Pesquisar no blog

CNU: Ministra Esther explica como será cobrado Língua Portuguesa na prova!

icone calendario 07 fev 2024

Após polêmica envolvendo a falta de questões de língua portuguesa nas provas do CNU (Concurso Nacional Unificado), a Ministra Esther Dweck, esclareceu o assunto.

De acordo com ela, a disciplina não está fora do conteúdo programático, visto que será cobrada na avaliação discursiva e na interpretação das demais questões. 

“Na prova discursiva 50% da nota é avaliação do português; 50% é o conteúdo específico que está sendo abordado aí. E a prova inteira é análise de interpretação de texto e análise formal do português na parte escrita”, disse a ministra.

A ministra explicou que tanto a gramática, quanto a interpretação de textos estarão inseridas de forma transversal ao longo de outras áreas previstas no conteúdo programático.

A ausência de questões diretas de língua portuguesa tinha sido criticada pela senadora pelo Distrito Federal, Damares Alves.

“Fui surpreendida com a notícia de que no concurso nacional unificado deste ano não serão aplicadas questões específicas de Língua Portuguesa. No lugar entraram perguntas sobre diversidade. Um absurdo. Nossa equipe já estuda que medidas judiciais ou jurídicas podem ser adotadas”, disse Damares.

O secretário de Gestão de Pessoas, José Celso Cardoso, já tinha se pronunciado sobre o assunto representando o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI).

“A Língua Portuguesa é a língua do concurso e será cobrada da primeira à última linha, tanto pela capacidade de os candidatos de ler e interpretar texto, como pela capacidade escrita que eles terão que demonstrar através da prova discursiva”, disse.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Como serão as provas do CNU?

concurso Unificado,  ou “Enem dos Concursos”, é uma proposta do Governo Federal para preencher as vagas do Poder Executivo autorizadas em 2023 por meio de um único concurso, com provas aplicadas simultaneamente, em 220 cidades espalhadas pelo país.

Estão sendo ofertadas 6.640 vagas de diversas especialidades para 21 órgãos e ministérios, com salários de até R$ 22 mil.

Os interessados em uma das vagas serão avaliados em três etapas:

  • Primeira etapa
    • Exame de Habilidades e Conhecimentos (Prova Objetiva e Redação), de caráter classificatório e eliminatório;
    • Perícia Médica – Avaliação Biopsicossocial, para os candidatos que se declararem com deficiência;
    • Procedimento de Verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros;
    • Procedimento de Verificação Documental, para concorrer às vagas reservadas aos candidatos indígenas para os cargos da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI).
  • Segunda etapa
    • Avaliação de Títulos, quando couber, de caráter classificatório.
  • Terceira etapa
    • Curso de Formação, de caráter classificatório e eliminatório, dos candidatos ao cargo de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos – MGI; e para o cargo de Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas será constituída de Prova Didática na forma de aula, de caráter classificatório.

A prova objetiva e discursiva ocorrerá no dia 05 de maio de 2024, em uma das 220 cidades escolhidas no ato de inscrição, em dois turnos:

  • Manhã
    • nível superior: provas objetivas de conhecimentos gerais – 20 questões + prova discursiva de conhecimentos específicos do bloco (2h30 de duração)
    • nível médio: 15 questões de língua portuguesa + redação (2h30 de duração)
  • Tarde
    • nível superior: provas objetivas de conhecimentos específicos – 50 questões (3h30 de duração)
    • nível médio: provas objetivas – 45 questões (3h de duração).

As provas serão aplicadas no método Fundação Cesgranrio,  banca organizadora do certame.

Sendo questões de múltipla escolha (cinco alternativas A, B, C, D, E). Confira as disciplinas:

Conhecimentos Gerais

  • Políticas Públicas
  • Desafios do Estado de Direito: Democracia e Cidadania
  • Ética e integridade
  • Diversidade e Inclusão na Sociedade
  • Administração Pública Federal
  • Finanças Públicas

Conhecimentos Específicos

1º Bloco

  • Gestão Governamental e Governança Pública
  • Políticas Públicas
  • Gestão Ambiental e Tecnológica, Sustentabilidade e Energia
  • Planejamento e Gestão de Obras, Políticas Públicas de Infraestrutura e Acessibilidade
  • Engenharia Cartográfica e Geoprocessamento

2º Bloco

  • Gestão Governamental e Governança Pública
  • Políticas Públicas
  • Gerência e Suporte da Tecnologida da Informação
  • Desenvolvimento de Software
  • Apoio à decisão, inteligência artificial e métodos quantitativos

3º Bloco 

  • Gestão Governamental e Governança Pública
  • Políticas Públicas
  • Caracterização da Paisagem do Meio Rural
  • Práticas de Produção Agropecuária no Meio Rural
  • Desenvolvimento Sustentável no Meio Rural

4º Bloco

  • Gestão Governamental e Governança Pública
  • Políticas Públicas
  • Sociologia e Psicologia Aplicadas ao Trabalho
  • Segurança e Saúde do Trabalhor e Trabalhadora
  • Direito do Trabalho

5º Bloco 

  • Gestão Governamental e Governança Pública
  • Políticas Públicas: educação, ciência e tecnologia e justiça
  • Políticas Públicas: saúde e desenvolvimento social
  • Direito Humanos, dos povos originários e das populações tradicionais
  • Pesquisa e avaliação

6º Bloco 

  • Gestão Governamental e Governança Pública
  • Políticas Públicas e Análise de dados
  • Economia, Economia solidária e contexto internacional
  • Orçamento Público, Contabilidade e Regulação
  • Inglês

7º Bloco 

  • Gestão Governamental e Governança Pública: estratégia, pessoas, projetos e processos
  • Gestão Governamenta e Governança Pública: riscos, inovação, participação, logística e patrimônio
  • Políticas públicas e Noções de Estatística
  • Administração Financeira e Orçamentária, Contabilidade Pública e Compras Administração Pública
  • Comunicação, Gestão documental, Transparência e Proteção de Dados

Conheça outros concursos que estão abertos: Concursos Abertos: Mais de 60 mil vagas abertas para todos os níveis!

Ministra Esther confirmou mais de 1,5 milhões de inscrições

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos informou que o CNU soma mais de 1,5 milhão de candidaturas.

De acordo com a ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), Esther Dweck, a previsão é que as inscrições cresçam ainda mais essa semana.

“Nós sabemos que existe uma corrida na primeira e na última semana. Na primeira semana, atingimos 1 milhão de inscritos, embora esta semana tenha sido um pouco mais lenta como o esperado, imaginamos que na próxima semana o ritmo acelerará novamente”, disse a ministra.

Os interessados em uma das vagas terão até às 23h59 do dia 09 de fevereiro de 2024 para efetuar a candidatura.

Ao acessar o portal GOV.BR, o candidato deverá optar por um único bloco temático para concorrer por todas as vagas e especialidades dentro do bloco escolhido.

De maneira mais simplificada, será preciso acompanhar a seguinte ordem:

  • 1º – escolher o bloco temático
  • 2º – escolher os cargos que deseja concorrer dentro do bloco
  • 3º – ordenar a preferência entre esses cargos
  • 4º – ordenar a preferência entre as especialidades

Depois de preencher o formulário de inscrição, o candidatos deverão efetuar o pagamento da taxa de inscrição gerada por GRU (Guia de Recolhimento da União). 

O valor é de acordo com o nível de escolaridade:

  • nível médio: R$ 60,00
  • nível superior: R$ 90,00
Saiba mais sobre o Concurso Nacional Unificado: Editais publicados. Mais de 6 mil vagas!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais