminharem todos os anos até o dia 31/05, solicitação referente ao preenchimento de vagas de pessoal para o ano seguinte.

Assim, o pedido é feito e caso seja aceito/autorizado, são necessários vários trâmites, até a publicação oficial do edital .

Nossa equipe de jornalismo entrou em contato com o órgão para confirmar sobre a veracidade do projeto e obtivemos a seguinte resposta:

“Informamos que a manifestação foi encaminhada à Diretoria de Gestão de Pessoal – DGP e tão logo obtivermos a resposta, será informada por este canal”, disse, em nota!

Sendo assim, o projeto foi apresentado pelo Chefe da Divisão de Administração de Recursos Humanos, Felipe Tavares Seixas.

Além disso, foi enviado, em 29 de abril, para a Coordenadora-Geral de Recursos Humanos, Juliana Pacheco. Confira as justificativas:

  • Dimensionamento do efetivo mínimo para cada unidade;
  • Combate ao Crime Organizado;
  • Ações de polícia marítima, aeroportuária e de fronteiras;
  • Necessidade de “ampliar as ações de prevenção, controle e fiscalização para a repressão aos crimes transfronteiriços” nos termos dos art. 6º, VIII, da lei que criou a Política Nacional de Segurança Pública (Lei 13.675/2018);
  • Manifestações do Tribunal de Contas da União questionando a presença de terceirizados no controle migratório.

assinatura completa
Saiba mais sobre o Concurso Polícia Federal: 557 vagas para área Administrativa!
Acompanhe nossas

redes sociais