Compartilhar:

E se os personagens de Friends fossem concursados?

icone calendario 03 jun 2015

Friends é uma série de tanto sucesso que mesmo hoje – há mais de 10 anos que seu último episódio foi ao ar – sua repercussão ainda é grande. Mas e se seus personagens fossem concursados, quais carreiras seguiriam? Confira abaixo!

Chandler Bing

Profissão na série: Chandler começou a série sendo Analista de Estatística e Reconfiguração de Dados, que era um emprego que ninguém compreendia muito bem o que era, ninguém se arriscava a dizer o que ele fazia e, de longe, ele era quem ganhava mais dos amigos. No final da série ele havia trocado de carreira e decidido virar redator publicitário. Carreira pública: Se Chandler fosse concursado, ele seria Analista do DPU. Apesar de ser um cargo bem remunerado, as pessoas têm pouco conhecimento sobre o que faz o analista do DPU. E, para muitos concursados graduados em direito, é um concurso-escada para cargos magistrados.

 

Ross Geller

Profissão na série: Ross era pesquisador – tinha um título de PhD, equivalente a um doutorado aqui no Brasil -, paleontólogo e professor. De todos, foi quem mais investiu na em sua carreira na série. Carreira pública: Se Ross fosse um servidor público ele seria ou um Pesquisador de propriedade industrial ou Professor de Ensino Básico. Ambos os cargos exigem anos de dedicação e estudo e seriam ideais para o paleontólogo.

 

Joey Tribbiani

Profissão na série: Joey é um ator que precisa passar por muitos sub-empregos antes de se estabelecer na carreira. Ele chega a participar de testes de remédios e doenças, faz uma ponta de garçom e de modelo vivo antes de começar a fazer sucesso. Carreira pública: uma boa carreira para Joey seria a de Auxiliar Criminalístico. É uma carreira bastante dinâmica, com bastantes surpresas. Assim como é a carreira de ator. Joey se daria bem.

 

Phoebe Buffay

Profissão na série: Phoebe é música e massagista na série. Em meados da série ela conta que já haviam lhe oferecido um cargo de corretora de ações na Bolsa de Nova Iorque e ela recusou. Carreira pública: A massagista se daria bem como Técnica do Seguro Social. Apesar de ser um cargo concorrido, Phoebe se daria bem por ser bastante comunicativa e não ter problemas em ser direta com as pessoas e lhes dizer a verdade sobre seus problemas.

 

Rachel Green

Profissão na série: Rachel começa a série como uma filhinha de papai criada para ser esposa e dona de casa e termina a série como uma grande executiva de moda. Carreira pública: Embora não haja uma carreira pública onde Rachel pudesse se dar bem com moda, ela seria uma boa Psicóloga, carreira existente em vários setores.

 

Monica Geller

Profissão na série: Mônica era chef de cozinha na série. Provavelmente foi a carreira mais estável de todas, com menos mudanças repentinas. Carreira pública: se fosse concursada, Monica seria uma excelente Agente de fiscalização sanitária. Na série, a chefe escreveu o manual de vigilância sanitária da cidade de Nova Iorque.

 

Concorda? Acha que eles seguiriam outras carreiras?

 

Ganhe 5% de desconto na primeira compra!

Acompanhe nossas

redes sociais