Pesquisar no blog

Concurso PF: Registra mais de 3,6 mil cargos vagos!

icone calendario 23 nov 2021

Atenção, concurseiros! Polícia Federal registra mais de 3,6 mil vacâncias e fica o questionamento: será que os excedentes do concurso PF serão nomeados?

Segundo o último levantamento de dados feito pela Polícia Federal, cerca de 3.676 cargos estão vagos dentro da estrutura da corporação. Somente no cargo de Agente de Polícia Federal, são 2.197 vagas em aberto.

Ademais, outros cargos também apresentam vacâncias, confira:

  • Delegado de Polícia Federal – 418 vagas;
  • Escrivão de Polícia Federal – 935 vagas;
  • Perito Criminal Federal – 31 vagas; e
  • Papiloscopista Policial Federal – 97 vagas.

E, de antemão, respondendo a pergunta sobre a convocação dos aprovados excedentes, sim, é possível que os candidatos remanescentes sejam nomeados, eventualmente, de acordo com a necessidade da PF.

Panorama da última seleção da PF

Antes de continuarmos, vale informar que o último concurso da Polícia Federal ofertou nada menos que 1.500 oportunidades para os cargos de Agente, Escrivão, Papiloscopista e Delegado.

Segundo a banca e a PF, foram registradas mais de 320 mil inscrições e é importante relembrar que as vagas ofertadas foram direcionadas apenas para cargos de nível superior.

Agora, após as provas serem aplicadas e os resultados serem divulgados, o concurso caminha para sua finalização. A Polícia já informou, inclusive, as datas de realização do Curso de Formação Profissional (CFP). Confira o cronograma:

  • Agente de Polícia Federal: de 21 de fevereiro de 2022 a 13 de maio de 2022;
  • Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal: de 21 de fevereiro de 2022 a 13 de maio de 2022; e
  • Delegado de Polícia Federal: de 13 de junho de 2022 a 2 de setembro de 2022.

Além dessas turmas mencionadas, a PF finalizará o CFP da primeira turma de Agentes no dia 22 de dezembro de 2021. Ou seja, os aprovados que começarem o curso em fevereiro serão a segunda turma de formandos.

Concurso PF: a intenção é nomear 100% dos aprovados!

No mês passado, os aprovados no certame da Polícia Federal se encontraram com Jair Bolsonaro para poderem discutir sobre as convocações dos aprovados no certame de 2021.

Ao final da reunião, o Ministro da Justiça, Anderson Torres, afirmou que que é viável chamar até 100% a mais da quantidade de vagas que foram ofertadas no último concurso PF.

Além disso, também entrou em pauta durante esse encontro o decreto n. 9.739/19, que eliminou cerca de 900 aprovados.

Na conversa, Bolsonaro ligou para o Ministro Torres, que afirmou:

Presidente, já pedimos autorização a Economia para chamar até 100% do número de vagas. O que está muito difícil superar são os 100% do número de vagas.

E ao ser questionado se o problema das nomeações era a Economia, o Ministro justificou que a dificuldade era “pela economia e pela legislação. A gente soltou um concurso para 1.500 vagas. Chamar até 3.000 é extremamente viável. Mais que 3.000 é bastante difícil”.

Em outras palavras, é bem possível que o cadastro de reserva seja utilizado por completo até a data final da validade do certame. Portanto, os candidatos que ainda não foram convocados podem se animar!

Por último, mas não menos importante, sobre a questão do decreto que prejudicou quase mil aprovados, Bolsonaro afirmou que reavaliará a legislação.

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Federal: 557 vagas para área Administrativa!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais