Concursos Federais: Ministra Esther anuncia autorização para 4.436 vagas!

Iago Almeida

icone calendario 16 jun 2023

Sextou com essa ótima notícia, concurseiros! A ministra da Gestão e da Inovação, Esther Dweck, anunciou o aval para abertura 4.436 vagas em concursos federais nos próximos meses; veja!

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Concurso federais: Ministra autoriza novas seleções no país

Podem comemorar, concurseiros, e muito! Isso porque diversos concursos federais devem sair nos próximos meses, no Brasil. Então, veja detalhes abaixo.

Sendo assim, a ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos , Esther Dweck, anunciou o aval para abertura 4.436 vagas em concursos federais no país.

Assim, as oportunidades são para quadros de 20 ministérios e devem ser publicadas em edição extra do ‘Diário Oficial da União’, ainda nesta sexta-feira (16/06).

“Estamos anunciando as vagas hoje (16/6) porque a intenção é realizar os concursos o mais rápido possível, da melhor forma possível para atender todas as exigências – dos certames”, afirmou a ministra durante coletiva de imprensa. “Os que não saírem hoje, pode ser que saiam na segunda ou terça”, completou.

Quais órgãos serão contemplados?

Além disso, a expectativa do ministério é que o impacto orçamentário anual seja de R$ 735 milhões. Portanto, veja abaixo os órgãos contemplados:

  • Ministério da Agricultura e Pecuária: 440
  • Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet): 80
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra): 742
  • Ministério da Educação (MEC): 220
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep): 50
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes): 50
  • Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE): 100
  • Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio): 160
  • Ministério das Relações Exteriores (MRE): 100
  • Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI): 120
  • Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro): 100
  • Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT): 100
  • Agência Nacional de Mineração (ANM): 24
  • Ministério de Minas e Energia (MME): 30
  • Analista de infraestrutura: 300
  • Analista em Tecnologia da Informação: 300
  • Auditor-Fiscal do Trabalho: 900
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ): 50
  • Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam): 50
  • Ministério da Saúde (MS): 220
  • Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz): 300

E os concursos não autorizados?

Alguns concursos aguardados no país ainda não estão nessa leva anunciada hoje pela ministra. Mas, segundo ela, podem sair em breve, como o Ibama e o IBGE.

“No caso do provimento do Ibama, estamos em discussão. O IBGE está em análise no Planejamento um pacote, que ainda não saiu. Da Receita, tem a demanda deles para o ano que vem. Excedentes do INSS ainda vai ser avaliado se precisa de mais gente ou não. Ibama estamos em contato, para excedentes e um novo concurso. Bacen também está em análise e PF administrativo também estamos discutindo com o Ministério da Justiça”, disse a ministra.

Para a decisão de abertura de novas vagas, o governo afirma que levou em consideração alguns critérios, como:

  • Tempo desde o último edital de concurso público
  • Proporção entre o número de vagas e o número de cargos aprovados no órgão
  • Proporção de aposentadorias, nos próximos 5 anos, em relação ao total de vagas ocupadas
  • Perdas identificadas com base na ocupação máxima
  • Análise da estrutura do órgão, se houve mudança relevante, ou ampliação de atribuições
  • Nível de impacto imediato dos serviços para a população
  • Importância do órgão para as políticas prioritárias do governo, com a visão de futuro

MGI já autorizou quase 10 mil vagas em concursos federais!

Posteriormente, o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos já autorizou, até o momento, 9.585 novas vagas em concursos federais 2023. 

Então, são boas oportunidades! Por fim, este ano, o governo já havia autorizado os concursos de

  • terceiro-secretário de carreira da diplomacia do Ministério das Relações Exteriores (30 vagas);
  • analista, tecnologista e pesquisador no Ministério da Ciência e Tecnologia (814 vagas);
  • analista ambiental no Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (98 vagas);
  • 502 vagas de diversos cargos na Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas).

Além desses concursos para cargos efetivos, a ministra também já havia assinado portaria autorizando o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a realizar concurso para 8.141 vagas temporárias.

Sendo assim, com as novas autorizações, agora no total, são 5.880 vagas efetivas e 8.141 temporárias.

“A gente usa alguns critérios objetivos para definição da necessidade de concurso como quantitativo de perda de servidores nos últimos anos e idade média dos servidores da ativa. Esses concursos são uma forma de reforço da máquina estatal para oferecimento de serviços públicos como determina o presidente Lula”, afirma a ministra Esther Dweck.

Estude com a Nova Concursos

Assim, se interessou em alguma dessas oportunidades? Então, não perca tempo e inicie a preparação agora mesmo!

Os materiais da Nova  são uma ótima fonte de conhecimento, pois foram elaborados por professores especialistas e estão de acordo com os editais. Já são mais de 70 mil alunos aprovados!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais