Pesquisar no blog

Edital CNMP tem resultado final publicado. Confira o nome dos aprovados!

icone calendario 10 jan 2024

Está publicado o resultado final do Edital CNMP  (Conselho Nacional do Ministério Público). Publicado em 2023, concurso ofertou 09 vagas imediatas, mais formação de cadastro de reserva.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunosClique aqui  e saiba mais!

Concurso CNMP: como consultar a lista de aprovados?

Sendo assim, os concurseiros que estão na luta por vagas no concurso CNMP devem se atentar. Isso porque o edital está finalizado.

Então, nesta semana, foi publicado no diário oficial da união, o resultado final do concurso CNMP 2023. As provas aconteceram em abril do ano passado.

Além disso, mais de 21 mil candidatos se inscreveram na seleção. A lista de aprovados pode ser conferida no mesmo documento do resultado final.

Confira se você foi aprovado!

Cargos e vagas ofertados no concurso CNMP

Posteriormente, o CNMP concurso oferece 9 vagas imediatas, além de cadastro reserva, que deverá ter uso durante a validade do certame, que é de 2 anos. Então, veja:

  • Nível Médio
    • Técnico Administrativo: 6 vagas
    • Agente de Segurança Institucional: CR
  • Nível Superior
    • Analista Jurídico: 1 vaga
    • Arquivologia: CR
    • Comunicação Social: CR
    • Estatística: CR
    • Contabilidade: CR
    • Engenharia Civil: CR
    • Gestão Pública: 1 vaga
    • Análise e Desenvolvimento de Sistemas: 1 vaga
    • Análise de Suporte e Infraestrutura: CR

Assim, somada a Gratificação por atividades do Ministério Público, as remunerações passam dos R$ 8.046,86 para Técnicos e de R$ 13.202,64  para Analistas.

No entanto, vale ressaltar que nesses valores, benefícios como o auxílio-alimentação não estão inclusos. Por fim, é importante destacar que a carga horária de trabalho é de 40 horas semanais.

Quais os atribuições do Técnico e do Analista do CNMP?

Portanto, quem for contratado pelo CNMP deve saber o que terá de responsabilidade. Assim, confira as atribuições comuns às carreiras (sem prejuízo das funções de cada área/especialidade):

Técnico do CNMP

  • Desempenhar atividades de nível médio, de complexidade e responsabilidade compatíveis com o cargo, relativas ao exercício das competências constitucionais e legais do Conselho Nacional do Ministério Público;
  • Auxiliar, direta ou indiretamente, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, em suas respectivas áreas de atuação, conselheiros, membros e chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais, bem como em atos de fiscalização, controle externo, audiências, diligências e outras ações institucionais do Conselho, realizando, entre outras atividades, aquelas consistentes em: autuar, examinar, instruir e movimentar processos, procedimentos e documentos, inclusive na contratação de obras, bens e serviços;
  • Elaborar e examinar informações, certidões, declarações, relatórios, termos de referência, especificações, atos e documentos congêneres;
  • Elaborar minutas de atos normativos e administrativos;
  • Pesquisar, coletar e examinar dados documentais e de campo;
  • Examinar pesquisas, quadros, tabelas e planilhas;
  • Propor instrumentos de coleta de dados;
  • Participar de comissões, grupos ou equipes de estudo, de fiscalização, de trabalho, de pesquisa ou congêneres, quando formalmente designado;
  • Participar de reuniões;
  • Envolver-se no planejamento estratégico institucional e nos planos da sua unidade de atuação;
  • Inserir, registrar, consultar, extrair, organizar e/ou consolidar dados ou informações em sistemas manuais ou informatizados, zelando pela sua consistência;
  • Utilizar os sistemas de informação corporativos;
  • Operar os sistemas e recursos necessários à execução de suas atividades;
  • Acompanhar as matérias sob sua responsabilidade, propondo alternativas, ações, planos e melhorias para o alcance dos objetivos institucionais;
  • Atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente
  • Prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos;
  • Orientar quanto à aplicação das normas internas ou da sua área de atuação;
  • Orientar e supervisionar estagiários de nível médio e aprendizes;
  • Auxiliar a realização de avaliações, vistorias, perícias, inspeções, correições e auditorias, quando formalmente designado;
  • Realizar levantamentos de dados ou informações;
  • Fiscalizar e gerir contratos administrativos, quando formalmente designado;
  • Realizar tarefas de expediente;
  • Executar as suas atividades de forma integrada com as demais unidades do Conselho;
  • Observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação;
  • Observar e zelar pelo cumprimento dos prazos;
  • Contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho;
  • Manter e controlar o arquivo setorial;
  • Executar outras atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente.

Analista do CNMP

  • Desempenhar atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade compatíveis com o cargo, relativas ao exercício das competências constitucionais e legais do Conselho Nacional do Ministério Público;
  • Assessorar, direta ou indiretamente, nas suas respectivas áreas de atividade e especialidade, dentro ou fora do ambiente da sede de trabalho, conselheiros, membros e chefias em processos judiciais e administrativos e em procedimentos extrajudiciais, bem como em atos de fiscalização, controle externo, audiências, diligências e outras ações institucionais do Conselho, realizando, entre outras atividades, aquelas consistentes em: analisar, instruir e movimentar processos, procedimentos e documentos, inclusive na contratação de obras, bens e serviços;
  • Realizar ou acompanhar levantamentos, avaliações, vistorias, perícias, inspeções, correições e auditorias, quando formalmente designado;
  • Elaborar e analisar informações, certidões, declarações, laudos, pareceres, relatórios, termos de referência, especificações, atos e documentos congêneres, indicando, quando for o caso, a fundamentação técnica, os métodos e os parâmetros aplicados;
  • Elaborar estudos, relatórios e minutas de notas técnicas, atas, pareceres, atos normativos e administrativos e outros instrumentos congêneres;
  • Atuar em processos administrativos e judiciais como assistente técnico, quando formalmente designado;
  • Pesquisar, coletar e analisar dados documentais e de campo;
  • Analisar e interpretar pesquisas, quadros, tabelas e planilhas;
  • Propor instrumentos de coleta de dados e metodologia de pesquisa;
  • Participar de comissões, grupos ou equipes de estudo, de fiscalização, de trabalho, de pesquisa ou congêneres, quando formalmente designado;
  • Participar de reuniões;
  • Envolver-se no planejamento estratégico institucional e nos planos da sua unidade de atuação;
  • Participar de trabalhos em situações que requeiram especialização na sua área de atuação;
  • Inserir, registrar, consultar, extrair, organizar e/ou consolidar dados ou informações em sistemas manuais ou informatizados, zelando pela sua consistência;
  • Utilizar os sistemas de informação corporativos;
  • Operar os sistemas e recursos necessários à execução de suas atividades;
  • Propor ações, projetos, programas, planos, diretrizes e políticas de atuação;
  • Atuar em planos, programas, projetos, convênios, termos de cooperação e congêneres;
  • Acompanhar as matérias sob sua responsabilidade, propondo alternativas e promovendo ações para o alcance dos objetivos institucionais;
  • Atender o público interno e externo por telefone, correio eletrônico ou presencialmente;
  • Prestar informações sobre a localização e tramitação de processos e documentos;
  • Orientar quanto à aplicação das normas internas ou da sua área de atuação;
  • Orientar o público interno e externo quanto ao uso de sistemas, tecnologias, equipamentos e congêneres, relativos à sua área de atuação;
  • Orientar e supervisionar estagiários e aprendizes;
  • Manter e controlar o arquivo setorial;
  • Observar e zelar pelo cumprimento dos prazos;
  • Fiscalizar e gerir contratos administrativos, quando formalmente designado;
  • Realizar tarefas de expediente relacionadas ao desempenho de suas atribuições ordinárias ou ao funcionamento da sua unidade, neste último caso, quando estritamente necessário e em caráter excepcional;
  • Executar as suas atividades de forma integrada com as demais unidades do Conselho;
  • Observar e zelar pela segurança institucional no âmbito de sua área de atuação;
  • Quando formalmente designado pela autoridade competente, e desde que preenchidos os requisitos previamente estabelecidos pela Administração, atuar diretamente na área de segurança institucional do Conselho, observadas a complexidade e a responsabilidade compatíveis com o cargo;
  • Contribuir para a melhoria contínua dos processos e rotinas de trabalho;
  • Executar outras atividades necessárias ao desempenho do cargo ou outras que eventualmente venham a ser determinadas pela autoridade competente.
Saiba mais sobre o Concurso CNMP: Edital publicado. Iniciais de até R$ 12,4 mil!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais