Concurso SEFAZ AC: Com deficit de servidores, edital deve sair em 2021!

icone calendario 10 dez 2020

Conforme o déficit de pessoal, a Secretaria de Estado de Fazenda do Acre prevê a realização de um novo certame Sefaz AC para 2021. 

Novo concurso Sefaz AC

A Secretaria de Estado de Fazenda do Acre afirmou, em novembro, a previsão de um novo concurso Sefaz AC em 2021. A informação foi divulgada pela Assessoria da pasta ao portal “ac24horas”.

A realização do certame está prevista para o final de 2021 e dependerá também da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Conforme a Sefaz AC, a nova seleção é necessária já que a pasta conta, atualmente, com um quadro reduzido e com muitos servidores que devem se aposentar no próximo ano.

“A gente quer que tenha (concurso público) ano que vem, com validade de dois anos, prorrogável por mais dois. Assim que tiver limite na Lei de Responsabilidade Fiscal para chamar os aprovados, porque nosso quadro de funcionários já está muito reduzido e muitos poderão se aposentar até o final do ano que vem. Por enquanto, estamos em fase de estudo para o final do ano que vem”, explicou Breno Azevedo, secretário adjunto da Fazenda.

Apesar do número de vagas e cargos estar em estudo, são esperadas oportunidades de nível superior, nas carreiras de auditor da receita estadual, auditor do tesouro estadual, especialista e técnico da fazenda estadual.

Além das vagas para especialistas em economia, o certame ainda pode contar com oportunidades para graduados em Direito e para o nível médio, já que existe déficit também no quadro de servidores administrativos e de apoio.

As remunerações para os futuros servidores da Sefaz AC podem variar entre R$ 3,5 mil (nível médio) e R$ 18 mil (nível superior).

Último concurso 

O último certame Sefaz AC foi realizado há 11 anos, em 2009. Na ocasião, foram ofertadas 20 vagas, sendo uma vaga reservada aos candidatos portadores de deficiência, e formação de cadastro de reserva.

Todas as oportunidades foram para a carreira de fiscal da receita estadual. Para concorrer, era preciso ter o nível superior de bacharelado ou licenciatura plena em qualquer área de formação.

A remuneração, em 2009, era de R$ 2.100 acrescido de Gratificação de Atividade Tributária (GAT) de R$ 2.100. Os aprovados ainda contavam com Gratificação de Produtividade Fiscal (GPF) de R$ 3.570 e adicional de titulação de, no máximo, 20% do salário base.

Dessa maneira, a remuneração mensal inicial poderia chegar a R$ 8.190. Os aprovados tinham como carga horária 40 horas semanais.

A seleção teve o Cebraspe como organizador e os candidatos foram avaliados por meio de duas provas objetivas mais o curso de formação.

Prova objetiva 1

  • Língua Portuguesa (dez questões);
  • Matemática Financeira (cinco);
  • Informática (cinco);
  • História e Geografia do Acre (dez);
  • Economia – Sustentabilidade Econômica e Finanças Públicas (dez).

Prova discursiva 2

  • Direito Administrativo (dez);
  • Direito Empresarial (dez);
  • Contabilidade Geral e de Custos (dez);
  • Direito Constitucional (seis);
  • Direito Tributário (15);
  • Legislação Tributária (15);
  • Processo Administrativo Tributário (seis); e
  • Auditoria (oito)

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais