Polícia Penal PE: Edital é iminente, confirma secretário | Nova Concursos

Concurso Polícia Penal PE: Edital é iminente, confirma secretário!

icone calendario 05 jul 2021

Atenção concurseiros! O edital do novo concurso Polícia Penal PE  , com previsão de mil vagas imediatas e para cadastro de reserva, pode ser publicado a qualquer momento. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Concurso Polícia Penal PE: edital é iminente para mil vagas

A Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco (Seres PE) confirmou que já havia começado a preparar o novo concurso Polícia Penal de Pernambuco, com previsão de mil vagas imediatas e para cadastro de reserva.

Nesta semana, o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, afirmou que o documento “pode sair a qualquer momento”, em informação dada à delegada de Polícia e deputada estadual, Gleide Ângelo.

“Hoje encontrei na SDS, o Secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico. Perguntei sobre o concurso da Polícia Penal e ele disse que já está autorizado e que o edital pode sair a qualquer momento. Assim que tiver novas informações, repasso para vocês”, disse a deputada pelas redes sociais.

Vale ressaltar que o aval para o certame ainda não consta no Diário Oficial de Pernambuco, entretanto, o secretário já confirmou a seleção.

A abertura do concurso foi anunciada pelo secretário ainda em junho, com 200 vagas imediatas e 800 para formação de um cadastro reserva, para Agentes Penitenciários do Estado.

“O governador do Estado autorizou um novo concurso, que já está em andamento, com 200 vagas e mais 800 vagas em cadastro de reserva”, afirmou no último mês.

Para se candidatar a uma das vagas, o concurseiro terá que apresentar como pré-requisitos: o ensino superior completo em qualquer área e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B.

Outra informação que ainda não tem confirmação é a cerca dos salários atuais.

Polícia Penal de Pernambuco foi institucionalizada em 2020

A Polícia Penal de Pernambuco  foi institucionalizada no meio de 2020, por meio de votação dos deputados estaduais sobre uma PEC (Proposta de Ementa Constitucional). A aprovação foi por unanimidade.

A PEC foi baseada na Emenda Constitucional Federal n° 104/2019, que regularizou a Polícia Penal do país inteiro, entretanto, os Estados ficaram responsáveis por definir as atividades das unidades.

Vale ressaltar também que, antes da mudança, a corporação era conhecida como Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres PE).

Deputada aponta falta de profissionais para novo edital

Ainda em fevereiro de 2021, a deputada delegada Gleide Ângelo cobrou a abertura de um novo concurso para a Polícia Penal do Pernambuco , afirmando que faltava profissionais.

Segundo a deputada, o estado não tem agentes suficientes para suprir a demanda nas suas 24 unidades prisionais e 33 mil presos.

“Fazemos apelo (…) no sentido de que seja realizado, com urgência, novo concurso público para recompletamento do quadro de servidores da Polícia Penal do Estado de Pernambuco”, expõe a parlamentar.

Sendo assim, a indicação nº4980/2021 foi enviada à Assembleia Legislativa de Pernambuco. Depois disso, a Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco (Seres PE) chegou a informar que os preparativos do novo edital estavam em andamento.

“Está em tramitação o processo para a publicação do edital do concurso público para policiais penais”, disse a secretaria.

Último concurso Polícia Penal PE

O último concurso para Polícia Penal de Pernambuco ofertou  85 vagas para Agentes Penitenciários em 2017. As vagas foram divididas entre homens e mulheres, além de cadastro reserva para pessoas com deficiência.

Para inscrição, na época, foram cobrados o nível superior completo em qualquer área e Carteira de Habilitação na categoria B. E o salário era de R$ 3.872, mensalmente.

Os aprovados ainda ganhavam ajuda transporte, vale refeição e benefício penitenciário e tinham carga de trabalho de plantão com 24 horas de trabalho para 72 horas de descanso.

Sob a organização da banca Cebraspe, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, com 60 questões, distribuídas pelas disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Noções de Informática;
  • Raciocínio Lógico;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal;
  • Legislação Especial.

Além disso, houve ainda a aplicação de uma prova discursiva, com tema na área de atualidades de Segurança Prisional e Direitos Humanos, e outras etapas, como exames médicos e avaliação de capacidade física (com testes de flexão na barra ou estático na barra, impulsão horizontal, abdominal, natação e corrida).

Em seguida, os aprovados em todas as fases anteriores foram ainda chamados para o curso de formação inicial da carreira.

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Penal PE: Novo edital é urgente!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais